quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Quase toda (ou seria toda?) mulher já sofreu alguma violência que invade seu corpo

Acochada no transporte público
Beijo forçado
Passada de mão na balada
Amigo dos pais ou parente que passou a mãe em ti quando criança
Olhares invasivos para o teu corpo
Assédio na rua
Assédio no trabalho
Ouvir cantadas pornôs de estranho
Sexo sem consentimento.


A lista é infindável. Posso enumerar sem forçar a memória outras tantas.

Tu, mulher que está lendo isso, certamente vais lembrar de alguma vez que sofreste algum tipo de violência sexual.

Infelizmente, quase toda (ou seria toda?) mulher já sofreu alguma violência que invade seu corpo.

E eu, como mãe de duas meninas, tenho um pânico de pensar que uma hora isso também vai acontecer com elas.

Não quero esse mundo pra elas. Não quero pra mulher alguma!