quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Que tal estender o braço antes de viajar?

Assim como toda hemorrede brasileira, a Fundação Hemopa está enfrentando dificuldades com a redução do número de comparecimento de doadores neste período marcado pelas festas de final de ano e de férias. No Pará, a queda de doações de sangue já chega a 41%, o que corresponde a redução de 250 para 147 coletas/dia. Aos sábados, essa diferença aumenta para 72%, representando uma diminuição de 90 para 25 coletas.

Para reverter a situação e garantir um atendimento satisfatório da demanda transfusional do Estado, a direção do hemocentro está convocando a população potencialmente doadora a comparecer no Hemopa antes de sair da cidade. Ou ainda, comparecer em algumas das unidades do hemocentro no interior do Estado, como Marabá, Santarém, Castanhal, Abaetetuba, Redenção, Capanema, Altamira e Tucuruí.

Portanto, galera, que tal fazer uma visitinha a um hemocentro antes de contaminar o sangue etilicamente neste reveillon? Basta estender o braço!
Lembrando que o Hemopa atende a uma demanda de 200 hospitais.

Além da campanha na sede do hemocentro, a unidade móvel de coleta de sangue do Hemopa está hoje, 30, na Presidente Vargas, em frente ao prédio do Banco do Brasil, efetuando coleta externa de sangue. A meta é conseguir pelo menos 80 doações.

No prédio sede do Hemopa a coleta de sangue pode ser feita até o dia 31/12, das 7h30 às 13h.
Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e peso acima de 50 quilos é um doador em potencial. É necessário portar Documento de Identidade. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, como Aids, Sífilis, Doença da Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses.
Para doar sangue não é preciso estar em jejum. O doador deve estar bem alimentado.

O Hemopa espera por você na travessa Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados das 7h30 às 12h30.
Mais informações: 08002808118 / www.hemopa.pa.gov.br / http://fundacaohemopa.blogspot.com


* Com informações da Ascom/Hemopa

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Parque Ambiental de Belém

Do blog da Franssinete:


Na próxima terça-feira (5), Ana Júlia Carepa e Duciomar Costa oficializam a contratação da Decol - Engenharia e Comércio Ltda. para executar as obras de compensação aos impactos do projeto Ação Metrópole no Parque Ambiental de Belém.

A empreiteira terá 150 dias para construir dois pórticos - um no conjunto Médici e outro na avenida Júlio César -; quiosque multiuso; centro de referência para formação de agentes ambientais; reservatório elevado para 10 mil litros de água; cerca de proteção; centro de triagem de animais silvestres; ponte sobre o canal São Joaquim, trilhas e estivas nas partes de várzea, além de recuperar a área degradada com plantio de espécies amazônicas endêmicas.

O Parque abrange os bairros de Val-de-Cans, Marambaia e Benguí, tem área três vezes superior à do Jardim Botânico Bosque Rodrigues Alves, e se estende por 42 hectares - 7 ha. incorporados recentemente.



====

Se a Decol fizer as obra do Parque Ambiental com a mesma agilidade que a Delta está fazendo o viaduto da Júlio César, acho que vou passear nele com a Dalila nas férias que vem. Parque, que, por sinal, nunca foi aberto à visitação pública e que a maior parte dos moradores da capital nem sabia que existia.

Governo e a imprensa

Como de costume, o Governo do Estado realiza aquele encontro de final de ano com os jornalistas do Pará.
O momento será amanhã, às 19h, no Píer 47.
Espero reencontrar muito colegas queridos por lá.

Não deixe idéia de não ou talvez

Nada como trabalhar ao som da minha musa Roberta Sá...





Não sei se é certo pra você
Mas por aqui já deu pra ver
Mesmo espalhados ao redor
Meus passos seguem um rumo só.

E num hotel lá no Japão
Vi o amor vencer o tédio
Por isso a hora é de vibrar
Mais um romance tem remédio

Não deixe idéia de não ou talvez
Que talvez atrapalha
Não deixe idéia de não ou talvez
Que talvez atrapalha.

O amor é um descanso
Quando a gente quer ir lá
Não há perigo no mundo
Que te impeça de chegar.

Caminhando sem receio
Vou brincar no seu jardim
De virada desço o queixo
E rio amarelo.

Agora é hora de vibrar
Mais um romance tem remédio
Vou viajar lá longe tem
O coração de mais alguém.

Não deixe idéia de não ou talvez
Que talvez atrapalha
Não deixe idéia de não ou talvez
Que talvez atrapalha.



*Composição: Moreno Veloso e Quito Ribeiro

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Aplaudir até sentindo dor é amar!

Amar é muito mais que um bom sexo.
É muito mais que dar gargalhadas e fazer grandes programas.
É muito mais que apresentar um ao outro as bandas favoritas, os espetáculos desconhecidos, um mundo a ser conquistado.
Isso tudo, sem dúvidas, é muito bom!

Mas bom mesmo é saber que, além de tudo isso, se tem ao lado um ombro, um colo, um abraço e a parceria para os momentos mais difícies.
É nessas horas que se reconhece o verdadeiro amor.
Sem acusações, evitando as cobranças, passando por cima do orgulho ferido, sem disputas, sem que um queira ser superior (nas virtudes e acertos) que o outro.
Amar é se entregar por completo. É estar disposto a entender as diferenças e fazer o possível para conviver bem com elas.
É respeitar o passado, as conquistas e os fantasmas um do outro.
É não ter medo de confiar em que já te mostrou que merece confiança.
E apesar de tudo isso, não sucumbir aos caprichos de outrem.

É conseguir rir todos os dias por qualquer que seja o motivo.
É enxugar as lágrimas do outro com um beijo e não ter medo de parecer patético.
É ter certeza de que É aquilo que você quer, mesmo que não exatamente da forma como você sonhou.
E quando aquele momento que se pensou ser um sonho se mostra real, de um jeito duro e doloroso, os verdadeiros amantes estão juntos, preparados e "armados" para enfrentar as tormentas.
E se algum dia, um fraquejar, o outro deve puxá-lo pelas mãos e orientá-lo a seguir o melhor caminho.

Amar é, acima de todas as coisas, ter a certeza de que ao lado do amado (a) a paz e a plena felicidade coexistem com todo o resto.

É o que eu penso sobre o amor.
E você?


========
*O título desta postagem é um trecho da música Achou, de Dante Ozetti e Luiz Tatit, interpretada por Ceumar, já postada aqui anteriormente. Uma verdadeira lição sobre o amor.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Feliz Natal?

Agradeço a todos os cartões natalinos recebidos (seja por e-mail ou de papel). É legal saber que se é lembrado. Mas deixa aqui eu me desculpar por não mandar cartão pra ninguém.

Eu não gosto de natal. Não embarco nessas felicitações, nem no tal "clima natalino".
Essa tal magia do natal sempre me faz pensar que o Papai Noel não vai aparecer pra um monte de crianças que acreditam e [ainda] têm esperança de que ele vai deixar um carrinho, uma bola, uma boneca. Me faz lembrar que um monte de famílias não terão aquela mesa farta tão propagada nessas épocas.

Pode parecer um papo de Madre Teresa, mas eu não consigo embarcar nessa onda de natal feliz.
As pessoas falam tanto em amor na época do natal, mas que atitude tomam para construir o amor, a paz, a felicidade e o bem tão palavreados em dezembro?

Na boa, acho tudo isso muito deprimente.
Natal não me comove. Só me revolta.
Sorry!

Decoração nociva

Alguém sabe de quem foi aquela suuuupeeeerrrr idéia de colocar luzes verdes [fortíssimimas] na Praça da Trindade como decoração natalina?
Aquilo é um atentado contra a vida dos motoristas que passam pela Gama Abreu!!!
Deve ter sido da mesma mente genial que encheu a avenida Nazaré de luzes verdes para confundirmos com o semáforo...
É, deve sim!

Ressaca

Beber pode.
Ficar de pilequinho pode.
Ter surto de sinceridade sob o efeito do álcool não poooooode!

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Peões contemporâneos

Ontem assisti ao documentário Peões, de Eduardo Coutinho. O filme mostra a vida de metalúrgicos do ABC que militaram junto com Lula nas históricas greves da categoria no final dos anos 70 e início dos anos 80.
No documentário, as cenas da violência sofrida pelos trabalhadores, quando a polícia tentava dissipar os protestos me lembrou tanto as cenas que vi [também pela TV] na semana passada. Só que os peões eram outros. Estudantes protestando contra a corrupção.

Dindin circulando para felicidade geral

Hoje a Receita Federal depositou o último lote da restituição do Imposto de Renda 2009. O maior montante já pago na história, R$ 2,4 bilhões.
Nas contas dos contribuintes do Pará, chegam hoje R$ 59 milhões.
Como se diz no interior, êta que não vai ter puta pobre neste natal!

Menos renascentista

Quando você descobre que precisa perder 10 quilos de pura gordura, tudo parece mudar em sua volta.
A cerveja não é mais tão atraente; a comida mal desce; a ansiedade pelo almoço do final de semana simplesmente some; e fazer exercícios físicos passa a causar sensações quase sexuais.
Meu 2010 já começou!

Cumassim???

Achei que não viveria para ver Almir Gabriel se desfiliar do PSBD. Ainda mais sob os argumentos que o fez.
É... esse mundo anda muito revirado mesmo...

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

O vazio que invade

E de repente aquilo que ela não queria que existisse de fato não existe mais.
Descobriu que nunca existira.
E o vazio tomou conta de seus pensamentos, tão consumidos por sensações já esquecidas.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Ação entre amigos

Do blog Na Ilharga:


Ação entre amigos

O ex-detento e senador biônico Flexa Ribeiro é sempre mais prejudicial do que inútil, por isso não passa incólume. A última dele foi apresentar uma emenda ao Projeto de Lei governamental que cria o Vale Cultura, incluindo a compra de jornais e revistas como passível de ser efetuada através daquele benefício.Lamentavelmente, parece que a famigerada emenda não especifica que tipo de revista ou jornal faz parte desse elenco de bens culturais, abrindo-se a possibilidade da indução para a aquisição de publicações que pouco ou nada tem a ver com cultura e educação, produzindo aquilo que O Liberal descaradamente confessa que espera, " maior acesso a revistas e notícias pelos jornais impressos e aos próprios veículos de comunicação, que poderão ter um novo impulso nas vendas ". Traduzindo, é a transformação de um instrumento cultural em um objeto de consumo. Lamentável!

