segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Aos Capricornianos

Mais uma do Horóscopo do Christhian Pior.
És de Capricórnio? Te acha aí.

============

Hummmmmm. Eu gosto das mulheres de capricórnio. Os homens nem tanto. Acho um signo meio chato, meio moralista, meio…enfim, esta é minha opinião e não uma verdade absoluta, quero deixar isto bem claro.

Tive alguns conhecidos de capricórnio (estas amizades não duraram) e, honestamente, nenhum se deu bem. Foi muita teoria e pouca prática.
Capricórnio nasce com uma inteligência natural, isto é fato.
Capricórnio também tem um espírito inconformado, o que induz à mudanças e isto é muito bom.
Capricórnio tem ambição, virtude que adoro e faz a humanidade andar, e isto eu adoro.
Mastudo isto, tem que ser canalizado, porque senão, o capricórnio ficará só na teoria enquanto os outros 'menos dotados' realizam coisas sólidas.

O grande inimigo deste signo é sua arrogância e sua mania de achar que todo mundo é burro, estúpido e só ele é prático,inteligente e realizador. Exemplo: A professora na sala de aula e o capricorniano:
Professora: Bom, hoje vamos ver e aprender sobre os países do Leste Europeu e o impacto social que eles…
Capricórnio: Ei, que coisa antiga este assunto, quem não sabe sobre isto? É só ter tv a cabo e ver os documentários a respeito. Quem não sabe sobre isto?
Professora: Muitas pessoas não sabem, e depois, isto faz parte do programa da escola e…
Capricórnio: Esta escola está atrasada, onde estudei, aprendi isto na quinta série e…
Professora: Então talvez por isto, você repetiu, não é mesmo? Porque sabia demais…
A classe toda ri… do capricórnio, lógico… enquanto ele emburra e abre o seu livro sobre mecatrônica robótica.

O capricórnio quando vence a mania de achar que só ele sabe, que o chefe é burro, que a escola é idiota, que o mundo é errado e que só ele é certo, vai longe… Porque ele tem persistência, paciência e sabe trabalhar duro.

É meio sério, rabugento e adora namorar pessoas mais velhas e é um signo que sempre tem problemas com o pai…
Namorei uma pessoa de capricórnio que vivia culpando a mãe por não lhe pagar mais a faculdade (Detalhe: a mãe descobriu que a pessoa fingia que ia para a faculdade, mas na verdade enchia cara nos botecos da vida…) Esta pessoa até hoje, não se formou e tentou quatro faculdades, uma de cada curso…tem 31 anos

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Ronaldinho Gaúcho aposta em Belém como sede da Copa 2014


Belém tem tudo para ser uma das sedes, mas é uma coincidência o fato dessa festa estar sendo realizada aqui. Mas tomara que surja algum efeito. Conheço muitos lugares e a organização daqui está de parabéns”, disse Ronaldinho. "Infelizmente conheço muito pouco da região, mas sei do amor do povo pelo futebol. Por isso, acredito que a cidade tem tudo pra ser uma das sedes da Copa do Mundo. Se depender de mim, a cidade tem o aval”, completou por duas vezes melhor jogador do mundo.


Trecho da matéria publicada na Agência Pará de Notícias, sobre a coletiva que Ronaldinho Gaúcho concedeu ontem à imprensa, por ocasião do Jogo das Estrelas, realizado em Belém.
Foto: Lucivaldo Sena



Arrasooooooooooooouuuu, Ronaldo!!
====================
PS: Na minha modesta opinião, não acho que Belém tenha condições hoje, mas em 2014, sim, teremos!

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

...

Meus braços estão roxos, machucados.
Manchas que surgiram há uns três dias neles.
Todos se danam a fazer especulações.
Eu me divirto com elas e gostaria muito que fossem verdade.
No fundo, não passam de caruncho.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Pra que tanto?

Podem dizer que é inveja, mas o excesso de elegância da Patrícia Poeta apresentando o Fantástico chega a ser robótico.
No início ela era bem mais simpática, mas agora está tão, tão elegante, que me dá um incômodo em ver. Uma agonia, como dizem aqui na minha terra.

Eu fico só imaginando como deve ser um sexo com tanta elegância... eargh!

domingo, 21 de dezembro de 2008

Bloda

Um dos mais blogs que mais gosto completa 3 anos. E para comemorar (e até homenagear),coloco aqui um texto dele, publicado em 04/07/2006, que me faz dar gargalhadas até hoje, sempre que leio.

Divirta-se!

===========

Os anos que insistem em não acabar

- Doda, tenho um convite irrecusável pra ti!
Os convites da Waleiska são sempre irrecusáveis.
- Jesus, o que é dessa vez?
- É um festival de culinária paraense em um restaurante orgânico, vamos todos!

Não entendi bem a história de o restaurante ostentar como glória o fato de ser orgânico, pois sempre achei que todo alimento ingerido por mim era orgânico visto que, antes de passar por uma indústria, ele também possui origem orgânica. Aliás, os condimentos que os alimentos recebem nos processos industriais também são provenientes de organismos, logo, orgânicos. Enfim, vamos ao restaurante.

Chegando, descubro que o tal festival gastronômico paraense era na verdade uma noite especial com um premiado chef da minha terra apresentando suas criações de forno e fogão com elementos amazônicos. Não lembro do nome de nenhum dos pratos, mas estavam todos muito gostosos. O que ficou na memória realmente foi o trocadilho infame com o nome do chef: Ofir. O primeiro rango-designer do mundo com nome cacofônico: Chefofir, o fofo.

Descobri outra peculiaridade do restaurante quando solicitei ao garçom a carta de cervejas (sempre achei carta de vinhos uma frescura). Ao lado de apenas uma mísera opção de breja nacional era oferecida uma sinistra cerva que declarava ser orgânica, assim como o restaurante. Fiquei tentado a experimentar para depois falar mal, mas o preço não era dos mais convidativos, fiquei então com uma tradicional Skol. Por ser uma noite paraense, também vi alguns clientes tomando a famigerada Cerpa. Ainda pensei em alertá-los sobre os riscos de tal escolha alcoólica, mas refleti e cheguei à conclusão de que as pessoas precisam deste tipo de experiência para evoluírem como seres humanos. É duro, mas necessário.

- Alô.
- Fala Doda, é o Duda, qual é a de hoje?
Duda é um amigo de longa data que recentemente chegou até São Paulo após oito anos de Belo Horizonte. Atualmente estamos escutando piadinhas ultra originais como “é uma dupla sertaneja? Doda e Duda? Rá!”.
- Cara, to em um restaurante com umas amigas. Tá rolando uma noite especial de culinária paraense com o orgânico chefofir.
- Como é? Chefofir orgânico?
- Esquece, vem pra cá e depois vamos pra algum rock, as meninas vão com a gente.
O show tem que continuar, mas longe dos orgânicos. Hora de fazer a consulta de nosso próximo destino.
- Lílian, vamos pra onde?- Trash 80!
- Não, não entendeste, eu perguntei sério.
- E eu to falando sério, já combinei com a Waleiska, vamos pra Trash 80. Acho que vais gostar, nós íamos muito lá, é divertido.
- Podiam ter combinado comigo, eu faço parte da noite também, né? Além disso, eu sou o motorista…
- Mas nós somos três, mesmo com o teu voto contrário nós duas seríamos maioria, por isso não havia necessidade de consulta.
- Ah, legal.

Quando Duda chega sou obrigado a comunicar a má notícia de que passaríamos o resto da noite na companhia de Trem da Alegria e Rosana.
- Mas calma, a gente enche a cara e nem vai notar, no final vamos dançar lambada com as duas – Tento amenizar.
- É isso, vamos nessa! Mas preciso sacar dinheiro para umas doses extras de vodka, esse papo de lambada vai exigir mais combustível.

No caminho em direção ao centro da cidade tenho tempo para me acostumar com a idéia de que estou a caminho da tal Trash 80. - Calma, são apenas músicas nojentas da década perdida, será no mínimo engraçado – Penso comigo mesmo.

Após alguns minutos na fila, esporte praticado por 10 entre 10 paulistanos, somos recebidos por “Mordida de Amor” do asqueroso grupo Yahoo (que poderia ter registrado seu domínio na web por volta de 94, estariam milionários hoje em dia). Lembro que o guitarrista da “banda” era o enigmático Robertinho do Recife, vendido como uma espécie de Joe Satriani do sertão.
Dou uma geral no salão procurando por mulheres interessantes, já que as que estão comigo são gatas, mas são amigas e vivem insistindo nessa teoria absurda de que amigos não se pegam. Azar o delas que só se arrumam com inimigos.
- E aí Duda, algo em vista?
- Rapaz, aquelas duas ali na parede me apeteceram…
- Quais? Aquelas duas que resolveram unir os corpos em um só e se entregar num mar de paixão?
- Porra, justamente essas.
Lílian puxa meu braço empolgada.
- Doda, vou te mostrar o cara que eu paquerei uma vez aqui! Ele tá chegando, é aquele altão ali.
- Alto? Alto é o Júnior Baiano, esse aí deve ser jóquei de girafa.
Enquanto tento pegar mais uma cerveja, Lílian conversa com seu ex-paquera ao meu lado.
- Ei, Rogê!
- Lílian! Não A-C-R-E-D-I-T-O! Menina, você tá L-I-N-D-A! Um escândalo! Ai, olha aqui a minha carteirinha da Trash! Eu agora sou um Trasher! Ai, emoção, né? O poder e a glória eterna, meu bem!
Lílian se despede do rapaz e volta a falar comigo.
- Ai, ele é lindo, não é?
- Lílian, ele é gay.
- Tu achas? Ai, a Waleiska me disse a mesma coisa, mas eu não sei…será?
- Bem, quando chamo uma mulher de linda eu não seguro as bochechas dela com as duas mãos fazendo biquinho.
- Ah, mas…
Neste momento o DJ executa a versão em português de “Like a Virgin” com aquela menina tosca que ganhou o apelido de “Madoninha”.
- Lílian, não é ele rebolando ali de olhos fechados e com os dois braços pra cima?
- Er…é.
- Eu vou ao banheiro.