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Estado do Carajás: também quero decidir

Estou aderindo à campanha que vem sendo feita pela professora Marise Morbach, do Quinta Emenda. Afinal, se querem criar um Estado dentro do meu Estado, quero ter o direito de votar também.


Plebiscito é decisão de todos,
não vontade de alguns.

Paraense, defenda seu direito de decidir.


Uma campanha do Quinta Emenda.
.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Fica a dica

Meu recanto favorito para uma boa comida, boa conversa e garantia de paz.

Fica a dica!




www.terradomeio.com.br

"Belém te abraça!"

Como é de praxe, políticos e (aspirantes à) compram mídia nas placas da cidade para lembrar seus aniversários. Uma espécie de autopromoção, burlando a legislação eleitoral que impede propaganda extemporânea.
Para a felicidade de Priante, sua data natalícia foi 01/12, três dias antes da cassação de Duciomar Costa.
Fico imaginando o sorriso do novo prefeito, vendo sua foto espalhada pela cidade com a frase "Belém, te abraça!".
Deve estar num estado de ópio tão grande, que imagino que deva até acreditar no que ele mesmo escreveu...



Atualizado às 14h

Hum... acho que Priante vai ter que recolher as placas...

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Jaz no twitter

Há cerca de 20 minutos foi anuncido no JL1 a cassação, pelo TRE, do prefeito de Belém, Duciomar Costa.
Sem dúvida, o melhor lugar para acompanhar isso é pelo twitter. Não sei se acho graça ou se choro do que estou lendo por lá.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Claro traz oficina de Curtas para o Pará

Em parceria com festival nacional de curtíssima metragem da Claro, projeto leva oficinas gratuitas de audiovisual a Belém, Santarém,
Marabá e Cachoeira do Arari



Graças a uma parceria com o Festival Claro Curtas, surge a primeira edição do projeto Curta em Circuito, que levará oficinas audiovisuais gratuitas a Belém, Santarém, Marabá e Cachoeira do Arari, durante cinco meses a partir do dia 4 de dezembro de 2009. O lançamento do projeto e das oficinas acontece hoje, quinta-feira, às 19h, na Fundação Curro Velho. Na ocasião, a diretora Priscilla Brasil e a pesquisadora Giseli Vasconcelos irão debater o tema "Novas Mídias de Produção e Difusão Audiovisual".

O Curta em Circuito tem como principal objetivo estimular a produção audiovisual no Estado do Pará, a partir da democratização dos preceitos técnicos e criativos necessários para isso. As oficinas presenciais são distribuídas em módulos e o projeto disponibiliza material gratuito para download em seu site - http://www.curtaemcircuito.com.br/ .

A ideia é que os interessados em participar do Claro Curtas e concorrer a um total de R$ 100 mil tenham a oportunidade de aprender técnicas para aprimorar seus vídeos. "O Claro Curtas foi criado para possibilitar a descoberta e a divulgação de talentos, e é uma iniciativa que oferece oportunidade e capacitação para que mais pessoas explorem as possibilidades de criar conteúdos diferentes, levando ao público olhares nem sempre presentes nos circuitos convencionais do cinema. A partir deste ano, adequamos o Festival às premissas do Instituto Claro, reforçando o uso das novas tecnologias em práticas de aprendizagem", afirma Carime Kanbour, vice-presidente do Instituto Claro e gerente de Responsabilidade Corporativa da operadora.

Além da parceria com o Claro Curtas, o Curta em Circuito tem realização da BCB Produções Culturais, Casa Redonda e Greenvision Filmes, com apoio institucional do Governo do Pará através da Lei de Incentivo à Cultura Semear.


OFICINAS - As oficinas do Curta em Circuito começarão no dia 4 de dezembro e se estenderão até abril de 2010, divididas em cinco módulos: "Argumento e Roteiro", ministrado por Roger Elarrat (Miguel, Miguel); "Fotografia em Vídeo", por João Wainer (Pixo); "Direção de
Ator", por Adriano Barroso (Chupa-Chupa); "Direção", por Priscilla Brasil (As Filhas da Chiquita); e "Técnicas de Edição e Finalização", por Alberto Bitar (Enquanto Chove).

COMO PARTICIPAR - Quem quiser participar das oficinas deve ter mais de 16 anos e estar disposto a acompanhar os cinco meses de trabalho. As inscrições podem ser feitas no site oficial do Curta em Circuito - www.curtaemcircuito.com.br - ou na instituição onde os módulos serão ministrados em cada cidade. As vagas são limitadas: 20 por turma.


*Com informações da Assessoria de Imprensa da Claro

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Inveja mata

Inveja é um sentimento muito baixo. Sentimento contra o qual devemos lutar e que todos deveriam ter vergonha de demonstrar, ainda mais publicamente, nas páginas de jornais.

Para quem não conhece, apresento o Flanar, blog coletivo escrito por seis brilhantes cabeças de profissões, ideologias e visões de mundo bem distintas. Pessoas que não moram na mesma cidade e que sempre que podem, organizam um encontro real para confraternizar. Esses encontros costumam ser anunciados no blog, por meio do qual, leitores, comentaristas e outros blogueiros são convidados a participar, do que se convencionou chamar Encontro Flanar.

Já tive a chance de ir a dois encontros Flanar. Sempre ótimos. Conheci blogueiros que fazem parte da minha vida diária, revi amigos, debati assuntos interessantes, dei muita gargalhada e, vejam vocês, ganhei até um namorado!
Tudo porque nesses encontros as pessoas vão com o coração aberto. Vão para uma troca do bem, vão para descontrair.

Acontece que a tal da inveja corroe corações. O sucesso alheio, infelizmente, ainda causa mal-estar em algumas pessoas. E talvez pela total isenção e pelo sucesso do Flanar, Carlos Barretto, Itajaí Albuquerque, Yúdice Andrade, Val-André Mutran, Sylla Lage Neto e Francisco Rocha Jr. estejam sendo tão ferozmente atacados. O saudoso Juvêncio de Arruda já fez parte desse time e também teria sua honra jogada às favas [ou a tentativa de] com esse ataque cretino.

O que mais me espanta é que o colunista, que desde segunda-feira ataca os blogueiros do Flanar e os amigos que com eles foram almoçar no restaurante Terra do Meio, no sábado passado, não tem pudor de atacar nem mesmo um antigo amigo. André Custa Nunes, do Tipo Assim... Folhetim é um dos frequentadores mais animados dos Encontros do Flanar. Homem que eu já vi defender várias vezes o tal colunista.

Eu mesma não gosto dessa coluna. Acho coluna de fofoca e não tenho paciência para tal. Agora, menos ainda.

Queria deixar claro que ainda tenho uma pitada de consideração por este senhor, pelo fato dele ter colocado no mundo um cara brilhante. Conheço seu filho há 10 anos. Gente do bem, integente, competente. Duvido que ele goste dessa quitanda que o pai arma vez ou outra...

Para quem quer saber mais sobre o assunto, recomento este link.


PS: Mas caso o senhor Colunista passe por este espaço, me explique como é esse lance de bolsa. O senhor recebe a Bolsa Colunista? Hum... Já ouvi dizer que dá uns bons trocados... Conte-nos como funciona.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Lembram da autora da "intervenção no Pará"?

Lembram da Dona Kátia Abreu, também conhecida como Miss Desmatamento? É... aquela senadora lá do Tocantins que, com apoio dos senadores paraenses Flexa Ribeiro e Mário Couto (ambos PSBD) entrou com o pedido de intervenção no Pará.

Não é novidade pra ninguém que esta senhora trabalha a favor dos grandes latifundiários (ela preside a maior associação ruralista do país).

Pois bem, a dita cuja não só tem uma visão completamente distorcida das necessidades do país, como sai de seu Estado para tentar causar burburinho no Estado alheio.

Quero ver ela dar as caras agora é lá, na terra dela.

Vai lá, ô Dona Vaca, digo, Dona Desmatamento!

Fiquem agora com a notícia publicada pela perereca Ana Célia Pinheiro:

"A Assembléia Legislativa do Tocantins aprovou, hoje de manhã (01/12), moção de repúdio à senadora Kátia Abreu, do DEM daquele estado.
A decisão foi motivada por reportagem da revista Carta Capital, que acusa a senadora de se apropriar de terras de pequenos agricultores."

Mais aqui.

Desde quando violência resolve violência?

Acabo de ouvir no notíciário da Rádio Cultura FM que um grupo de moradores do bairro da Secramenta, em Belém, invadiu uma área e saqueou três casas de famílias que habitavam o terreno. Em entrevista à rádio, os moradores disseram que invadiram o terreno porque lá é escuro e oferece insegurança aos vizinhos do local. Segundo eles, o ato da invasão foi para chamar atenção do poder público, pois eles estariam cansados de tanta violência (!!!!!!!).
Segundo a reportagem da rádio Cultura, as três famílias que moravam na área foram expulsas de suas casas. Três líderes da invasão foram detidos.

Temo pelo mundo que espera minha pequena Dalila, tamanha a selvageria para onde estamos caminhando. Tudo se resolvendo cada dia mais à base da mãozada.

A capacidade do careca chorão

Por Marcos Mataromos. Um dos autores do blog A Torre de Marfim:

"Estou com dó do Arruda. Correr o risco de ser expulso do DEM por deslize ético é como ser banido da máfia por conduta criminosa".

"Mas Arruda merece respeito por pelo menos uma coisa: correr o risco de ser expulso do DEM não é para qualquer um".