O tempo passa. Lílian e Waleiska encontram amigos antigos de outras vezes que freqüentaram a festa e entram no clima dançando de Bee Gees ao axé de raiz. Eu e Duda desistimos da busca fracassada por mulheres desacompanhadas que pareçam estar nos dando mole e já estamos debatendo sobre a final da Copa de 98 e os problemas que o Brasil enfrenta por não investir decentemente em educação. Vou ao banheiro mais uma vez. Na volta, um assustado Duda me aborda.
- Vai pedir uma cerveja naquele bar ali!
- Mas por que? A cerveja daquele é mais gelada que a do outro?
- Apenas faça o que eu disse.
Então segui em direção ao bar do segundo andar. Quando estava pensando em tirar a comanda da carteira para que a garota do bar marcasse o pedido, fui entender a cara estupefata de Duda.
- Jesus, Maria e José! Que peitos são esses?! – Meus pensamentos berraram.
- Uma cerveja? – A garota perguntou.
- Infelizmente.
- Por que? Quer outra bebida?
- Não, além da cerveja eu queria falar algo que não fosse uma besteira ou cantada barata dessas que você deve ouvir aos milhares todas as noites.
- Isso foi uma besteira ou cantada barata?
- Dá um desconto, foi no mínimo uma cantada cara: a cerveja tá 5 paus, pô!
- Olha, foi ruim, mas eu ri. Simpático você, mas eu tenho namorado e ele tá aqui.
- Foi mal, na próxima vez eu me contenho.
- Ah, olha o meu namorado ali, é aquele altão.
- Alto? Alto é o Júnior Baiano, seu namorado é um jóquei de giraf…
Sim, surpreso constatei que era ele. Rogê. O ex-paquera de Lílian que naquele momento rodopiava pela pista ao som de “Menina Veneno”. Despeço-me da garota do bar e volto a observar a festa.

O que vejo não é nada animador. Gordinhas descabelam-se lembrando músicas do Menudo, caras barrigudos vestindo camisas pólo pra dentro da calça e tênis Nike Shox divertem-se ao som de Mara Maravilha, várias “turmas do escritório” rasgam-se com “É bom para o moral” da pornstar emergente Rita Cadillac. A brincadeira está ficando cara. Já gastei uma grana em birita e nada da noite render. Decido ir embora durante o clipe de Rick Astley, as meninas que se virem e voltem com o Duda. Sigo para o estacionamento.
- Boa noite, qual o seu carro?
- É aquele Palio prata – Penso rapidamente que Palio Prata pode ser um bom nome de banda e mais rapidamente ainda concluo que não, não seria um bom nome de banda.
- Senhor, é que o dono do Fiesta que está na sua frente não deixou a chave…
- Ah, que legal, e o que você sugere? Devo voltar a pé e explicar para a minha amiga dona do carro, e que não sabe dirigir, que deixei o carro dela em um estacionamento fundo de quintal no centro da cidade porque o competente garagista esqueceu de pedir a chave do Fiesta de um filho de uma puta qualquer?
- A sua amiga tem um carro e não sabe dirigir?
- É, dá pra acreditar? Mas essa não é a questão, porra! Cadê o dono desse carro?!
- Acho que ele tá nessa mesma festa que o senhor tava, é um altão que chegou com uma peituda gatona.
- Ah, não.
Liguei pra Lílian.
- Lílian?
- TUNTZ, TINTUNS, TUNTZ, TINTUNS, TUNTZ, TINTUNS…
- Lílian! O som tá alto demais, vai pro banheiro pra me ouvir!
- TUNTZ, TINTUNS, DODA, TUNTZ, O SOM TÁ TINTUNS DEMAIS VOU PRO BANHEIRO PRA PODER TUNTZ MELHOR…(segundos se passam)…fala agora.
- To aqui no estacionamento e aquelemanéfilhodumaputadoteuex-paqueraque dáabundaorgânicadelepragirafaeprojuniorbaianotrancouocarrodaWaleiska! Eu quero sair daqui, porra!
- Não entendi nada, girafas orgânicas filhas da puta no carro da Waleiska? Tens certeza que só bebeste cerveja?
Com calma, muita calma, tentei novamente.
- Aquele jogador de basquete do time de Pelotas que é teu ex-sei lá o que estacionou na frente do carro e não deixou a chave, eu to preso! Acha ele aí dentro e explica a situação, vou ficar esperando, ok?
- …
- Lílian? Lílian??? Porra, tá escutando??
A bateria acabou junto com os últimos pingos da minha paciência. Eu precisava chutar alguma coisa. Escolhi um pneu do Fiesta e ganhei uma dor no dedão. Eu poderia tentar entrar novamente na festa, explicando a situação para a drag queen e o armário de terno preto que cuidavam da portaria ou então ir dormir no carro até Rogê decidir sair, mas não foi preciso.
- Senhor…
- O que é?!
- Agora que eu lembrei, ele deixou a chave sim, quem esqueceu de deixar a chave foi o cara daquele Fiesta preto.
- Cara, seja esperto: tire essa merda desse carro da porra da frente do caralho do Palio e suma da minha vista antes que eu tire o macaco da mala e enfie aberto no meio da sua…
Seria uma boa frase para ser dita após o mal entendido, pena que ela ficou apenas na minha cabeça e eu tenha pronunciado as fracassadas palavras – Ah, que susto heim? Vou indo nessa então.

Bom dia.

========

http://bloda.wordpress.com/

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

A Liga da Justiça

Vocês conhecem algum filme ou novela em que o mal vence o bem?
Não, né?
Tomando como base os folhetins, o mal não vence!
O vilão perde, até mesmo na vida real...
É aguardar pra ver.
E se o bem não vencer, é porque aquele não era o verdadeiro herói da história. Era só mais uma vítima do malvado vilão.

domingo, 14 de dezembro de 2008

Madonna no Rio

Acabei de ver no Fantástico cenas do show da Madonna no Rio.
A Madonna está com o cabelo da Joelma e a meia-calça dela dá impressão de que ela não depilou a virilha.

Pela primeira vez deu inveja de quem foi ao show. De longe não dá para perceber essa coisa feia.

Juro!

.
Eu juro que não tenho nada a ver com o Ronaldinho Gaúcho na TV paraora.
.

sábado, 13 de dezembro de 2008

A invisível da cidade colorida

- E aí, o que vais fazer hoje?
- Vou no aniversário da mãe da Ana.
- Legal. E eu, vou em um amigo invisível.
- Ah, eu adoro amigo invísivel! Sempre gostei, desde criança.
- Tu gostas? Eu curto mais ou menos.
- Eu gosto bastante, mas nem tô participando de nenhum este ano.
- Como consegues escapar de um amigo invisível?
- Sei lá. No ano passado também não participei de nenhum.
[silêncio]
- Pensando bem, desde que mudei pra Belém acho que ninguém me acha amiga o suficiente pra participar de um amigo invisível (risos)
- Então volta pra aquela cidade cinza e fria.
- Ela é fria, cinza, mas me acolheu. Lá eu era visível e meu telefone tocava para amigos invisíveis e outros programas legais.
- Então, tá! Bom falar contigo, querida!
- Beijos, querido! Boa festa!

=====
Amigo invisível = amigo secreto

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Sobre as ex

Eu sempre disse: ex-esposa é tudo igual.
A diferença está apenas na forma como seus respectivos ex-maridos a tratam.
A resposta é imediata ao respeito, carinho ou maus-tratos.
Aprendam isso!
Quem vos fala é uma ex-mulher que já foi famosa por ser legal, amiga e generosa.

Saudade

Me acostumei com você
Sempre reclamando da vida
Me ferindo e
Me curando da ferida.
Mas na disso importa
Vou abrir a porta pra você entrar
Baijar a minha boca até me matar!

(Rita Lee)

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Não agüento mais!

Como é que essa sujeita que apresenta as chamadas do Amazônia Hoje consegue dizer que "uma garota de 11 anos foi estuprada por seguranças em uma festa", dar outras duas notícias trágicas e, em seguida, sorrir e dizer "fique por dentro no Jornal Amazônia"?

Isso me revolta tanto...

É inaceitável!!!

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Homens

"Todos os homens são iguais. A diferença é que uns demoram mais a latir"

Um dia li isso em uma entrevista da Sharon Stone e achei o máximo!
Hoje estou achando mais ainda.

domingo, 7 de dezembro de 2008

Inocência

- Mãe, só porque é época de natal as pessoas fazem desenhos vermelhos na parede, né?

Ao olhar o desenho, cuidei em responder que sim, que eram coisas de natal.
O tal desejo se tratava uma grande pichação, quase do tamanho dela, vermelha, de um pênis todo torto.

E viva a inocência e o Natal! Ufa!

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Vergonha...

Tem coisas que só uma mulher é capaz de fazer no trânsito.
E sempre que eu vejo uma dessas coisas, sinto orgulho de algumas vezes as pessoas me dizerem que eu tenho jeito de machinho.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

É tudo sintomático!

Tu tens noção do que é acordar, te olhares no espelho e dar de cara com quatro espinhas que simplesmente pipocaram no teu rosto durante a madrugada?????
Não queira ter!
É horrível!

domingo, 30 de novembro de 2008

A(!) programação de sábado

"Todo mundo espera alguma coisa de um sábado à noite".

Musiquinha chata, que faz muito sentido.
Achei que ia aproveitar que a cidade está limpa hoje e ia circular. "Todos os homens que prestam em Belém estão fora do Parafolia. É hoje que eu acho 'algo' que preste nessa cidade", pensei e fiz toda uma programação.

Eis que a Super não quis colaborar com a mamãezinha dela e resolveu que não ia para a casa da vovó. Como ela anda muito obediente e comportada ultimamente e dá sinais de que vai pegar uma gripe, não impus a moral da mãe (sabe como é, às vezes tem que ser assim).

Por volta das 21h30, eu com aquela cuíra de estar na rua e ela me convida para separar brinquedos. Minha vontade era de realmente fazer triagem neste sábado, mas não essa!
- Agora? É hora de dormir, Dadá.
- Mãe, por favor, me ajuda a separar os brinquedos.

Ok, ok. Sou uma mãe participativa.

- Esse sim. Esse não. Esse... ai, será que sim? Não sei...

Depois de mais de uma hora de trabalho, coluna doendo, dúvidas tiradas e alguns remendos (colocar cabeça de boneca, braço de palhaço etc), terminamos duas sacolas separadas.

Lembrei das orações da minha gravidez e, principalmente, do único pedido que fiz à Deus na hora que entrei na sala de parto. "Papai do Céu [eu chamo ele assim], faz com que esse serzinho faça muita diferença no mundo e que ela venha pra ajudar muita gente, que essa seja a missão dela, ajudar".

Este sábado foi além do que eu esperava. Foi um dos momentos de concretização de um pedido que fiz à Ele, na situação mais mágica da minha vida, ocorrida 5 anos e meio atrás.

É muito satisfatório ver teus sonhos se realizando naquilo que tu já fizeste de melhor na vida.
E estas duas sacolas de supermarcado, separadas para a campanha de doação de brinquedos da escola da amiguinha dela que pediu ajuda, signicam examente isso.

Valeu, Papai do Céu!

==========
(Ando com uns papos muito mela-cueca, né? Eu sei. Não tô nem aí. Aqui eu falo o que eu quero, lembra?)

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Aprendendo...

- Mãe, quando eu crescer quero aprender a ser adulta com a senhora.


E eu que me esforço tanto para ser muito do que ela é...

Já gostei

E hoje eles brilharam novamente.
E aos ouvidos aquele sotaque parecia melodia.
E aquela conversa era poesia.
Bom...
Bom pressentimento.
Nada além.

domingo, 23 de novembro de 2008

Nada!

Meu sarcásmo anda de folga!
.
.

Aos sagitarianos!

Há meses recebi o horóscopo escrito pelo personagem Christian Pior, do Pânico. Nunca vi um horóscopo tão próximo da realidade... (risos)
Como estamos entrando na fase deles, vai aí:

Aos Sagitárianos

O signo mais palhaço de todos.
E o pior é que é verdade. Ou melhor. Grandes comediantes são de sagitário: Woody Allen, Bete Midler, Ben Stiller, Rafinha Bastos, Grace Gianoukas, Angela Dip, Luiz Miranda, Marcela Leal e por aí vai…
Na verdade, o sagitariano é um otimista, que acha que tudo vai dar certo e como nem sempre tudo dá certo, ele ri de si mesmo, faz uma piada e bola pra frente ou para todos os lados.
É um tagarela nato, fala muito sobre tudo e é incapaz de guardar segredos. Ele fala mesmo. Te entrega na cara dura. Fora as indiscrições, aliadas a uma sinceridade quase desconfortável.
Olha o sagitário como age:
- Mas Ludmilla, você disse que perdeu 5 kg… mas eu acho que no máximo, você perdeu 1kg. Mas isto não importa, Arthur, seu namorado, sempre preferiu moças mais gordas…'

- Marcos, tudo bem? Nossa parabéns por você ter passado no concurso público. Vai ser muito bom para você, porque como você não tem talento para nada em específico, pelo menos neste trabalho de 6 horas, você ganha algum, sem precisar ser bom, né? Que sorte.'

- Ainda bem que você se separou, Gerlaine… Estava na cara que você se casou com ele, só para sair da casa de seus pais… Afinal, sua mãe, sempre foi uma megera.


Sim, que gostoso esta tal sinceridade, não?
Mas por incrível que pareça, o sagitariano tem muitos amigos, conhece Deus e o mundo e sabe onde as coisas estão rolando. Ou seja, onde tem uma festinha ou algo descolado, lá está ele. Como lê muito, escuta muita música, vê muitos filmes, tudo isto ao mesmo tempo, ele sempre tem assunto. Também é um signo esportista, então é muito comum que eles pratiquem esportes porque como tem muita energia, esta precisaser canalizada, senão quebram tudo em casa, porque são desastrados. Odeiam se sentir presos, detestam namoros longos e sérios e se pegar no pé dele, ele 'avoa'.
Você para conquistá-lo, não dê muita bola, não fique muito atrás, ele ficará intrigado.
Sagitário também tem um profundo senso religioso ou filosófico, ama cães e é um galinha daqueles. Beijam até 8 pessoas na balada e ainda contam, achando tudo bonito.

As moças sagitarianas, na maioria das vezes, moram sozinhas, demoram-se para casar, são independentes e amam viajar, não param quietas.
Geralmente, os sagitarianos cortam os laços familiares muito cedo, pegam uma mochila ou mala e vão 'ferver' por este mundo de meu Deus.

Pessoas famosas de sagitário: Walt Disney, Cássia Eller, Clarice Lispector, Brad Pitt, Jim Morrison,Steven Spielberg, Frank Sinatra, Charles M. Schulz (criador doSnoopy), Maria Callas, Edith Piaf, Nelly Furtado.

Grifes que combinam com sagitário:
Dolce e Gabbana, Versace, Jean Paul Gautier, D Squared, Adidas, Puma, Viktor and Rolf.

E no Brasil: Sommer, Triton, Zapping, Alexandre Herchcovitch, Osklen, Cavalera, Colcci, Havaianas e Hering.

=============

Podem falar mal de mim. Parece post de quem não tem o que falar. Não tenho mesmo!

Tá f...!

Tenho me sentido como o Brasil nas descrições de Pero Vaz de Caminha à Família Real Portuguesa.

"Nesta terra, em se plantando, tudo dá".

Eu não agüento mais médicos e exames que me obrigam a tomar vários remédios.
Tudo se confirma: as "ites" (rinite, sinusite, faringite, ah e a gastrite), a enxaqueca crônica, as dores na coluna e por aí vai...

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Humpf!!!

Tem gente que toda vez que eu encontro está sempre namorando, ficando ou em situação similiar.

É...

Ai, inveja é um sentimento humano, afinal!

terça-feira, 18 de novembro de 2008

100!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

E não é que seis meses depois cheguei a 100 postagens?
Quem diria...!!!

Sem ficção

Todas as manhãs, antes de levantar, dedicamos minutos do nosso dia ao nosso chamego. É o momento do "namoro". Cheirinho pra cá, cheirinho lá, beijinhos apaixonados, declarações de amor, palavras cheias de dengo.

- Quando você crescer, você continuar querendo os denguinhos da mamãe?
- Eu vou - Ela responde ainda com o dedinho polegar na boca.
- Mesmo quando você estiver mocinha?
- É.
- Mas você promete que não vai ficar dizendo pra eu parar de te cheirar porque você não é mais bebê.
- Mãe, eu acho que a senhora anda vendo muita novela.

domingo, 16 de novembro de 2008

Relato de uma mãe mais que orgulhosa

Quando a entreguei às 18h05, pela porta de trás do Teatro da Paz, minhas mãos suavam. Eu não parava de repetir "Boa sorte. Você vai arrasar. Vai dar tudo certo". Era quase um mantra.
Ela estava bela. Subindo a escada, ela jogou um beijo e disse "Eu sei, mãe. Te amo. A gente se vê no final".

Pela porta da frente, entrei, sentei e fiquei apreciando a beleza daquele lugar. A gente sempre tem o que apreciar ali. É tão gigante...
"Será que minha Toquinho vai ficar nervosa? será que ela vai se impactar com isso aqui lotado e vai travar?". Eu não parava de pensar.

Ela passou a semana inteira contando os dias. No sábado de manhã, perdemos a hora e ela não participou do ensaio geral. Mesmo assim, estava cheia de si. Passou o dia inteiro fazendo aberturas, aquecimento e convidando todo mundo para assistar ao seu espetáculo. Eu temia era extamante por isso. Era muita segurança. E se ela se decepcionasse consigo mesma? Como seria?

Toca o terceiro sinal. Apagam-se as luzes. O espetáculo começa. Meu coração estava pulando pela boca.

Crianças de várias idades se intercalavam em danças clássicas e modernas. Teve até a apresentação da única paraense presente nas Olimpíadas de Pequim, a ginasta Luana Faro. Meu coração foi se acalmando...

Eis que chega a hora da dança dela. "Meninas, Vamos ao Circo".
Ela entra do jeitinho que eu imaginei: pequenina [era uma das menores], tímida, sorriso encolhido, entrada meio temerosa. Nada disso escondeu o brilho eu via. Incrível como brilhava. Minha bailarina!!!!

Ela tinha cerca de 2 anos e meio quando perguntou o que eu e o pai fazíamos. Em seguida, emendou dizendo que ela ia ser bailarina. E persegue isso bravamente. Treina em casa, na escola e onde quer que esteja.

Quando a apresentação acabou, ainda no palco, ela me viu e jogou um beijo. Lindo. Eu senti. Gostoso como todos. E quando eu fui buscá-la no camarim cuidei de dizer:
- Minha filha, você arrasou. Estou super orgulhosa.
- Mãe, eu 'tava' meio nervosa, mas a senhora viu que eu até mandei um beijo pra senhora?