"Demista raiz abraça a causa 'Fica, Arruda'. É mais coerente com os princípios do partido de próceres da pátria como Bornhausen, o democrata".


http://twitter.com/torredemarfim

Achado da vida

Há quase 12 anos ela habita minhas mellhores lembranças.

Ela me dá amor, dedicação, broncas, conselhos, trabalho, dicas para estar sempre na moda e me faz, muitas vezes, eu me achar mais adulta do que a minha síndrome de Peter Pan permite.

Já são tantos momentos divididos que não dá para falar aqui. Alguns seriam censurados pelo blogger, certamente (risos).

São muitas páginas viradas. Lágrimas e gargalhadas incontáveis e quase todas compartilhadas.
Nos seguimos, nos completamos, divergimos, brigamos e fazemos uma a grande muleta da outra.

Parte do que consegui na vida eu devo a ela. Num dos momentos mais críticos da minha adolescência ela me segurou pelas mãos, tão inexperientes quanto as minhas, e me deu o alicerce que eu precisava. Estrutura na qual fui capaz de construir tanta coisa.

Minha amiga, minha irmã, minha namorada (já inventaram até isso sobre nós!!), minha mãe, minha filha, minha comadre, minha tudo, que essa sua passagem para a vida balzaquiana só te faça um ser ainda mais fantástico, iluminado, exuberante, abençoado.

Você é muito mais do que um Achado do Dia. És o meu Achado da vida toda!

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Belém é a capital internacional da educação de adultos

De 01 a 04/12, Belém é a capital internacional da educação de adultos. Acontece aqui a VI Conferência Internacional de Educação de Adultos, da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e a Cultura - Unesco. O evento acontece a cada 12 anos e é realizado pela primeira vez na América Latina.

Cerca de duas mil pessoas, de mais de 150 países, são esperadas na Conferência. Ao final de quatro dias de discussões e debates, serão traçadas as diretrizes e metas para a educação de jovens e adultos para a próxima década no mundo.

A Conferência envolve os países-membros da Unesco, agências das Nações Unidas (ONU), agências multilaterais e bilaterais de cooperação, organizações da sociedade civil, setor privado e aprendizes de várias regiões do planeta.

Uma grande estrutura foi montada na cidade para garantir o sucesso do evento. Foram criadas linhas de ônibus, com trajeto especial, ligando os hotéis dos participantes ao Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. Cerca de 150 alunos do curso de línguas estrangeiras da Universidade Federal do Pará (UFPA) foram treinados para trabalhar como tradutores e intérpretes durante a Conferência, já que são seis os idiomas oficiais da Confintea.

A VI Confintea é realizada com o apoio dos governos Federal e Estadual e veio para Belém numa negociação da Secretaria de Estado de Educação com o MEC, junto à Unesco.


Nota da poster: Espero que esse evento seja um marco na política de educação de adultos no Brasil.

Lágrimas de crocodilo

E aí, será que o José Arruda (DEM-DF) vai abrir o berreiro como fez em 2001, quando foi cúmplice de ACM na violação do painel eletrônico do Senado?
Quero ver o bebê chorar...

Mais informações sobre o cadango chorão, aqui


sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Cordel do Fogo Encantado em Belém

Aviso aos fãs que a banda pernambucana Cordel do Fogo Encantado estará em Belém dia 04/12.

A má notícia é que ainda não sei se o show será aberto ao público.
Eles virão como atração principal da programação cultural da IV Conferência Internacional de Educação de Jovens e Adultos, que acontecerá de 01 a 04/12, em Belém. A Confintea é realizada pela Unesco, com apoio dos governos Federal e Estadual.

Eu, que vou trabalhar na Confintea, já tô toda serelepe!!!

Aos que não conhecem a banda, tenho o prazer de mostrar dois trabalhos que eu gosto muito.






quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Natureza erótica

Sabe aqueles e-mails de piadinha que a gente recebe de vez em quando?
Pois recebi hoje um fantástico!
Ah, aviso que esta postagem não é recomendada para menores de 18 anos.
























STJ reitera continuação de obras da avenida Independência

As obras de prolongamento da avenida Independência, contestadas pelo Ministério Público do Estado, foram garantidas pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). A decisão garante a continuidade do projeto Ação Metrópole, que vem sendo executado pelo Governo do Estado com a proposta de abrir novas vias para eliminar os gargalos à mobilidade de dois milhões de pessoas que vivem nas áreas de expansão dos municípios de Belém, Ananindeua, Marituba, Benevides e Santa Bárbara do Pará; e criar o sistema integrado de transporte. Segundo a assessoria de imprensa da SEPE (Secretaria de Estado de Projetos Especiais), as obras estão em ritmo acelerado desde que foram retomadas em julho, após decisões do presidente do TJE, Rômulo Nunes, e do pleno do TJE, reiteradas agora pelo STJ.


*Com informações da Agência Pará.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Vic ataca blogueira

O (diz que) deputado federal Vic Pires Franco, que nada tem de melhor para fazer, agora resolveu encher o saco de mais um membro da blogsfera. A vítima da vez é a jornalista Franssinete Florenzano.

Leiam abaixo o texto de repúdio que a blogueira publicou.


Falta de decoro

Como não acesso seu blog, o deputado Vic Pires Franco veio, usando o anonimato, e mandou seus asseclas reproduzirem para mim as imagens e textos ofensivos que ele publicou a respeito do café da manhã dos blogueiros com a governadora Ana Júlia Carepa, hoje.

Trata-se de mais uma investida torpe de um parlamentar que desonra o mandato e envergonha as famílias paraenses. Usa seu blog para difamar, injuriar e caluniar as pessoas, fazer fofocas da vida dos outros e politicagem para si e sua mulher – que já foi vice-governadora deste pobre Estado, secretária especial de Proteção Social e candidata a prefeita de Belém, mas não consegue sequer fazer o próprio marido se dar o devido respeito e respeitar pelo menos as mulheres, mães, profissionais e servidoras públicas que o casal se oferece para representar -. Para usar o bordão que ele adora, Vic Pires Franco é o maior ladrão da honra alheia que a História do Pará já viu.


Para ler completo, clique aqui

Impressões sobre o ineditismo

Por André Consta Nunes

Não sei se vai acontecer amiudemente este tipo de encontro da governadora com os blogueiros. Nem sei se vai acontecer outra vez, mas o estrago está feito. Ela inovou, saiu na frente, quem quiser que corra atrás.

Não precisava ser café da manhã, mesmo sendo na hora que foi, assim como, se fosse à noite, não necessitava coquetel. Talvez fosse mais apropriado um cofibreique, embora, eu, pelo meu gosto, sugerisse champanha. Espumante nacional, mesmo. Farto e generoso. Sem essa do politicamente bem comportado, afinal tratava-se de uma inauguração. O lançamento de uma nova moda. A aceitação do futuro inexorável, do novo, que chega atropelando, benfazejo. E a resistência ao novo, à evolução política, é o que se costuma chamar de “reação”. Palavra tornada arcaica, como tantas outras ( camponês, subdesenvolvido, direita, esquerda, socialismo ), exatamente pela imprensa “reacionária” forte antes, durante e depois da ditadura.

Quem for democrata sobreviverá aos blogs democráticos. É, porque há também blog do mal e de mau, mas sinto que a galera do bem, do bom, acabará por impor-se exatamente por esses atributos.

Não importa o resultado prático deste encontro. Se convenceu, se deixou a desejar. Importa, sim, e muito, que ele houve. Ainda não sei o que ocorreu por lá. Poderia ser melhor? Talvez. Sempre se pode melhorar.

Imagina se a moda pega? Maranhão, São Paulo, Rio, Rio Grande do Sul, Ceará.
Acorda, André, é muita viagem!

André Costa Nunes


*Mensagem deixada na caixinha de comentários

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Ponto aos que foram

A perereca Ana Célia Pinheiro, que não pôde estar presente, hoje, no café da manhã da gov com os blogueiros, justifica a ausência e dá um belo "cala-te boca" naqueles que ficam por aí, falando bobagens sobre os que foram ao evento.
Adoro gente bocuda!
O link.

Democracia é isso

Grupo protesta em Porto Alegre contra proibição do bronzeamento artificial





Foto: Roberto Vinícius/Agência Free Lancer/AE

Sobre a Miss Desmatamento

Sugiro a leitura da reportagem que a revista Carta Capital fez nesta semana mostrando muito bem as intenções da senadora Kátia Abreu (PSDB-TO) com essa sua suposta preocupação com o campo.
Para quem não lembra dela, trata-se daquela sujeita, que, com o apoio dos senadores Flexa Ribeiro e Mário Couto (ambos tucanos), pediu intervenção no Pará.

Vejam vocês...

Desembaçando a alma

Prazer é uma coisa muito fácil de se ter.
Não me refiro exclusivamente ao prazer sexual (a este também, é claro!). Falo de prazeres, de uma forma geral.
Sempre fui afeita aos prazeres da vida. Boas leituras, longas conversas, dar gargalhada por bobagens, pegar um pilequinho vez ou outra, dançar até cansar, ficar horas admirando a infinita beleza da Dalila.

É tudo tão simples, né? Mas, às vezes, uma cegueira súbita parece nos privar dessas maravilhas. Tudo parece tão difícil e distante...

Neste final de semana tive o privilégio de passar dois dias inteirinhos dedicados a esses "pequenos" prazeres. Que limpeza na alma...

Gov e os blogueiros

.
Está muito interessante o bate-bola da governadora Ana Júlia com os blogueiros do Estado. Espaço de diálogo mesmo. Pergunta pra todo gosto.
Mais tarde vocês devem ler a repercussão na blogsfera.
.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Viva la vida

A TV e a geladeira já estão funcionando bem.
O ar condicionado decidiu voltar a gelar.
Minha super empregada de confiança optou por ficar em Belém.
Os exames da Dalila estão indo bem e estou feliz por acreditar que não há de ser nada sério.
Só falta resolver aquele outro probleminha...