No segundo dia de apresentação ela estava mais segura. Passos todos certinhos, já entrou sorrindo. O brilho dela só aumentou. E percebi que meu nervosismo era bobo, porque aquele gigante Teatro da Paz, na verdade, era até pequeno para o brilho da minha Super.
A Dalila é tão espetacular que precisaria de muita obra de arte e patrimônio histórico para ofuscá-la.

sábado, 15 de novembro de 2008

Nayara no Luciano Huck!

Ninguém agüenta mais a sobrevivente Nayara dando close na TV.
Semana passada ela foi conhecer o Projac e isso foi notícia na home do UOL.
Outro dia, foi na Ana Maria Braga.
Peeeeeralá.

Já que ela está tão íntima da programação Global e já deve ter passado até por um media training, acho que a próxima parada dela na TV dos Marinho deveria ser no quadro Soletrando, do Luciano Huck. Adivinha qual a palavra que ela deveria soletrar?

Começa com L e termina com G.

É sou péssima, pode falar mal de mim!!!


==========================
*A do Soletrando é mais uma dos super estagiários. Ah... estamos muitos bem servidos...

A culpa é de quem?

Se o mundo está de cabeça para baixo, todo errado, o que está certo?
A tua cabeça?
Provavelmente...
Eu duvido que sejas capaz de admitir que pelo menos 50% dos teus problemas são culpa tua.
.
.
.
.
.
.
.
Não foste, né?
Poucos são.
O MUNDO está errado.
NÓS nunca estamos.
É sempre assim.

Não são os políticos que estão mais corruptos. Tu que ajudas a aumentar a corrupção do país, fazendo gato na net, burlando IR, dando o jeitinho brasileiro.

Não é a violência que aumentou. Tu que passaste a consumir mais droga ou passaste a ser mais tolerante com os coleguinhas que consomem, com o discurso "Ah, deixa o cara. Não mexendo comigo...". Mas ele mexe! Alimenta o tráfico e movimenta a roda-gigante da violência.

Não é a TV que está uma merda. Tu estás dando mais audiência pra ela e os diretores de programação não se sentem com nenhuma obrigação de mudar nada!

O tempo está passando e talvez tu não percebas que teu egoísmo aumenta na mesma proporção que as tuas rugas e as tuas experiências.
Pára um pouco e enxerga o MUNDO!
Não esse que está pior.
Enxerga o MUNDO que pode ser melhor, se tiveres o mínimo de noção de que parte das escrotices dele é culpa tua. Tanto quanto minha, do teu vizinho e do FDP que avança o semáforo vermelho.

É sexta-feira à noite e eu estou só em casa. Porque a culpa é minha!

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Achou!!

Investir é cultivar o amor
Se despir é ativar.
Resistir é aturar o amor
Insistir é saturar.
Aderir é estar com seu amor
Adorar é superstar.
Aplaudir até sentindo dor
É amar.
Quem puder viver um grande amor,
Verá.

Consentir é educar o amor
Seduzir é cutucar.
Amarei! é conjugar o amor
Não amei! é enxugar.
Avançar é conquistar o amor
Amansar é como está.
Como estou com muito amor pra dar
Eu dou!
Quem estiver atrás de um grande amor
Achou!!!

===================
*Música de Dante Ozetti e Luiz Tatit, interpretada por Ceumar, no Festival Cultura, em 2005.
Gosto muito.

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

inovação x higiene

Eu tinha que parar da rua para fazer esta foto:



E me pergunto até agora se calcinha também é a mesma virada do avesso.

Tá, tá, tá!

Ok, ok!

A pressão é grande.
Tá bom! Eu não sou Amélia!
Mas também não me peçam pra dizer que sou moderna!!!!!
Sou normal!
Ok?

====

Mas eu corto unhas e faço o pratos de verdade! Só a parte de lavar cuecas que era mentirinha... :P

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

domingo, 9 de novembro de 2008

Lucas Celebridade

O Marcel e o Damaso já tinham me falado dele. Mas eu me recusei em acreditar que um ser desse existia. Fui conferir.

Gente, vale ler isso. É pra rir. E rir muito. Como pode? Meu Deus!!! Recomendo o post do tia 07 de novembro.

http://lucasfamapop.blogspot.com/

Ele é o máximo!

Todo mundo tem direito a se apaixonar por um famoso, né? Fala a verdade?
Eu tô apaixonada pelo Danilo Gentili.
Lê isso e conta se ele não é o máximo?

====

Ah, ele está entre as 12 raras pessoas que me seguem no twitter. Tô tão besta...!!! Tá, tudo bem, ele nem sabe quem eu sou, e daí? Nunca ouviste falar em amor platônico? A última vez que tive um foi aos 11 anos. Era um assistente de palco da Angélica. Melhorei, né?

====
Atualizado às 2h32
Numa crise de burrice, acabei de remover o Danilo Gentili de ser meu seguidor no twitter! Anta!!


sábado, 8 de novembro de 2008

Sempre ela...

No elevador, o telefone toca. Recebo uma notícia que me deixa super eufórica.
Entro no carro, ligo o som e começo a viajar com o CD que meu amigo Glauber gravou do Montage.

''money, sucess, fame and glamour''

Eu cantava suuuuper empolgada. Volume altíssimo, cabeça balançando. Estado de êxtase.
Eis que alguém me chama para a realidade, falando no meu ouvido por trás.

- Mãe, por favor, isso tá ridículo! Você parace uma funkeira com essa música altona pra todo ouvir onde o carro passa.


quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Melhor Idade?

Vocês já viram esses programas sociais que atendem idosos como insistem em chamar os velhinhos? Melhor Idade. Gente, que falsidade...!!!

Eles querem enganar quem? Nós, que um dia vamos envelhecer (se o álcool assim o permitir!) ou os velhinhos?

Isso, com certeza, é coisa de Assistente Social, que adora desfarçar as mazelas. Eu duvido que Psicólogo saia com um falsete desse. Talvez um Publiciário também fosse capaz de dar uma idéia dessa pra estimular os velinhos a consumir mais, já que estão em sua melhor fase da vida.

Pra mim, o trocadilho Melhor Idade é consolo para velhinho broxa. Pronto falei!

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Confesso. Sou Amélia!

As músicas mais atuais que tenho no meu computador são as lançadas em 2005, época em que me separei do meu ex-marido.
O chuveiro de um dos meus banheiros está quebrado há cinco meses.
Briguei outro dia com taxistas porque riscaram meu carro e fui denunciá-los sozinha de madrugada em uma Delegacia, levando comigo um flanelinha como testemunha. Por sorte, um amigo solidário apareceu depois.

Tem coisas na vida que não tem jeito. É papel de homem.
Não tenho problemas com rótulos, desde que eles me beneficiem. Ultimamente, anda me prejudicando bastante o rótulo de Mulher Moderna que puseram em mim.

Eu sou independe por necessidade financeira precoce.
Chamo palavrão por falta de educação.
Falo muito por pura tagarelice mesmo.
Sou expansiva apenas mecanismo de defesa.

Perceba, de moderna eu não tenho nada.

Adoro lavar roupas.
Não me importo em cortas as unhas dos pés do meu homem.
Até lavo cuecas.

Mas para que tudo isso aconteça é preciso ter um parceiro.
E a grande dificuldade em Belém é achar um homem que não tenha medo de uma mulher com o rótulo de... Moderna!
Até porque eu não sou!!! É tudo capa!!!

Por favor, espalhe o boato de que eu sou uma Amélia!
Faço o prato, corto as unhas, me dou bem com a sogra.

Talvez assim, eu atualize minhas músicas e filmes no computador, conserte meu chuveiro, me desgaste menos com os pedreiros e afins.

É uma questão de sobrevivência. E de qualidade de vida. Ninguém merece viver na solidão.
Nem peixe Beta!

Simples prazeres

Algumas coisas têm um prazer singular na vida.
Reencontrar pessoas queridas é uma delas.
Sentir o abraço e o afago de quem se gosta de verdade recupera qualquer alma. Ainda mais quando vem cheio de saudade...

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Análise - Inteligente - de Retorno Financeiro

- Se você tivesse comprado, em janeiro/2005, R$ 1.000,00 em ações da Nortel Networks ou da AIG, ambas gigantes da economia americana, hoje teria R$ 59,00!

- Se você tivesse comprado, em janeiro/2005, R$ 1.000,00 em ações da Lucent Technologies , outro gigante da área de telecomunicações, hoje teria R$ 79,00!

- Agora, se você tivesse, em janeiro/2005, gasto R$ 1.000,00 em Skol (em Cerveja, não em ações), tivesse bebido tudinho e hoje vendido as latinhas vazias, teria R$ 80,00!!!

*CONCLUSÃO: No cenário econômico atual, você perde menos dinheiro ficando sentado e bebendo cerveja o dia inteiro!


Pensem nisso e... se for dirigir, não beba.
Se for beber, me chama!
Se não me chamar, pelo menos me manda as latinhas QUE EU VENDO TUDO!!!

==========

Recebi de um amigo engraçadinho!

Estagiária 2, a missão!

Depois do estagiário que disse que minha decadência é charmosa na entrevista de emprego, surge a estagiária 2.

Ela... bom... ela... é competente, bonita! Muito bonita! Tem até uma bolsa Prada! As outras coisas... não... ainda não conto!

=====

E para dar satisfação aos que sempre perguntam por ele, o estagiário corajoso está se saindo super viu, gente!




domingo, 2 de novembro de 2008

BradesCOMPLETO!!!

Será que se eu abrir uma conta no Bradesco, quando eu ligar para o call center e tiver aquele serviço de espera de 20 minutos, essa espera é com aqueeeela a locução do Wagner Moura?


Hummmmmm...

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

São as educativas

As minhas duas rádios preferidas andam me maltratando. Agora pela manhã não tenho opção. Ou escuto Clayton César ou Heloísa Run*.

Sendo assim, vou ter que recorrer ao meu vizinho Marquinho Pinheiro. Ele pelo menos não tenta desfarçar a breguice e fazer pinta de educativo.

*Nem sei se é assim que escreve.

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

É simples, mãe!

Sempre estressada, eu me arrumo às pressas para trabalhar. Ela está lá, só observando e sempre dando um palpite.

- Mãe, diz pro seu chefe que você tem uma filha pequena em casa e que precisa sair mais cedo, pra chegar, brincar e ficar com ela.

- Tá, minha filha, eu vou dizer.

Ela olha com cara de dúvidas.

- Escute, o chefe da mamãe não é malvado. A culpa, muitas vezes, da mamãe ficar até tarde não é dele. Ele também tem um filho pequeno em casa e também gostaria de sair mais cedo pra ficar com filho e nem por isso consegue. A culpa é do nosso trabalho, que é muito cansativo e cheio de coisas. Não culpe o chefe da mamãe.

Despois de um longo suspiro.

- Vocês não sabem nem escolher.

- Escolher o quê?

- Porque não escolheram ser médicos? Mãe, a minha avó [que já está quase se aposentando, ressalto] não chega tão tarde em casa, não fica nessa correria que tu vive e eu nunca vi ela reclamando de dinheiro igual tu vive reclamando que não tem. É simples, mãe, vai ser médica!



E eu ainda gasto dinheiro fazendo terapia... Pra quê?

sábado, 25 de outubro de 2008

Votar em Belém


Essa conversa, com certeza, aconteceu sob as sombras das mangueiras de Belém.
**Peguei no Blog do Juvêncio, que, por sua vez, pegou do blog Xinelão, do cartunista Franklin.

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Comédia da minha vida privada

Ando reflexiva como nunca estive.
Ouvi como estímulo de uma amiga:

"Sabe o que eu acho? Que apesar de todos os meus erros, sou uma pessoa inteligente e, por isso, gosto de piadas inteligentes, e a minha vida é uma das melhores. De vez em quando me faz dar boas gargalhadas!"

É... pois é, então! É isso aí!

Será que dá pra alguém colaborar e rir de mim?!
Obrigada!

===============================================
PS: Obrigada, S., por tudo! Inclusive - e sobretudo - pelas risadas!

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Tudo de novo outra vez!

Na escalada de um típico jornal inteligente:

Nayara, que levou um tiro no rosto, fica sabendo da morte da amiga e chora!

(Eles queriam que ela gargalhasse???)

Em seguida:

A cirurgia que retirou a bala de seu rosto foi feita com sucesso. O nariz vai ficar perfeito e ela vai respirar normalmente. E o melhor, vai manter seus encantos.

Não sei nem o que comentar... Mas uma coisa é fato, mais do que as tragédias em si, o que mais detesto nesses fatos como Nardoni e Eloá, é ter que aturar a imprensa, querendo se superar pra ver quem comete mais absurdos em abusos, falta de respeito, pieguices e até motivos de chacota.

*O jornal em questão foi o da Band, exibido nesta segunda, após o CQC.

domingo, 19 de outubro de 2008

Até!

Fui-me embora para a minha Pasárgada.

Volto quando a semana que sobra das minhas férias pingadas acabar.

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Lady of Nazareth

Um amigo mandou este link.
Cobertura fotográfica do Círio de Nazaré.
As imagens são da AFP (Maurício Lima) e Reuters (Paulo Santos).
Vale. E vale muito.

Clica e aqui e te delicia.


domingo, 12 de outubro de 2008

Padre Fábio de Melo na Chiquita 2009

Há quem fale mal, mas todos sabemos que a Festa da Chiquita é parte importante dos festejos do Círio de Nazaré.

Desde o ano passado, um convidado da Diretoria da Festa do Círio vem cheio de pompa para "abrilhantar" a nossa festa maior. Acho que no ano que vem, o Padre Fábio de Melo deveria ser homenageado com a pompa que merece.


Na foto, Padre Fábio de Melo e um amigo Padre, em missa na Catedral Nossa Senhora do Líbano, em São Paulo. Lindos, né?!

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Círio x Governo

Amo o serviço público. Adoro trabalhar no Governo.
Sou super fã da Nazaré. Amo o Círio.
Mas os dois juntos, não rola.
Acho que Círio e Governo é uma combinação insalubre.
Nada a ver.

É só um desafo!

=======================================

A combinação fica ainda mais insuportável quando os amigos radicados fora da cidade começam a chegar para o Círio e te ligam "ei, cheguei, bora beber!" e tu simplesmente não consegues porque Círio e Governo não combinam. Sacou?


*Post atualizado após um telefonema recebido quase à meia-noite quando eu ainda estava na Avenida Nazaré (ai, detesto pronunciar este nome), ainda trabalhando na Secom...

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Azulinos derrotados: uni-vos!

Semanas atrás, os torcedores do Remo convocavam toda a nação azulina para o Dia do Azul. Uma ação para tentar levantar o baqueado Leão. Brinquei com um amigo:
- É o Dia da Valéria?
- Deus me livre!
Levando em consideração que se tratam de dois azulinos derrotados, “foras de série” e com 4ª colocação em comum, poderiam fazer essa campanha juntos agora, né?

Desculpem aí, amigos remistas, não podia perder a piada!

TSE, o Papai Noel não existe?

Eu não acredito em dinossauro. É, não acredito (e pense você o que quiser pensar).
Eu não acredito em outros avanços da ciência.
Mas na lisura do processo eletrônico eleitoral brasileiro sempre acreditei. Acho o máximo as maquininhas que nos permitem o voto seguro. ´
Sempre foi tão confortável para a minha mente, tão romântico pensar que as pessoas iam lá votar de forma segura. Digitavam o número de seus candidatos e lá estava a foto do sujeito e tudo certo.
Dava até um orgulho ver aquela bagunça nas apurações das eleições americanas se arrastando por dias, semanas, enquanto a nossa, em horas, permitiam os resultados lá, todos prontinhos. Coisas do Brasil que deu certo.

Eu sempre acreditei nisso até ontem.
Quase toda a minha família vota em Ananindeua e quase todo mundo voltou das urnas com o mesmo relato: a máquina estava quebrada.
Como assim quebrada?
Minha cunhada foi votar e não viu a foto do candidato!!! Meu Deus!!!
Como pode isso?
É como uma criança de 3 anos acordar na manhã de 25/12 e não ver o presentinho lá embaixo da cama, na janela ou em qualquer cantinho da casa, deixado pelo Papai Noel. Isso simplesmente não existe!
É muito cruel por parte do Tribunal Superior Eleitoral me fazer crer que o sistema de voto eletrônico não é seguro.
Estou em crise.
Tenho um primo que nem conseguiu votar. O mesário disse que ele devia procurar o cartório eleitoral porque a máquina estava quebrada. Ora, e as cédulas de papel? Porque não deram uma assim pra ele votar?
Preciso de um terapeuta.
Não estou podendo com essa decepção!
Claro que minha crise só não está maior do que a da Valéria (rá, bem feito pra ela!).

Ananindeua, onde TUDO pode!!

Passei o 05/10 em Ananindeua, segundo maior colégio eleitoral do Pará.
Acompanhei o processo por lá para ajudar na campanha do meu cunhado. Cada minuto que eu passava lá, meu castelo ruía mais.

Lá, a eleição acontece em desacordo a tudo aquilo que tu viste nos últimos meses nas propagandas da Justiça Eleitoral. Confira:

- Em Ananindeua pode distribuir brindes, sim. No dia da eleição, principalmente! Ontem a cidade estava totalmente forrada de gente com camisa verde, com o nome do partido. A maior concentração era na porta das escolas onde havia votação. Te dou R$ 1,00 se você me disser o nome disso!

- Em Ananindeua candidatos a vereador podem pedir votos dentro das escolas. Eu disse DENTRO das escolas..

- Em Ananindeua você também pode chegar e puxar aquela prosa bacana com o presidente da secção eleitoral. É! Onde eu fui justificar meu voto, por exemplo (ainda está em SP), enquanto eu preenchia os dados, um rapaz entrou na sala e estava num ótimo papo lá com os mesários e presidente da secção. O assunto: a polícia levou as muambas dele embora lá da feira do Maguari. Ele estava indignado. E os mesários também, é claro! Eu? Nãaaao... imagina.... eu estava achando suuuuper legal ficar vendo aquele absurdo!

- Em Ananindeua tinha mesário ainda mais legal. Além dos que ouviam seus problemas, tinham aqueles que compreendiam a necessidade de buscar votos e permitiam que santinhos fossem deixados dentro das salas de votação.

Mas se tu achas que tudo que eu descrevi até agora é absurdo, prepare-se!

Por volta das 16h, carros de candidatos começaram a passar recolhendo nada menos que os comprovantes de votação dos “fiscais”. É isso mesmo! Imaginas tu teres que entregar o teu comprovante de votação, que é um documento (!) pra um sujeito que nem conheces, para garantir os teus 20 ou 30 “real”. Se o papo de pegar o número do título não cola mais e a população já não se intimida e não se sente mais obrigada a votar em quem pagou pelo seu voto, a onda agora é dizer “vamos passar e recolher o comprovante de votação”, para ver se assim, os candidatos conseguem intimidar e garantir que o voto que cabresto se mantenha.
O crime evolui! E não é só nas favelas cariocas...

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Barbie para Prefeita?

video

Tu arriscas?

Como assim, prefeito?