Por sinal, gente, meu blog tem sido invadido por pessoas que acham um absurdo um filho ser sustentado por mãe e pai igualmente, vocês acreditam? Tenho sido ofendida com muita freqüência, em comentários anônimos não publicados [obviamente], de coisas que vocês nem imaginam, pelo simples fato de estar buscando o direito da minha filha.
Olha... tem que ter paciência e sangue frio nessa vida!

Mas o que importa é que a vida é bela, mesmo que com caminhos tortuosos! Não tenho medo de represálias.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Nós

Mosqueiro parece sempre o início e fim de tudo. Lá, de fato, terminei e comecei enormes sentimentos. Não foi diferente agora. Ele, uma vez mais é berço de um evento mágico, digno de suas noites estreladas. E quando tudo parecia final, percebi ser o grande início. Nem parece que só um mês se passou. Como ri tanto? Como vivi tanto? Como planejei tanto? Já não vislumbro mais a vida sem Mosqueiro, sua casinha branca e seu pé de Tento. Quando a gente acha que encontra a banda da alma, só consegue imaginar que é pra sempre.


*texto escrito a quatro mãos.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Mais 35 salas de cinema no Pará

Agora, não são só os moradores de Belém e de poucas cidades abastardas do Pará que poderão ter contato com a magia do cinema. É que o Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), fez uma parceria com o Ministério da Cultura para o lançamento do Edital “Cine Mais Cultura Pará”, que possibilitará a criação de 35 salas de cinema em todo o Estado. Elas serão distribuídas proporcionalmente entre as 12 Regiões de Integração, democratizando o acesso às políticas na área audiovisual.

O lançamento do programa acontecerá amanhã, dia 19, no Teatro Maria Sylvia Nunes (Estação das Docas), a partir das 19h. Depois da seleção dos Pontos de Cultura, esta é mais uma ação do Programa Mais Cultura, que foi criado para democratizar o acesso aos bens culturais para todos os brasileiros.

O Edital selecionará projetos de organizações culturais e sociais, juridicamente constituídas, e disponibilizará equipamento audiovisual de projeção digital; obras brasileiras do catálogo da Programadora Brasil; e oficina de capacitação cineclubista. A apresentação deve contar com a participação de produtores culturais, gestores, cinéfilos, cineclubistas, grupos e movimentos culturais.

A Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP) fará apresentação especial no lançamento de amanhã, apresentando temas de cinema, como o Bolero de Ravel, do filme “Retratos da Vida” (1981), de Claude Lelouch; e o tema de Star Wars, de John Williams.


Serviço:
Lançamento do edital “Cine Mais Cultura Pará”. Dia 19/11, às 19h, no Teatro Maria Sylvia Nunes (Estação das Docas).
Realização: Governo do Estado do Pará e Ministério da Cultura.


Mais informações sobre o edital: http://www.secult.pa.gov.br/


*Com informações do release da Secult

terça-feira, 17 de novembro de 2009

PQP

Briga na justiça para o pai da minha filha pagar pensão pra ela.
Geladeira e TV resolvem dar prego.
Ar condicionado decide que não quer gelar.
Empregada de confiança decide que vai voltar para a cidade natal.
Dalila está com problemas de saúde.

Eu tô muito afim de berrar um puta caralho bem no meio da Almirante Barroso!!!

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

A força política das palavras

Lula pode ser comparado a Fernando Henrique em um monte de coisas, mas na crise energética, não!

Ontem uma amiga jornalista publicou no twitter a frase "Para 2010, pelo menos em um quesito já há empate técnico: apagão".

É impressionante como as pessoas têm dado este nome à falta de energia que houve em parte do Brasil nesta semana. A tentativa de confundir o blecaute de horas com o apagão de meses da era FHC é, no mínimo, patética.

Não caiam nessa!
Eu, pelo menos, recuso-me! Blecaute é blecaute. E foi o que houve no Brasil na terça-feira.
E palavras têm força, amigos!

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Chocada

Meu irmão mais velho virou pastor de uma igreja evangélica, no Amapá. Igreja Reviver.
No sábado, tive que ouvir que ele tem pena dos homossexuais e sobre as teorias criacionistas de sua igreja.

Gente, nada contra a religião alheia, mas vocês acham que eu tenho cara de irmã de pastor?

domingo, 8 de novembro de 2009

Lugar de pedestre é na calçada

Tenho um desejo sádico. Sádico e anti cívico. Fazer um strike naquela galera que espera ônibus no meio da rua. Ok, tem situações em que a calçada está tomada, mas na maioria dos casos, é puro hábito do pedestre em não ficar no seu lugar mesmo.

Eu sei, é um desejo horrível. E eu não o realizarei. Mas confesso que, muitas vezes, faço questão de vir com o carro, devargazinho, beirando a calçada para ver se forço esse povo a ir para o lugar que lhes cabe no espaço urbano.

Belém é uma cidade caótica. Cresce desordenadamente e não vemos quase nenhuma ação do poder público para mudar isso. Esses dias, o advogado Yúdice Randol em seu blog Arbítrio do Yúdice fez um post em que levantou a questão da devolução das calçadas ao povo de Belém, com a retirada dos ambulantes.

Mas acho que retirar ambulantes não é exatamente o que resolve a questão.
A apropriação indébita das calçadas de Belém já fez o povo se desacostumar em usá-las.
É só pegar o caso da avenida Presidente Vargas. Não existe mais razão alguma (que não seja má educação) para que as pessoas deixem de aguardar os coletivos na calçada. Mas elas insistem em ocupar uma faixa da via para esperar o ônibus no meio da rua, causando aí um outro transtorno para a cidade.

Outro exemplo clássico é na Magalhães Barata, em frente ao prédio da Polícia Civil. Não há um ambulante impedindo que os passageiros aguardem o ônibus na calçada, mas eles estão todos lá, no meio da rua.

Sei que alguém vai dizer "Ah, mas só assim o ônibus pára". Tenho minhas dúvidas. Vias com ponto cheio são sempre parada obrigatória. E no mais, em Belém se o motorista brucutu não estiver afim de parar, ele não o fará nem que o passageiro se jogue na frente.

E ainda temos em Belém a mania do povo de andar no meio da rua mesmo. O cara tá vendo a calçada, mas quer dividir o espaço com os carros (e com as bicicletas). Tudo bem que a cidade tem algumas calçadas intrafegáveis, mas não é maioria. Pelo menos não nos bairros mais centrais.

Acho que mais do que retirar os camelôs, a Prefeitura deveria fazer campanhas pra educar a população, relembrando-a de que lugar de pedestre é na calçada.

Contra o fascismo

A decisão da tal Universidade Bandeirante de expulsar a aluna do vestido curto abre um precendente para a socidade: "Essa moça se expõe. Ela é vilã. Quem quiser pegar, pode passar a mão".

Criminalizaram a moça, como se ela não tivesse direito sobre o próprio corpo! De vítima, Geisy Arruda passa a ser ré.

O argumento da Uniban é o mesmo de um estuprador que diz que violentou uma mulher porque ela o provocou. Peeeeralá!!! Se essa alegação já é inaceitável vinda de um bandido, imagine vinda de uma instituição de ensino superior.

Acabo de ver na TV a entrevista de um aluno da universidade que se disse assustado com a decisão radical de expulsão, embora ele tenha participado do lichamento moral da moça. Segundo ele "Tudo bem que ela denegriu a imagem da Uniban, mas não precisava expulsar". Como é, colega? Ela denegriu? Quem denegriu a imagem da Uniban não foi a Geisy, mas estudantes intolerantes e preconceituosos como você. Vândalos, sim! Embora a Uniban tente dizer que não.

E essa conversa de que Geisy foi expulsa por não respeitar a ética e o patromônio moral da universidade mais parece texto do Walcyr Carrasco em novela das seis, quando as personagens carolas fazem passeata em volta da pracinha para assustar um forasteiro. Não parece postura de uma universidade localizada em uma das maiores metrópoles do mundo.

Ouvi hoje, na CBN, a entrevista de um professor de Direito Constitucional da PUC-SP, que sugeriu que o MEC apure os fatos ocorridos na Uniban e a suposta sindicância que resultou na expulsão da estudante e que, se for o caso, revogue a concessão de funcionamento da Universidade Bandeirante (não tenho certeza se o termo jurídico é esse). Acho que as universidades sérias podiam todas se unir e defender esta idéia.

Educar não é isso!
Agindo dessa forma, a Uniban, que se orgulha de dizer que é uma universidade de responsabilidade social, está formando um bando sem capacidade crítica, sem respeito ao direito da mulher, sem respeito ao direito do outro.
E depois da passada de mão na cabeça que essa galera que hostilizou Geisy levou, não nos assustemos se a gang da Uniban aprontar mais uma.

Se minha filha estudasse lá, eu pediria a tranferência dela imediatamente.


======

PS: Muito bem colocado o trocadilho Só falta mudar o nome da Uniban para Taliban

sábado, 7 de novembro de 2009

Sobre baixaria

Pelo humorista Evandro Santo, que ficou famoso como Christian Pior.

"A gente brinca de ser chique, mas feliz mesmo só na baixaria!"



http://twitter.com/HugoGloss

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Dudu foi lá?

Alguém sabe me dizer se o tal do prefeito Duciomar Costa esteve no velório ou enterro do Verequete?

============================

Verequete: prefeitura cortou benefício do mestre

Mesmo abatido pelas doenças que decorriam da idade avançada, Mestre Verequete não recebia atualmente nenhum tipo de apoio financeiro da Prefeitura de Belém. O corte do auxílio prestado na administração de Edmilson Rodrigues veio junto com a entrada de Duciomar Costa.
Segundo a Secretaria de Estado de Cultura (Secult), Verequete recebia mensalmente a quantia de R$ 1.040,00 por meio de uma Pensão Especial, aprovada pela Assembleia Legislativa, após ser incluída na Lei Orçamentária. Além disso, ele ainda recebia ajuda de uma rede de farmácias da capital que disponibilizava R$ 1.000,00 em medicamentos mensalmente. A pensão do INSS era de R$ 460,00. (Diário do Pará)


O link aqui.

Criada a Universidade Federal do Oeste do Pará

A governadora Ana Júlia Carepa estará em Brasília nesta quinta-feira, 5, onde comparece ao ato de assinatura da lei que cria a Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), instituição que será sediada no município de Santarém e funcionará já em 2010. O projeto foi defendido desde o início pela governadora como essencial para o desenvolvimento dos municípios daquela região.
O presidente em exercício, José Alencar, sanciona a lei às 17 horas, numa cerimônia no Centro Cultural do Banco do Brasil.

Texto: Assessoria de Imprensa da Governadoria

A saga de Seu Antônio

Recomendo a leitura de Seu Antônio S/A. Texto do jornalista Rodrigo Viellas que conta, com muita sensibilidade e uma dose de humor, a ambição de um novo empreendedor que surge em Belém City.

Queria essa dor pra mim

- Mãe, tá doendo!

Quase todas as vezes que escuto esse apelo, gostaria de ter o dom de tirar com as mãos aquela dor.
Tirar nem que fosse para transferir pra mim.

Tudo bem que muitas vezes o apelo vem depois de um aviso dado "Menina, se não desceres daí, vais cair!". Nesses casos, confesso que não tenho pena. Acho importante que ela sinta a dor para entender que deve dar atenção ao alerta da próxima vez. É o tipo de dor que educa.

Mas hoje não é o caso. Queria, sim, poder tirar dela a dor de cabeça que tanto incomoda, a tontura que a faz chorar, as luzinhas nos olhos que irritam.

Ô, minha pequena...

Ai, ser mãe é realmente padecer no paraíso. Meu Deus!!!

terça-feira, 3 de novembro de 2009

O carimbó nunca morre, quem canta o carimbó sou eu!

O Carimbó não morreu, está de volta outra vez.
O Carimbó não morreu , está de volta outra vez.
O carimbó nunca morre, quem canta o carimbó sou eu.
O carimbó nunca morre, quem canta o carimbó sou eu.
Sou cobra venenosa, osso duro de roer.
Sou cobra venenosa, cuidado eu vou te morder.

*Mestre Verequete


Esta letra nunca foi tão atual.
A morte de Verequete traz para a pauta o peso do carimbó na cultura popular paraense.
Desde o ano passado, um coletivo de apaixonados e estudiosos do assunto trabalham, com o apoio da Secult, para que o ritmo seja reconhecido pela Unesco como Patrimônio Imaterial da Humanidade.
Uma campanha que, apesar de toda a sua importância para a nossa cultura, ainda segue pobre e sem reverberação na socidade. Não por culpa dos voluntárias dedicados à ela. Mas por total ignorância do povo em relação ao peso que esse reconhecimento mundial tem ou por mero descaso mesmo.

Verequete parte e deixa conosco um legado. Ele, que era um dos ícones desta campanha, cumpre sua missão fazendo todos refletirem sobre o que significa a morte de mais um Mestre da nossa cultura popular.

Espero que agora todos os que lamentam publicamente a morte de Verequete, escrevem belos textos e estão dando pinta no velório no Teatro da Paz façam algo de verdade pela preservação da nossa cultura popular e pelo reconhecimento de nossos mestres.


Salve, grande Mestre!
O carimbó nunca morre, quem deve cantar o carimbó agora somos todos nós!

====

Atualizado 04/11, 0h10


Recomendo a leitura de Chore Você também por Verequete, do excelente Bêbado Gonzó.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

A Feira da Madeira e seus segredinhos noturnos

Vocês já escutaram falar na empresa Global Forest?
Eu também nunca tinha escutado. Até hoje, quando me deparei com um ostensivo e misterioso stand deles na VIII Feira Internacional de Máquinas e Produtos do Setor Madeireiro, que acontece no Hangar até sábado.

Uma caixa preta, bela, toda de vidro, que não permite que quem esteja de fora veja o que se passa lá dentro. A entrada parace a de uma boate e a música, também.

É claro que eu não controlei minha curiosidade e fui lá ver o que se passava, afinal, já tinham passado pra lá belas moças de vestidos pretos, colados, curtos e decotados, quase todas falando espanhol. O que seria aquilo?
Passei um oléo de peroba na cara e entrei fazendo carão, juntamente com outras três colegas de trabalho.

Sim, o stand da Global Forest era uma boate perfeita. Luz negra, barman, bebidinhas e muita, muita mulher bonita.
Era permitida a entrada no stand, mas passar da corda vermelha somente os convidados da empresa. Era atrás dessa corda que a brincadeira parecia estar "mais legal". Nessa área estavam as belas moças, dividas em duas categorias: as que usavam vestidinhos pretos mais soltinhos, e outras com a roupa que já descrevi acima (pra lá de provocante). As de roupa menos sensual ficavam sentadas em poltranas logo na entrada da parte VIP; as demais, circulavam, conversavam com os convidados e posavam para fotos.

Um grande balcão sevia de apoio para senhores com cara de rico. Vocês sabem que a maioria dos ricos têm cara de rico, né? Era beeeeem o caso.

Ao fundo, havia ainda mais uma sala, onde uma cortina preta não permitiu que eu "fiscalizasse" o que rolava por lá.

Depois de ficar impressionada com tamanho descaramento, me perguntei "mas de quê é essa empresa afinal?". Passei o olho nas plotagens e fiquei ainda mais chocada.
Todo o glamour e ostentação da boate contrastavam com as ilustrações: pessoas carregando toras de madeira. Trabalhadores vestidos apenas de short, com bonés encardidos, sem qualquer equipamento de segurança e, curiosamente, todos negros. Sem nenhum exagero de minha parte, pareciam imagens de trabalho escravo.

Tentei fotografar o local. Era tudo muito absurdo para que apenas as minhas descrições pudessem expressar o meu choque. Na hora que ergui o celular, um segurança me abordou "a senhora não pode registrar nada aqui dentro".

Bom, nessa hora, tive certeza de que ali... er... bom, concluam vocês...

Ah, e se estás curioso, a Global Forest é uma empresa multinacional de pisos de madeira.


========

Ei, e babado! Sabe quem estava lá, bebendo uma taça de espumante? Uma bela repórter de TV que resolveu descansar no local. De um lado o copo, do outro o microfone. Amiga, assim não poooooode! Vai rolar essa parte na tua matéria na TV?

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

O tal Cara

.
Meu coração ainda não se recuperou e ainda não fez as pazes com Ele, mas, putz, tenho que reconhecer: Lula é o Cara!
Ninguém é capaz de fazer certas coisas que ele faz.
.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Para quem duvida, eis uma testemunha isenta

Recomendo a leitura do post Luciano Huck tuíta através do Navega Pará, no blog Assuntos Cadentes.
É o tipo de notícia que me orgulha enquanto paraense. Não, não é por se tratar de um global. É por ter orgulho de mostrar para essa galera do Sul Maravilha que aqui não tem somente escrotice. Não é, Dr. Yúdice?

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Saúde sem preservativo e escova de dente?

Hoje foi lançado, em Belém, pelos governos Federal e Estadual, o projeto Territórios de Paz, do Ministério da Justiça. Uma grande ação marcou o lançamento.
Apesar da presença do ministro Tarso Genro, da governadora Ana Júlia e de outros figurões, a população da Terra Firme e Guamá compareceu ao local mesmo para se beneficiar dos serviços que estavam sendo oferecidos. O ato foi no Campus III da UFPA.
Emissão de documentos, informações sobre os projetos sociais dos governos e da Prefeitura etc. E vocês sabem como é, onde tem algo de graça, tem muita gente circulando. Ainda mais quando o bairro é carente.

Mas, apesar da quantidade de pessoas, o que tinha lá mesmo era Agente Comunitário de Saúde da Prefeitura. Todos lá, vestidos de laranja. Não ousaria chutar a quantidade. Eram muitos. Ocupavam toda a área dos estandes. E eu me perguntava "O que fazem todos esses agentes aqui?".
Eis que a SESPA começa o trabalho de educação sexual, de contrelo de DST; e de educação bucal. Pronto! Os laranjinhas encontraram o que fazer. Pegar preservativo e os kits de higiene bucal.
Ok, é claro que eles têm direito de acessar àquele material. Mas não me conformo com a forma necessitada como faziam. Muito menos o argumento que usavam quando tentávamos explicar que aquele material era para a comunidade. "Nós não temos isso. Dá pra gente! A gente nunca tem dessas coisas". E, é claro, diante de tantos apelos, eles recebiam.

Ora, se eles são Agentes Comunitários de Saúde como trabalham na comunidade sem o básico? Nem eles mesmos têm acesso ao material...
Então, para que serve aquela camisa laranja tão marcante?
Ok, eu sei resposta. Lamentavelmente...

domingo, 18 de outubro de 2009

Mosqueiro e outras cositas mais

Há 4 anos eu não colocava os pés na ilha de Mosqueiro.
Que experiência maravilhosa a de passar um final de semana lá, quando não tem aquela agitação de feriado.
Compreendo agora as declarações apaixonadas dos freqüentadores do lugar.
Sim, Mosqueiro é maravilhosa!

Ganhamos um dos melhores

Uma das melhores cabeça deste Estado resolveu entrar na blogosfera.
O maqueteiro e escritor André Nunes inaugurou neste domingo o Tipo Assim... Folhetim.
Um blog com uma proposta interessante, um folhetim virtual.
Quem já conhece os livros dele, sabe que vem coisa muuuuuito boa por aí.


Ah, e agora, no momento esnobe da poster, vocês sabiam que ele é meu pai postiço???? Aiiiiiiii, adoro falar isso!

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Quem está pior?

Durante muito anos, eu diria que durante a maior parte da minha vida, achei que sabia lidar com o mundo. Lidava bem com as diferenças, com as dificuldades financeiras, com os atropelos diários, com as pressões impostas pelo sufocante trabalho.

Hoje eu me sinto acometida por uma cegueira crônica. Uma cegueira que só me faz enxergar problemas. Não sei se o mundo piorou ou se eu me tornei uma pessoa pior. Sem dúvida, sou uma pessoa menos tolerante e menos paciente. Por outro lado, sou mais humana, [ainda] mais generosa, mais carinhosa, mais cheia de amor para distribuir entre meus pares.