Ao ser indagado sobre o fim do projeto Escola Circo, da Prefeitura de Belém, em debate no SBT, o nosso ilustre prefeito solta essa pérola:

- Que projeto? Que Escola? Aquilo só ensinava criança a comer fogo!

Muito bem!

Sem ingrediente, não rola!

Em um programa de TV, desses em que um renomado chef mostra como fazer um prato.
Depois de falar e falar, o bonito tenta começar a fazer a delícia. Tenta!

- Mas onde está? Bom, eu ia fazer o prato completo, mas comeram aqui parte do frango que eu usaria no prato. Não dá mais.

Eu sempre imaginei que a produção comesse mesmo as guloseimas que passam na TV, mas será que não dá para ser depois do prato feito no programa ao vivo?
Que mico, produção, ser cagüetado na televisão! [até rimou, rá!]
Ah, e respondendo a sua pergunta, sim, trata-se de um programa paraoara.

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

O estagiário corajoso

Acabo a entrevista com o segundo candidato a estagiário. Gostei do menino. Tem um bom currículo, fala firme, inteligente, parece dedicado e responsável. Já pensava comigo "acho que uma das vagas pode ser dele".

Na saída da sala, a despedida trivial.
- Tchau! Foi um prazer conhecê-lo e boa sorte. Daremos a resposta até amanhã de manhã.
- Ah, eu vou aguardar ansioso.... Antes, eu posso lhe falar uma coisa?
- Claro!
- Não me leve a mal, mas eu te achei tão bonita, seu cabelo cacheado, seu estilo*.
- Poxa, obrigada! Bom, né, ouvir isso no final do dia já toda descabelada e com olheira, cansada.
- Ah, eu acho super charmosa a decadência.
- Como é?
- É, eu acho charmosa a decadência.

Eu não sei quem é mais sem noção. Ele, que teve a coragem de falar isso em uma entrevista de emprego para a pessoa que estava o selecionando ou eu, que o inclui entre os meus selecionados.

*Ele falou de uma forma terna e sem parecer qualquer cantada. Não pensem bobagem, pessoas.

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Se Rasgum, uma festa de novela

O que o baile da máscara da novela A Favorita da Globo tem a ver com o III Festival Se Rasgum? (quase) TUDO!!!!

Calma, não me batam. Deixa eu defender a minha teoria.

Na sexta, enquanto eu jantava e ganhava forças para sair para o Festival, acompanhei o capítulo da novela. Uma filhinha de papai, celebridade até na ficção, lançou um filme sobre seu pai, o deputado Romildo Rosa.
Como em toda novela, todos se conheciam na festa e, nos casos mais forçados, ainda se espantanvam ao encontrar um conhecido.
- Ah, você por aqui?
- É, pois é, eu não queria vir, mas estou namorando a Alícia, vim dar essa força.

No baile de máscaras da novela, ex-namorados se encontraram; ex-ficantes se olharam com aquela cara de "hum, mas eu te pegaria de novo"; uns lamentavam porque o seu ex já estava com outra mais gostosa; outros se arrajaram, aproveitando o clima.
Resumindo, ali todo mundo se conhecia e quem não se conhecia, foi apresentado pelos conhecidos em comum.
Dali, parte já se pegou e quem não se pegou, pode se pegar um dia.

Quando a Wal, minha super secretária lá de casa, soltou aquela velha frase "só em novela mesmo que todo mundo se conhece nessa festa e já se namorou" eu parei e percebi que eu estava indo pra uma festa de novela.

Tu estávas no Se Rasgum? Contaste quantos ex econtraste lá? Vale ex-qualquer coisa: ficante, peguete, namorado, noivo, marido.

Em Belém é assim, se ainda não pegaste, vais pegar. Afinal, não é todo dia que tem participação especial de elenco de apoio. O elenco que tem na novela é esse e é com ele que tens que te virar. Quando falamos de uma festa com uma programação que atrai um público ainda mais restrito, é dito e certo!

Eu só tenho a dizer: Viva as participações especiais das novelas!!

========================================

10 importante notas sobre o Festival Se Rasgum:

1 - Parabéns pela cerveja gelada a noite toda.
2 - Péssimo cortarem a água do banheiro todas as noite a partir da 1h.
3 - Montage (CE) foi o grande sucesso. Viva o Marilyn Manson do Nordeste.
4 - Foi ooooótimo ver roqueiros loucos dançando ao som do tecnobrega do DJ Maluquinho.
5 - De onde tiraram aquela menina com aquela roupa da Joelma, que imitava (muito mal) a Clara Nunes? Uó essa tal de Manacá.
6 - Eu vi cada casal... Vou ficar quieta!
7 - De onde saiu tanto bofe bonito? Em Belém não tem disso.
8 - O babado é mesmo aproveitar as participações especiais das novelas. Afinal, não é todo dia que o galã da novela das seis, dá sopa na novela das sete, né, M.?
9 - Adorei a logo do Governo lá sempre bem posicionada.
10 - Parabéns a todos que trabalharam para que o III Festival Se Rasgum arrasasse!!! Lindos!!!!

Vítimas mais uma vez...

Quando eu digo que Belém é quase o fim do mundo, as pessoas dizem que eu sou implicante.
Pode até ser que eu esteja enganada, mas eu duvido que exista no Brasil uma cidade onde o CQC comece uma hora depois, às 23h.
E o que é pior, para ver o que sabemos...
Pobres de nós, da capital paraora.

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Cantinho do Assessor

Vida de jornalista é difícil.
Só sabe quem vive (ou quem é casado ou é filho de um).
A rotina é dura, a pressão é complicada e as exigências são enormes.
Mas o pior de tudo são os salários. Ô, Jesus!
Talvez isso explique porque esses "colegas" se submetem a isto.

Leia. Você vai rir! (ou chorar, quem sabe...)
São releases enviados por assessores de imprensa de "celebridades".

Mais uma do meu recém-preferido Te dou um dado?

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Problemas de auto-estima parcialmente resolvidos

Ando com sérios problemas de auto-estima esses dias. Acho que é TPM. Deve ser.
Mas uma mensagem me deixou taaaaão tocada hoje no msn. Tenho que compatilhar. Se minha mãe lêsse meu blog (se ela ao menos soubesse o que é um), ficaria orgulhosa de mim!

DC diz:
Apenas para comentar "instantanemente": nunca tinha tido tempo para ler seu blog. Comecei hj e não consigo parar, hehehehe. Acho que isso dá demissão.... no mínimo bloqueam o site, hihihihii. Bjinhos


E o comentário foi de uma pessoa inteligente, tá! Que estudou em boas escolas e faculdades!!! (risos)

Sintomas!

Nunca em toda a minha vida três espinhas co-existiram no meu rosto. Nunca!

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Divórcio

Sempre fui precoce.
Eu tinha 8 anos quando surgiram aqueles carocinhos no tórax que doíam quando alguém me empurrava nas brincadeiras.
Com 10 anos eu já andava sozinha de ônibus, levando meus irmãos de 9 e 7 anos para a escola.
Aos 11 anos, usei meu primeiro absorvente.
Aos 12 anos, era diretora da juventude da Associação de Moradores do conjunto residencial onde eu morava.
Aos 13, fiz minha primeira endoscopia que comprovou a gastrite.
Aos 14, cirurgia de apendicite.
Aos 17 anos, cirurgia para tirar um nódulo do seio.
Casei aos 22. Com a mesma idade fui mãe.
Aos 27, o oftalmologista disse que eu tinha sinais de uma catarata.
Precocidade faz parte da minha vida. Acostumei. Não me assusto mais.
Mas tenho que confessar que hoje foi um dia que isso mexeu comigo.
Sou uma mulher divorciada.
Forte, né!
Isso me parece coisa de quarentona*.
- Qual seu estado civil?
- Divorciada.
Que horror!

O mais estranho é que por mais que o casamento não exista mais na prática há três anos e EU tenha movido todos os pauzinhos para esse divórcio acontecer, foi muito estranho pegar aquela averbação.

Quando eu casei, seis anos atrás, tudo parecia tão eterno. Era tão óbvio que nunca íamos nos separar. Era tão óbvio que aquele amor, aquela paixão nunca ia ter fim.
E quando a Dalila nasceu? Gente, nem sabia como podia caber tanta felicidade em uma única casa, tantos planos, tantos sonhos, tantas certezas de que a vida seria longa e cheia de momentos fantásticos.

No Tribunal hoje a cena e o pedido de pressa ao juiz se repetiu:
- Por favor, veja o documento que garante o meu divórcio ainda hoje. Tenho pressa nisso, para dar entrada em um financiamento, sem a renda de “casada”.

Anos atrás, o pedido também foi apressado.
- Por favor, não marcamos o casamento, mas tente nos casar ainda hoje. Já moramos juntos há tempos e eu tô grávida, preciso constar como dependente dele no plano de saúde em tempo hábil para a cobertura do parto.

Juízes são sensíveis a causas familiares nobres. A separação foi rápida tal qual o casamento. No mesmo dia, saí do cartório com o documento nas mãos. Nos dois casos, sorrindo. A conotação e a expectativa mudaram, mas a o alívio daquele papel nas mãos era exatamente o mesmo.

Queria poder comemorar. É, tô livre. Sonho tanto em casar novamente. Posso fazer isso agora. Amanhã, se quiser. Mas é estranho. Como tantos sonhos e certezas acabaram tão rapidamente? Nunca vamos descobrir.

Só espero realmente que dá próxima vez que eu for atrás desse bendito papel, a história seja bem diferente...

=============
*Antes que as quarentonas se ofendam, digo que meu susto é porque não tenho nem 30. Não quero pular fases.

Divórcio, mas pra quê?