Mas tudo parece tão paradoxo. Minha dureza me obriga a ficar fechada em meu casulo, que, por outro lado, transborda amor como nunca se viu...

Tem sido difícil conciliar essas coisas.
Talvez por isso esses dias eu tenha estado tão sumida daqui. Não estou com paciência para falar, nem debater nada.
Preciso me compreender .

Hoje aconteceu uma coisa que me deixou muito triste. Uma pessoa por quem tenho a maior estima, carinho, respeito e confiança me virou as costas num dos momentos em que mais precisei dela. Pareceu uma punhalada. Não quero julgá-la. Não cabe a mim. Ela deve ter seus motivos e, talvez, até mesmo porque eu tenha dado esses motivos. Mas a verdade é nunca estamos preparados para sermos abandonados.
Nunca! Ainda mais quando é por alguém que se ama.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Quando se faz diferente

Com criação da Mendes e produção da Imagem, acho que o VT da Unimed foi a melhor homenagem ao Círio neste ano. Juntamente com a campanha do Governo do Estado, do "Pará de Todas as Marias" e de "Todos os Josés" (mas para falar desses pareço suspeita).

Belo texto. A Mendes arrasou!

Cansei

.
Acho que cansei de ser sexy.
.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Chiquita: o paradoxo do Círio de Nazaré

Recomendo o texto que Pedro Alexandre Sanches escreveu sobre a festa da Chiquita, no portal UOL.


O visitante neófito que chega a Belém do Pará para mais uma edição do Círio de Nazaré acredita a princípio estar na cidade mais religiosa do planeta. Objeto de adoração da festa católica, Nossa Senhora de Nazaré se espalha pela cidade a cada detalhe e em cada canto, em centenas de réplicas, em faixas de saudações, nas preces difundidas pelos alto-falantes, na boca de cada um dos estimados dois milhões de fiéis que peregrinam por Belém seguindo a imagem da santa pelas diversas procissões do segundo fim de semana de outubro. Tanta devoção precisava ter um antídoto, e tem. Espremida entre duas gigantescas procissões, na madrugada do sábado para o domingo acontece a Festa da Chiquita, celebração de diversidade sexual que lota cada esquadro da grande praça da República, bem aos pés do imponente e tradicionalíssimo Teatro da Paz.


Na íntegra, aqui.

domingo, 11 de outubro de 2009

Onde os descamisados têm vez

O Círio é tão apaixonante que na madrugada do segundo domingo de outubro é o único dia do ano em que tu cruzas uma pessoa suada, descalça e de roupa velha e não tem medo de ser assaltado. É promesseiro!

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

É primavera...

Ando romântica.
Um romantismo que sai pelos poros.
Que me faz ficar sonhando, projetando e pensando como vai ser o amanhã.
Mesmo que ele seja totalmente incerto...
Escuto música romântica de casal padrão de novela das oito e já fico suspirando pelos cantos.
Suspirando por algo que nem toco.
Suspirando por algo que não cheira, que não me puxa pelo braço, que não encosta os pés quentes nos meus quando o ar-condicionado está muito forte.
Mas é bom.
Estou feliz!

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Ele realmente nos acha muito imbecis

A cada dia fico mais impressionada com a forma como Duciomar nos chama de imbecis.
O cara não faz PN na cidade e, na semana do Círio, resolve asfaltar a avenida Nazaré no meio da tarde.
Em semana de Círio, Belém já é o caos, com máquinas maquiando a cidade em horário comercial, imaginem a cagada... Quem passou por lá nesta segunda sabe do que falo.
Será que Duciomar pensa que alguém vai achá-lo bacana "olha, como ele trabalha!" por causa disso?
Ora, Duciomar... Se manque!

Entroncamento e a voz que não se ouve

.
Muito bom o texto de Anderson Araújo, sobre os bastidores da matéria que publicou no domingo passado em O Liberal, sobre a vida no Entrocamento.
.

Círio cansa

Tá bom. Pra maioria de vocês Círio é festa, emoção, fé e tudo mais que ouvimos nas propagandas de outubro.
Mas tenho que confessar que, pra mim, Círio é sinônimo de cansaço.
Cansa minha mente, meu corpo, minha paciência, meu sorriso.
Acho a Nazica bacana. Respeito a festa pra caramba. Mas não posso negar que a semana que antecede o Círio é a mais cansativa do ano para esta figura que vos fala.
Nazinha, Nazinha, ainda faltam 6 árduos dias! Dai-me força!

Viva Mercedes Sosa!

Se fosse um cantorzinho qualquer americano, a imprensa nacional faria o maior barulho...

Viva Mercedes Sosa! Seu talento e sua luta pela igualdade na América Latina!

No Flanar, Itajaí Albuquerque fala mais a respeito.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Confirmado: Dilma estará no Círio!

.
A ministra Dilma Russef acaba de confirmar ao gabinete de Ana Júlia Carepa que estará em Belém no Círio para pedir as bençãos da Nazica.
.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Girando a renda

"Reza quem é de rezar.
Brinca aquele que é de brincadeira.
Quem é de paz pode se aproximar que hoje é festa pra uma noite inteira"


*Pedro Luís

"Só o institucional é feliz!"

Meu trabalho é muito desgastante e cansativo.
Excesso de coisas a resolver, muitas cobranças, pressões, poucos recursos financeiros.
Mesmo assim eu gosto muito do que faço.
Gosto porque acredito.
Gosto porque sou apaixonada pelo que faço.
E hoje, ao ler o post de uma estagiária que se despede, tenho mais certeza de que tenho razões para continuar apaixonada.

Pra mim, trabalhar é muito mais que executar as tarefas. É poder conviver bem com o outro e fazer do dia-a-dia uma grande diversão, apesar de todas as pressões, tormentos e condições adversas.
Puxa... que bom que eu consigo isso com a minha equipe. Que sensação gostosa essa a que sinto agora.

Obrigada, Yorrana!

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Virgílio e Jabor são a favor do golpe

Cara, eu tô cada dia com mais nojo dessas opiniões que valorizam o golpe, a ditadura e o estado de sítio em Honduras, tudo só para ferrar o Lula no Brasil.

Hoje, ouvindo a Voz do Brasil, escutei o senador Arthur Virgílio (PSDB-AM) dizer que é um absurdo o Governo Lula criticar tão duramente o "governo interino" de Honduras.
Como assim, seu Virgílio???? Achas que golpe não merece críticas??? Achas que foi super legal o que o Brasil viveu na ditadura militar, então, né???
Essa oposição está ficando cada dia mais desqualificada... Pelamor!

Pra piorar a situação, o cineasta recalcado Arnaldo Jabor acaba de dizer no Jornal da Globo que é um absurdo que o Brasil dê exílio a Zelaya, como se este fosse um grande criminoso e Micheletti fosse um grande santo. Chegou a comparar o presidente eleito de Honduras ao presidente [louco] do Irã.

Olha, às vezes, tenho tanta vergonha dessa minha catiguria... Vou te dizer...
Cala a boca, Jabor!!!!!!!

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Interino é uma p....!!!

Acho o cúmulo a imprensa chamar essa balburdia que Roberto Micheletti está promovendo em Honduras de "governo interino". Interino é uma porra!
Golpista lá é governante interino?
Porque ninguém fala "o golpista Roberto Micheletti"?
Daqui a pouco neguinho também vai fazer de conta de que não existe estado de sítio no país...

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Fashionteca incentiva a produção de moda em Belém

Portas abertas para a criatividade, novas marcas de Moda e música em um ambiente interativo no centro histórico de Belém. É o que promete a 2ª edição do projeto de Moda Fashionteca Belém que acontecerá entre os dias 01 e 04 de Outubro na Casa Feliz Lusitânia com Entrada Franca. O projeto foi reformulado pelos organizadores Petrus Figueira, Luana Pina e Rodrigo Pires, trazendo o convidativo tema “Reinvente-se!” - inspirado em um importante movimento cultural do fim do século XV - o Renascimento - no qual propõem uma revitalização da informação de Moda em um formato que estimule a curiosidade e desafie os visitantes do evento à participarem de atividades interativas.

Serviço:

2º Fashionteca Belém
Período: De 01 a 04 de outubro de 2009
Mercado Fashionteca das 10h às 22h (Casa Feliz Lusitânia – Rua Padre Champagnat, Cidade Velha, ao lado do Museu do Círio) - Entrada Franca
Informações: 8713-72436 (Petrus Figueira); 8839-9987 (Luana Pina); 8817-1312 (Rodrigo Pires)

Acesse o blog: http://fashionteca.com.br/blog/

====
Recebi isso e me pareceu interessante...

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Cagada amada

Do professor Fábio Castro:

Lemynskyanas: Merda é veneno. No entanto, não há nada que seja mais bonito que uma bela cagada. Cagam ricos, cagam padres, cagam reis e cagam fadas. Mas não há merda que se compare à bosta da pessoa amada. (Paulo Leminsky)


http://twitter.com/hupomnemata

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Paradoxalmente amando

Amor de verdade dói?
Aprendi que amor é coisa boa.
Faz bem pra pele, pra alma, nos faz crescer.
Aprendi também que dor é coisa ruim.
Machuca, traz tristeza.
Paradoxal um amor provocar tanto aperto no coração...

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Precisa-se de um marido funcional. URGENTE!

Será que alguma colega bem bacana pode fazer a gentileza de me emprestar o marido por uma semana?
Prometo que não cometerei qualquer ato libidinoso.
É apenas para tarefas domésticas.
Tenho quatro dias para preparar minha mudança e, na boa, lidar com pintor, pedreiro, marceneiro, armador de tela e fazer compras em loja de material de construção não é tarefa para uma mulher sozinha. Mesmo que essa mulher seja escrota, chata, razinza e bata o pé como eu!
Geeeeeeeeeeeeeeente, eu preciso taaaaaaaanto de um marido funcional!!!!



PS: E não me venham com discursos chatos feministas. Não tenho saco algum pra isso.