- Mãe, agora a senhora e o papai não vão mais se falar?
- Claro que vamos, minha filha.
- Então o que é esse negócio que vocês vão fazer com o juiz amanhã?
- É o divórcio. É que o papai e mamãe já são separados na prática, nós não namoramos mais, mas nós, quando casamos, assinamos um papel pra esse juiz dizendo que estávamos casando, agora a gente vai lá assinar o contrário.
- Mas se vocês assinarem isso vocês não mais ser amigos?
- Minha filha, sempre seremos amigos. Sempre seremos uma família, como sempre fomos, só que não mais como namorados.
- Hum, então pra quê vocês vão lá assinar isso?
- Para ter esse papel que prova que nós não somos mais casados.
- Mais o que vai mudar do que é hoje?
- Nada.
- Hum... Então eu ainda não entendi o que vocês vão fazer lá com esse juiz. Não entendi mesmo.

domingo, 14 de setembro de 2008

Leaaaaaão!!

Os bicolores se ferraram!
Agora vão ser obrigados a dizer que o Remo é um time FORA DE SÉRIE!
Leaaaaaaaão, porra!

sábado, 13 de setembro de 2008

Futurologia? Como assim, Bial?

Acabei de ouvir uma das coisas mais absurdas da história do jornalismo paraense (e até do Brasil).
O apresentador Valdo Souza, do telejornal Balanço Geral, da Record, após uma matéria que denunciava problemas de segurança numa cidade do interior do Pará, solta esta pérola:

- Tempos atrás, eu já havia falado sobre isso. É mais do que denunciar, perceber, foi um exercício de futurologia.

Vocês já imaginaram se a imprensa começa a querer exercitar sua "futurologia" nos noticiários?
A imprensa já anda meio desacreditada, ainda me vem uma pessoa dessa denegrir a imagem da categoria... Pera lá!

Desse jeito a Mãe Diná vai reivindicar o prêmio Esso de Jornalismo por ter "previsto" a morte dos Mamonas Assassinas!

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Calypso + Paralamas do Sucesso

Desde criança escuto dizer que coca-cola tem droga.

Falta proposta para uma Belém mais rica

Até agora nenhum candidato a prefeito de Belém falou o que eu quero ouvir.

"Se eleito, vou quintuplicar o número de guardas de trânsito, para que todos os infratores sejam multados".

Se algum dia isso acontecer, Belém vai ficar mais rica que qualquer cidade do país. Quem dirige aqui sabe bem do que falo. Se ainda não dirigiste aqui, que vais entender.

E não me venha com papo mole de "falta educação no trânsito". As infrações cometidas por aqui são atrozes, do tipo estacionar no ponto de ônibus. Até a minha pequena Dalila, de 5 anos, sabe que avançar o sinal vermelho é errado. Não tem papo de "falta educar a população". Falta é punir mesmo. Monte de gente sem noção.

Viva o prefeito que colocar mais guardas na rua.
Eu voto nesse!

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

De graça não!

Show da Banda Susana Flag sábado. De graça!
Dizia hoje a frase de msn de um amigo.
Eu perguntei pra ele se era de graça mesmo. Ele confirmou.
Cara, na boa, ver essa banda de graça, não tem como.
Tem gente que deveria pagar para ser assistido. E pagar bem!
No caso da banda dos amigos desse meu amigo, nem precisa pagar tanto. Por duas cervejas eu vou.
Mas tem gente...

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Te dou um dado?

Tá, ler fofoca sobre a vida de famosos é uó. É fútil, é coisa de desocupado, de gente que não tem nada melhor para fazer. É, é sim.
Mas quando você faz isso aqui, ah... aí, é diferente.
Abaixo, uma nota como exemplo:

Serviço de proteção ao crédito
DADO DONABELA DÁ CARRO DE PRESENTE DE ANIVERSÁRIO A LUANA PIOVANI
Só nos responda uma coisa: NAONDE que Dado Dolabella tem R$70 mil pra dar carro para a namorada? Ficamos até com dó dele… deve ter comprado a prestação e certeza que o namoro acaba antes dele quitar esse carro. Um convite à inadimplência.


Gostou? Então lê esta outra aqui. Muito boa!!! hahahahahahha

================
*Dica de Vana Gabriel!

domingo, 7 de setembro de 2008

Eu acho!

Eu acho o Seu Jorge uma farsa. A voz dele é muito boa de fato. Mas é só. Todas as músicas são iguais e as letras fazem tanto sentido quantas a do Segundo Sol do Nando Reis (outro chato).

Eu acho a voz da Gal Costa insuportavelmente chata. Aguda que me irrita.

Eu acho o Chico Buarque feio e eu nunca daria pra ele. Tem cara de que não pega, só pensa.

Eu acho careca sexy. Preferência herdada da minha mãe.

Eu acho que o Michael Jackson não abusou sexualmente daquelas crianças. É, eu não acredito mesmo nessa história. Acho que as mães daqueles meninos queriam mesmo era extorquir o cara!

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Questionamentos "irrelevantes" da semana

1 - O sorriso da moça que apresenta a chamada do jornal O Liberal [Belém] é compatível com a veracidade da informação final que ela dá?

2 - O Rodrigo Faro é ou não da galera do arco-íris?

3 - Já compraste teu CD da Banda Calypso Acústico?

Piada pronta

Em uma propaganda política de um candidato a prefeito de Belém:

- Venho de uma família muito séria. Na minha família é todo mundo médico. Meus pais são médicos, meus irmãos são todos médicos e eu, quero ajudar Belém a ser melhor.

Pera lá. O texto correto deveria ser: "Meus pais são médicos, meus irmãos são todos médicos e eu, político!" rárárárá

Quem me conhece sabe o quanto eu acredito na política, mas uma piada pronta dessa, não dá pra deixar passar.

Odeio o Dia da Pátria!

Já tiveste uma crise de sinusite? Junto com ela uma crise de rinite e de faringite? Já viajaste de avião assim? Te conto: o ouvido não agüenta. Como eu sei? Aconteceu comigo.
A dor é indescritível e a sensação de surdez é apavorante.
Mas nada disso é mais insuportável do que estar doente, nessas condições, morando na rua onde desfilam as escolas públicas no Dia da Raça.
Semana da Pátria, crianças barulhentas, bandeiras do Pará e do Brasil, torcidas organizadas e bandas de fanfarra. Muitas bandas de fanfarra. Elas começaram às 8h e terminaram às 14h, sem intervalo.
Minha licença médica se foi. E além de surda, agora estou louca também!

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

A Rainha das Aparelhagens

Quem já ouvi falar em APARELHAGEM imagina o que deve ser ir a uma festa do "Rubi, o todo poderoso", no Carrosel, inferninho ao lado do Baenão.

Foi neste lugar que minha noite de sábado começou na semana passada.
Tá, eu explico: eu estava lá acompanhando uns amigos que foram levar um grupo de gringos que queria conhecer as festas das periferias de Belém. Para quem não sabe, essas aparelhagens são verdadeiros fenômenos e arrastãos muuuuuita gente!

Mas, vamos ao que interessa.
Estávamos lá, achando tudo até legal.
"Aje, aje, é a galera galera da laje". E todos com os braços para cima. Até eu! Na verdade, inclusive eu!

Eis que surge ela, com seu batom vermelho, sua calça da gang comprada na @bsoluta, sua roupa vermelha, seu microfone vermelho e toooooda a sua discrição: Silvia Gil , a apresentadora programa Pará Show!

Vê-la na TV é muito bom. Mas vê-le passoalmente é muito melhor! O Pânico perde muito feio.
Estávamos todos muito empolgados com a presença dela. Não parávamos de olhar, comentar, rir, imitar, tentar dançar igual. Era tudo muito bizarro, para não dizer ridículo. Ela realmente se leva a sério.

Uma senhora baixinha e muito séria observava cada movimento nosso o tempo inteiro e, ao contrário de nós, não via qualquer motivo para gargalhadas naquela "repórter" tão... er... inusitada(?).
E nós continuávamos rindo, debochando. Depois de muitos comentários, a senhora dá UM passo e se mistura ao grupo. Enche o peito, ergue a cabeça e diz:
- Boa noite. Eu sou a mãe da Silvia Gil, a Rainha das Aparelhagens.

cri, cri, cri

Eu, é claro, só fiz virar para o lado, levantar as mãos e continuar "aje, aje, é a galera da laje".



Silvia Gil, a Rainha das Aparelhagens

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Meu mundo perfeito

Chego em casa às 22h45, depois de um dia muito cansativo de trabalho. A maquiagem não existe mais, a postura parece da bengada do Papai Noel, o cabelo idêntico ao da Elba Ramalho (versão chanel), e a olheira, bom... indescritível.
Abro a porta e um belo sorriso me espera. Sento no sofá. Ela para na minha frente e diz:
- Mãe, eu já lhe disse que a senhora é mãe mais linda do mundo?
- Já - respondi quase balbuciando.
- Muitas vezes?
- Sim.
- E a senhora nunca se cansou de ouvir?
- Eu nunca vou cansar de ouvir isso.
- Claro, a senhora é a mãe mais linda do mundo e é por isso que eu te amo, te amo, te amo, te amo, te amo, te amo... - Falou isso, jogando-se no meu colo.

Meu sorriso? Hummmm.... bem mais indescritível que a minha olheira!!!

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Candidatos ou bonecas?

Eu queria saber se existe algum estudo que afirme que o povo vote mais em candidatos sem rugas ou qualquer outro tipo de marca no rosto.

Deve existir... E alguns marqueteiros de Belém tiveram acesso "privilegiado" a esse material. Só pode!

Tem candidato, que no material de campanha, tem a cara mais lisa que as bonecas da minha pequena Dalila. É de dar inveja a qualquer Barbie! Ou Ken, né?!