Sorte ou retorno?

- Dona Waleiska?
- Sim!
- Aqui é do Banco do Brasil. A senhora deixou seu cartão no caixa do autoatendimento. Uma pessoa achou e entregou aqui na gerência. Liguei para a sua agência e deram seu telefone. A senhora pode vir buscar.

A ligação aconteceu cerca de 15 minutos depois de eu ter saído do banco. Que eficiência do banco! Que boa ação de quem encontrou meu cartão.
Estou às vesperas de mudar de apartamento e usando esse cartão loucamente. Imagine meus dias sem ele?

É por isso que quando pratico algo muito legal, não faço com a intenção de garantir meu lugar no céu. Faço para ter esse tipo de retorno na vida. Lembram do profeta Gentileza?

Cultura, segundo Duciomar

Ontem, na Aldeia Cabana, a Prefeitura de Belém comemorava o Dia da Juventudade. Muito justo.
Show, jovens, alegria.
O texto do locutor ressaltava o tempo inteiro: "A Prefeitura garante cultura e lazer de qualidade para o jovem de Belém".
Agora tirem vocês as suas conclusões. As atrações eram bandas de axé (que também tocavam funk) e pagodinho.
Se eu tenho preconceito? Até tenho! Mas nesse caso, é mais que isso. Acho totalmente descabido falar em cultura de qualidade com esse tipo de música...

Respostas

Sobre as perguntas que me faço no post abaixo, sim, eu tenho as respostas.
A Dalila e a missão que assumi no meu trabalho.
Sou uma menina de responsabilidade...
Viu, mamãe!!!!

domingo, 20 de setembro de 2009

Conclusões de férias

Saguão do aeroporto do Galeão.
Quinze dias longe da minha rotina.
Como eu precisava disso...

Acho que ainda não tinha me dado conta do quanto Belém me fez bem.
É... juro que fez!

Eu xingo, reclamo, falo mal, não paro de pensar em ir embora. Mas, caramba, está sendo importante estar nessa cidade agora.

Esses 15 dias foram decisivos.
Tenho mais certeza que de meu lugar não é Belém. Mas tenho também a convicção de que é dessa cidade que eu preciso agora.
Não sei bem pra quê, nem o porquê. Mas sinto que preciso. E pronto!

Ai... que sensação de dever cumprido...
Daqui a pouco estarei nos braços da minha Pequena.
Mas estarei mais longe (fisicamente) de todo o resto do mundo que eu acho ser meu.

Logo, logo eu juntarei tudo. E meu coração vai ficar tão feliz, mas tão feliz, que nem sei se caberá nesse tórax aqui, rsrs...

O que me tranquiliza nesse período é saber que ele vai me esperar. Vai, vai sim...

domingo, 13 de setembro de 2009

Dez motivos para não ser jornalista

Quem fez a lista foi o jornalista Anderson Araújo, do blog Bêbado Gonzó.
Sensacional e a mais pura verdade!
Vê só.


Se você é daqueles que diz “aaai, eu A-DO-RO jornalismooô” ou tem orgulho de ser chicoteado na sua senzala moderna ralando de 12 a 18 horas por dia em prol da notícia, não leia este texto. Agora se já tomou a pílula vermelha e abriu os olhos da merda de escolha profissional que você fez, aproveite. Ainda assim você vai ficar puto pelo que está escrito.
Se NÃO é jornalista e quando vê o Zeca Camargo dando a volta ao mundo 783 vezes pra fazer reportagens inúteis e pensa “nossa, du garalhion, eu posso fazer isso com as duas mãos amarradas nas costas”, preste bem atenção nesta lista. E se está prestes a pagar mais de R$ 800 mensais por um curso de jornalismo e investir o tempo precioso de quatro anos por um diploma invalidado pelo STF, fique atento também, porque isto pode poupar muitas dores de cabeça.
Antes que me diga “seu frustrado, sai dessa porra, então”, me antecipo e respondo: esta profissão é como uma doença. Depois de contaminado, dificilmente, se escapa dela, mesmo querendo. E as razões são muitas, principalmente, quando não se tem uma boa retaguarda, como um papai que banque sua viagem para você encontrar seu próprio eu em Santiago de Compostela (esse nome me lembra compota de bostela).
Portanto, dou dez motivos para não ser jornalista. Pode reclamar a vontade nos comentários e incluir outros. Existem 2.981 itens, mas dez já são o suficiente.



Pra conhecer os dez motivos, clica aqui

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

domingo, 6 de setembro de 2009

sábado, 5 de setembro de 2009

Para quem perdeu, tá aí como foi!

Inauguração da Catedral da Sé


video

E falando em Sé...

Em 2006, eu ainda morava em São Paulo e em um grande evento encontrei um amigo do alto escalão do então Governo do Estado. Perguntei como estavam as coisas pelo Pará.

- Ah, está tudo ótimo! Neste ano fazemos nosso candidato. Muitas obras. A única que parece que não vai rolar mesmo é a Sé.
- É mesmo? Mas porquê?
- Tava tudo certo pra rolar, mas na reunião que o Paulo Chaves foi apresentar o projeto para o pessoal da Arquidiocese eles questionaram o Jesus Cristo da cruz.
- Como assim? Eles não queriam a imagem dele?
- Não, não é isso. É que eles disseram que Jesus não tinha aquela boquinha torta pro lado. Mas o secretário de Cultura insistia que Jesus Cristo tinha barba e uma boquinha torta. Aí, ele se estressou porque os arcebispos não quiseram mesmo engolir o Jesus de boquinha torta e disse ia parar a obra.

Bom, não fui eu que inventei. Ouvi isso de um tucano convicto!

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Criança desconfiada

- Mãe, esse dinheiro que os atores da Globo estão pedindo pra gente ajudar essas crianças pobres é de verdade ou eles estão mentindo pra gente? Eles vão mesmo dar esse dinheiro pra essas crianças ou vão enganar a gente igual o Duciomar?

- Dalila, eu acho que eles ajudam mesmo.

- Mãe, eu não sei... Eu vi na TV, naquela outra TV, sabe? Que a Globo mente muito. Eu não acredito muito nesse Criança Esperança.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Quinta Emenda de volta!

Nosso mestre não está mais no comando, mas suas diretrizes serão todas seguidas!
O Quinta Emenda está de portas reabertas (assim como a Sé? rsrs).
Agora um espaço para participação coletiva, onde amigos, familiares e comentaristas freqüentes do blog poderão dar a sua colaboração.

É isso, aí!
Juca vive!
Para alegria de todos nós!

Inteligência e amizade

Pelo brilhante Millor Fernandes:

"Inteligência é essa coisa que serve para tudo, menos para mostrar que a gente está completamente errado"

"Quando duas pessoas descobrem que não gostam da mesma pessoa, curiosamente acham que são as melhores amigas".


twitter.com/millorfernandes

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

A apelação da greve

Mr. Bronson, como o chamava nosso saudoso Juvêncio, não vai sossegar enquanto não criar um grande fato político.
A greve do final de semana não deu certo. A liminar que garantia o funcionamento dos postos da SEFA nas estradas do Pará foi assegurada pela PM.
Agora, a justiça dobrou o valor da multa para o Sindtaf, R$ 100 mil se insistirem na greve que já foi considerada ilegal. A decisão foi do juiz Marco Antônio Lobo Castelo Branco, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Belém.

Mas, como Mr. Bronson tá querendo fazer onda, anda num pé e noutro pra irritar seus desafetos.
Hoje, às 10h, o sevidor público Marcos Antônio Bastos Barros registrou queixa na Seccional de São Brás, acusando o líder sindical de agressão física. Segundo o servidor, quando ele chegou ao prédio do CERAT foi barrado por Bronson e outros companheiros e que quando questionou o seu direito de ir e vir, teria levado uma cabeçada do super Bronson Power no nariz.
Tem até um soldado da polícia de testemunha, de acordo com o BO.
Eita que o homem tá com tudo pra magoar (palavra doce, não?!) seus ex-amigos.
Poxa, mas agredir as pessoas não pooooooooooode, companheiro!
Fazer o Estado perder em arrecadação também não poooooooooode!

Olha, tô decepcionada!

Vergonha alheia

Mais vergonha alheia do que a que senti pela Vanusa cantando o hino nacional na ALESP, senti ontem pela Sonia Bridi, fazendo aquela matéria babaca no Fantástico de "localizamos Belchior". Gente, que mico!!
O cara gongou o Fantástico "Eu não tô sumido. Tô aqui" e a Sônia com cara de "você é importante pra gente".
Na matéria ainda usaram todas as zoações da web de "volta Belchior!" pra dizer que havia uma comoção nacional. Porra nehuma!!! A maioria desses posts no orkut e twitter eram de gozação.
Fico pensando na Daniela Mercury e no Alceu Valença, que devem ter gravado aqueles depoimentos antes de "acharem" o cara, vendo essa matéria após a entrevista do Belchior "Que mico eu paguei!"
Ai, esse jornalismo...
Será que vão inscrever no Prêmio Esso de Jornalismo, na categoria jornalismo investigativo?

=====


PS: Quem ainda aguenta aquele excesso de simpatia forçada da Patrícia Poeta? Gente, ela é tão Zeca Camargo... Que diabo de mulher chata. (tá ok, ela é bonita e apetitosa, mas é chata pra cara... isso ela é!)

sábado, 29 de agosto de 2009

Greves e greves

Sou totalmente favorável às greves!
Acho legítimo que toda classe trabalhadora se organize e proteste sempre que julgar seus direitos lesados ou sentir necessidade de novas conquistas.
Porém, há que se distinguir o que é greve por luta de direitos e o que é greve por oportunismo político.
Estamos tendo um caso agora mesmo no Pará.
Pessoa que merece o maior respeito, gente do bem, mas que tenta se vingar de questões pessoais, usando toda uma categoria para agredir e expor seus desafetos.
O rapaz está querendo causar um grande fato político em causa própria em detrimento dos prejuízos fiscais que o Estado pode ter.
Desse jeito, não há greve que mereça respeito, nem credibilidade.

Aos Virginianos

Seguindo a tradição mensal, segue agora as características dos virginianos, seguundo Christian Pior.


Hummmmmmmm… Faz de conta que você tem uma empresa e acha que o seu sócio está te roubando e você precisa ter certeza. Para isso, você terá que mexer em todo o complexo livro caixa, numa busca pelos últimos três anos de lucros da empresa. Que chato, não? Não para um virginiano! Minúcias, detalhes, cálculos complicados, deixe tudo para ele.

O virginiano é muito organizado e não só no sentido de casa impecável e limpa, mas também na organização mental.
A capacidade de concentração dessas pessoas é impressionante e se você resolver mentir para eles, espero que seja bom, porque eles vão somando detalhes, expressões de rosto e friamente vão dizer na sua cara: Você mentiu! E vão explicar o porquê.

Dá ódio. Não esquecem de nada, anotam tudo, conseguem ser pontuais e obedecer à rotina de uma maneira perfeita. Espiem só a agenda de um virginiano típico:
07h15 - O despertador toca e o virginiano reza, não esquecendo de agradecer o aumento que ganhou e os 3 kg que conseguiu perder.

07:20 - O virgianiano vai para o banheiro e faz xixi, em seguida cocô, usa 7 vezes o papel higiênico (mesmo sabendo que tomará banho em seguida) e aperta duas vezes a descarga, pois tem pavor de resíduos.
07:25- O virginiano entra no chuveiro e molha bem os cabelos e depois de bem molhado, ele passa o shampoo, esfregando bem e enquanto o shampoo age, ele escova os dentes com a escova elétrica. Enxagua os cabelos e a boca, e repete as duas operações (cabelos e dentes) por mais um minutos e novamente enxagua. Não passa condicionador porque só usa dia sim, dia não, e hoje é o dia do não. Em seguida esfrega com a esponja vegetal as partes mais ásperas do corpo (cotovelos, calcanhares, joelhos) e depois, com o sabonte antibacteriano, ele lava axilas, solas dos pés e partes pudentas. Depois lava o restante do corpo com o sabonete líquido hidratante e enxagua tudo com a água fria porque tonifica os músculos. Sem medo de ser feliz, lava o rosto com o sabonete para peles mistas.
Depois… E por aí vai…

O virginiamo em geral é bem asseado. Se você estiver na cama com algum deles e tiver com mau hálito, chulé ou um cheiro forte debaixo do braço, ele fala na sua cara e te manda para o banho.

Sexualmente eles usam o lado b, então fazem o sexo com muito beijo molhado, saliva, palavrões, tapas, ou seja, o chamado 'sexo sujo', porque é ali que eles se soltam. Não se esqueçam que todo mundo tem um lado b, mas o do virginiano é quase c.


As mulheres são excelentes esposas e namoradas mas são exigentes demais, detalhistas, do tipo que se o coitado deixar a toalha molhada em cima da cama, ela surta. São excelente executivas, secretárias, médicas e cobradoras de ônibus. E quando discutem a relação é péssimo, porque fazem um apanhado dos últimos 5 anos, sem perder nenhum episódio de briga e ofensas, repetindo até frases e insultos.

E se você quer um sexo filme pornô, pegue alguém deste signo. O que é excitante pois eles têm uma aparência distinta e tímida, mas…ui! Claro, desde que com muita higiene.

E tem todos os remédios do mundo. São hipocondríacos. São capazes de tomar Imosec antes da feijoada.

Pessoas famosas de Virgem: (A Sandy não é deste signo, viu gente?) Cameron Diaz, Greta Garbo, Hugh Grant, Sean Connery, Amy Winehouse (ela faltou a aula se limpeza), Marina Lima ,Toni Ramos, Claudia Schiffer, Agatha Christie.


Grifes internacionais que combinam com este signo: Yves Saint Laurent, Givenchi, Armani (pelo bom gosto e qualidade), Balenciaga (pela arquitetura impecável da roupa), Burberry, Celine, e as obras de arte que são os sapatos do Jimmy Choo.

Grifes Nacionais: Huis Clos (a roupa dela é clássica e distinta), Izabela Capeto (pelos bordados e detalhes), Vivara, Daslu (tanto homem quanto mulher), Sergio K, Ricardo Almeida, Marie Toscano, os vestidos de noiva do Junior e ternos que só aquele alfaiate do seu pai sabe construir.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Cota invertida

Pelo publicitário paraense com alma baiana Glauco Lima:

"Quase 100% dos presidiários no Brasil são pretos ou mestiços. Deveriam criar também um sistema de cotas pra brancos nas cadeias nacionais"

twitter.com/glaucoalexander

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

A fadinha do dente nos visitou

- Alô!
- Mãe, a senhora ainda demora?
- Não sei, filha, porquê?
- É que meu dente tá pra sair da minha boca e ele não pode sair sem a senhora ver.

É claro que eu peguei o carro e me piquei pra casa (gente, que gíria antiga!). Cheguei e ela sorria muito. Ansiosa.
- Mãe, será que eu vou ficar feia?
- Não, Toquinho. Vai ficar linda, mais linda ainda.

Tentei tirar. Não consegui. Tremia demais. Deu vontade de chorar.
Minha grande assistente assumiu o comando da operação.
- Me passa a linha. Tem que dar quatro voltas.

Achei que ia infartar. Mas eu tinha que ser firme. A Dalila estava firme e cheia de coragem e vontade de fazer aquilo. Porque eu ia enfraquecê-la?
- Deixa a mamãe pegar nas tuas mãos pra te dar força.
- Mãe, melhor a senhora me soltar. Tua mão tá muito suada e a senhora tá esmagando a minha mão.
- Ah... tá bom.

Enquanto Waldilene preparava o "material cirurgico", Dalila puxa um papo.
- Mãe, é verdade que existe a Fada do Dente?
- Fada do quê?
- A Fada do Dente, mãe. Aquela que pega o dentinho em baixo do travesseiro e deixa um real.

Pensei rapidamente "no meu tempo essa fada era o rato que pegava o dente em cima do telhado, mas a lenda dela é mais bonita", então decidi concordar!
- Mãe, mas isso não é lenda, não?
- Não sei, Dalila. A gente descobre amanhã.

Waldilene termina suas quatro voltas. Resolve usar linha rosa para o momento ficar mais romântico.
Cara, na hora que foi pra puxar de verdade, que pânico!! Sou eu que sou bocó ou é apavorante mesmo?
Dalila ria, até que se olhou no espelho e não enxergou o buraco do dente, nem os outros. Só sangue. Parecia que estavam matando a pobre de tanto que ela gritava. Ela ainda lembrou de xingar a Fada. E também xingou Deus. Disse que ele era muito malvado em fazer dentes que não durassem a vida toda e que aquela dor não valia a pena "só por causa de um real" (palavras dela).

De manhã, depois que ela encontrou o dinheiro "deixado pela fada" veio a grande pergunta:

- Mãe, acho que isso é lenda mesmo. Pra quê que essa fada quer tanto dentinho feio?

Tirando onda com o pânico coletivo

Sem querer fazer trocadilhos bobos, mas como eu sou muito espírito de porco, acho que vou me divertir com essa minha tosse de cachorro no avião hoje.
Embarco para Santarém mais tarde e acho que além de tossir, ainda vou dar umas gemidinhas reclamando de dor no peito.
A imprensa não para de deixar o povo neurótico.
E essa galera tem que encarar seus medos de peito erguido, ora!

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Lula, essa doeu!

Todo mundo que acompanha este blog bem sabe da minha admiração pelo Lula. Sim, eu admiro o Lula! Admiro e tenho orgulho disso.
Gostaria muito de, daqui a três encarnações, poder lembrar desta e dizer "eu trabalhei voluntariamente para que este cara que está aí nesse livro de história fosse eleito".
É claro que ele só pôde fazer um bom Governo porque pegou o país em condições financeiras bem menos desfavoráveis que os demais. Isso é uma fato incontestável. Mas ele foi além. E eu poderia passar horas aqui discorrendo sobre isso.

Bom, mas não foi para elogiar o Lula que resolvi escrever este post. Foi para desabafar mesmo.
Ai, gente, me sinto como se decobrisse que meu pai tem uma amante e que essa amante é minha tia. É esse o sentimento que tenho em relação ao Lula. Tô me sentindo traída por ele.

É claro que você não vai deixar de amar seu pai porque ele chifrou sua mãe com a sua tia, nem deixar de admirá-lo por toda a sua história com ele, mas, com certeza, você já não olhará mais pra ele com o mesmo brilho nos olhos.

Ai, dói tanto falar isso. Mas eu precisava externar. Lula, tu não não podias "me" trair com o Sarney!

O estágiário que agora é mais que corajoso!

Vocês lembram do estagiário corajoso?
Pois é...
Ele comete gafes horrorosas, continua me gongando pelos corredores. Mas o pequeno, além de corajoso, mostrou-se competente e dedicado. Por isso mereceu uma vaga fixa ao término de seu estágio.
Gleydson, tenho muito orgulho de você!!!
Acho que meus olhos brilharam mais do que os dele na hora que dei a notícia.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Ensinando a amar

Eu já havia publicado a letra desta música aqui em novembro passado. Mas vale a pena ouvir a melodia também. Amo cada pedacinho desta canção.




Achou!

Investir é cultivar o amor
Se despir é ativar.
Resistir é aturar o amor
Insistir é saturar.
Aderir é estar com seu amor
Adorar é superstar.
Aplaudir até sentindo dor
É amar.
Quem puder viver um grande amor,
Verá.

Consentir é educar o amor
Seduzir é cutucar.
Amarei! é conjugar o amor
Não amei! é enxugar.
Avançar é conquistar o amor
Amansar é como está.
Como estou com muito amor pra dar
Eu dou!
Quem estiver atrás de um grande amor
Achou!!!

===================
*Música de Dante Ozetti e Luiz Tatit, interpretada por Ceumar, no Festival Cultura, em 2005.