====================
*Por questões éticas, eu não posso colocar aqui alguns exemplos.

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Esses vendem!

Ontem ouvi isso numa rádio popular:

- Motel Amarelinho. A coisa mais gostosa da vida acontece lá dentro.
- Ótica Cristal. O mundo tem muitas cores para você ver só o preto.


Duvido que uma propaganda dessa não venda. Duvido!

Mas já?

Ligo para uma amiga recém-casada. Estamos no maior tricô ao telefone, quando escuto:
- Amoooor, não demora.
- Hum... vai lá. Ele tá te chamando... - Falo com uma risadinha, insinuando algo.
- Ah, não esquenta. É só para enxugar o pé dele, que está de molho.

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Sobre os brasileiros

Sobre os brasileiros:
- Grosseiros
- Mal-educados
- Putas
- Ladrões
- Maconheiros
- Assassinos
- Corruptos
- Ah, e no Sul tem muito mais gente bonita que no Norte.

Pelo menos sob a visão do diretor do filme Turistas. Foi exibido nesta quarta-feira pela Record.

Gostosura no msn

“Tô me sentindo gostosa hoje!”
Nunca achei que uma frase de msn pudesse causar tanto comentário, conversa, reaparecimentos, teorias, desabafos.

Frases de apoio:
- Mais mulheres deveriam assumir sua gostosura ao invés de ficar virando um monte de magricelas neuróticas.
- Toda gostosa deveria se assumir. Eu não sei porque elas sempre se ofendem quando nós a chamamos de gostosa.

Frases de desabafo:

- Sempre achei, mas nunca falaria. Já que você deu a deixa...
- Eu sei que toda mulher prefere que a elogiem pela sua cultura ou coisas do tipo, mas eu sempre te achei bem gostosa mesmo. Falo isso com todo respeito.
- Meu sonho é um dia poder ter a mesma frase de msn que você “Tô sentindo a gostosa da Leiska hoje!”.

Frase de protesto:
- Hum, tá se achando, né?

Frases de provocação:
- Gostosa...é mesmo? Eu duvido. Então prova.
- Voltou a ser gostosa, é?


Frase de... er... essa eu não entendi o significado

- Todo dia vejo frases absurdas no msn, mas hoje acho que vi a mais absurda de todas.

(glump!!!!)

domingo, 3 de agosto de 2008

A Lei Seca e a inclusão social

Vila Madalena, São Paulo, um dos centros da diversão noturna da cidade.
Toda vez que viajo para lá, tenho que limpar a vista e fazer uma bagaça em algum ponto do bairro.
O ponto escolhido da última vez foi o BleeckerStreet. Lugar descolado, gente legal, samba rock. Sempre foi assim. Sempre, até a Lei Seca.
Pessoas estranhas invadiram o ambiente. Usavam roupas estranhas, dançavam com os dedinhos erguidos e de forma descompassada. Falavam coisas estranhas.
- Você é de onde? Eu sou do Pará.
- Ah, eu moro em São Paulo, mas sou do Rio Grande do Sul. Veja só, você do Norte, eu do Sul nos encontramos aqui em São Paulo.
A pessoa em questão usava um óculos maior do que a cara, dançava dando pulinhos e falou isso com um sorrisão e um tom de "arrasei com essa cantada. Agora eu levo!".

E ele não era o único ser assim no ambiente. O Bleecker foi invadido, a Vila Madalena foi invadida. As noites foram invadidas.

Com a Lei Seca, todo homem descolado vai atrás daquele amigo que nunca saiu de casa, que não bebe, o estilo nerd.
Procure no orkut, porque já deve existir a comunidade "Eu não bebo, seja meu amigo".

Na foto abaixo, você vê Carmildo, que saiu de casa depois de ser convidado por Daniel. Percebam o estilo de um e de outro. Relembro: BleeckerStreet, lugar descolado!! Vale ressaltar que Carmildo estava com a mesma garrafa de cerveja há horas. Não sabe beber o bichinho... E nem pode. Ele é o motorista da relação. Foi autorizado por Daniel a segurar essa garrafa só para não ficar tão descarada a sua função.

É a Lei Seca, promovendo a inclusão social!




*Eles posaram para a foto, após Lilian Glaisse (aquela do Achados doDia) ter aborado a dupla sob o pretexto de ser editora de um site sobre moda masculina. Ela disse ter adorado o estilo fashion do Carmildo. Cara de pau!

**Embora não citada no texto, Vanessa Gabriel tem papel fundamental nessas conclusões (assim como a Glaisse).

Para sempre até nunca mais.

- Achei uma carta do Anderson, da época em que namorávamos.
- É? E o que dizia?
- Coisas de amor. Coisas de Para Sempre.
- Hum...
- Na mesma faxina, achei uma carta que escrevi para o Anderson quando terminamos.
- E o que dizia?
- Coisas de amor. Coisas de Nunca Mais.

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Importante

Quem se vê permanentemente cercado por assombrações, distancia-se do mundo dos vivos.

Ou

Quem vive assombrado, enlouquece.

*Li no blog do Charles. Muito bom. Muito bom!

quarta-feira, 30 de julho de 2008

Uma paixão. Urgente!

Preciso me apaixonar novamente.
Acho brega o lance da chuva da tarde, do espetáculo Verde Ver-o-Peso, passear na Praça da República domingo de manhã. Acho bizarro o tecnobrega. Acho louco o Superpop. Detesto o fato de todo mundo se conhecer. Acho os homens brucutus (com algumas exceções, é claro!).
Mas eu até "gosto" de tudo isso. Reconheço o valor.
É como um casamento de anos. O cara não aguenta mais aquele bife acebolado da mulher, aquele pepino que ela coloca nos olhos na hora de dormir duas vezes na semana, a flatulência toda vez que ela come muito carbohidrato na hora do jantar. Mas ele reconhece que ela é uma excelente esposa.

Falta "apenas" paixão.

Mas o que fazer no caso de quem vive movido à paixão?
Como continuar casado assim?
Aquela super massagem que ela faz em suas costas nas noites de sábado após o futebol já não fazem qualquer efeito.

O que fazer se nem o carimbó me encanta mais?

Experiência mal sucedida?

No dia 21/07, o primeiro bebê de proveta do mundo completou 30 anos. A classe médica comemorou em grande estilo.

Na minha humilde opinião, acho que os resultados não foram tãaaaao bons assim...

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Índios gays são alvo de preconceito no AM

KÁTIA BRASIL, da Agência Folha, em Tabatinga (AM)

27/07/08

Entre os índios ticuna, a etnia mais populosa da Amazônia brasileira, um grupo de jovens não quer mais pintar o pescoço com jenipapo para ter a voz grossa, como a tradição manda fazer na adolescência, nem aceita as regras do casamento tradicional, em que os casais são definidos na infância.
Esse pequeno grupo assumiu a homossexualidade e diz sofrer preconceito dentro da aldeia, onde os gays são agredidos e chamados de nomes pejorativos como "meia coisa". Quando andam sozinhos, podem ser alvos de pedras, latas e chacotas.
Três ticunas da aldeia Umariaçu 2, na região do Alto Solimões, em Tabatinga (1.105 km de Manaus), contaram para a Folha como é a vida dos homossexuais indígenas na fronteira com a Colômbia e o Peru.
A população ticuna no Alto Solimões soma 32 mil índios. Na aldeia Umariaçu 2, que fica no perímetro urbano de Tabatinga, vivem 3.649 índios ticunas, 40% com menos de 25 anos. Entre esses jovens, pelo menos 20 são conhecidos como homossexuais assumidos.
Segundo a Funai (Fundação Nacional do Índio), há registros de gays também nas aldeias de Umariaçu 1, Belém do Solimões, Feijoal e Filadélfia. "Isso é novo para a gente. Não víamos indígenas assim, agora rapidinho cresceu em todas as comunidades. São meninos de 10, 15 anos", disse Darcy Bibiano Murati, 40, que é indígena da etnia ticuna e administrador substituto da Funai.
Marcenio Ramos Guedes, 24, e seu irmão, Natalício, 22, pintam o cabelo e as unhas e fazem as sobrancelhas. Trabalham como dançarinos em um grupo típico ticuna que se apresenta nas cidades da região. Marcenio diz que brigava muito com o pai e que saiu de casa aos 15 anos. "Fui para Tabatinga trabalhar como "empregada doméstica". Eu fazia comida, passava roupa, lavava."
Ao voltar para casa, uma construção de madeira com dois cômodos, onde mora com quatro dos sete irmãos e os pais, Marcenio resolveu cuidar dos afazeres domésticos. O grupo de dança foi criado em 2007, com apoio da família. "Não sofro discriminação por dançar, todo mundo respeita, assiste. Sofro preconceito [de outros jovens] na aldeia. Se falo alguma coisa, querem me bater, jogar pedra, garrafa."
Natalício diz que tem medo de andar sozinho. "Vou sempre com um colega", afirma.
O ticuna Clarício Manoel Batista, 32, é professor do ensino fundamental e estuda pedagogia na UEA (Universidade Estadual do Amazonas), em Tabatinga. Ele foi um dos primeiros a assumir a homossexualidade na aldeia Umariaçu 2. "Alguns me discriminam --indígenas daqui, não-indígenas também. Fico calado, não falo nada. Eu não ligo para eles", diz.
Clarício disse que contou aos pais que era gay aos 16 anos. "Meu pai não me maltratava porque sempre gostei de estudar, sempre fiz tudo em casa: limpeza, comida, lavar louça."
Questionado se foi pelo trabalho doméstico que ganhou respeito em casa, ele confirmou. "Na verdade, eles [os pais] não queriam que eu fosse assim [gay]. Eles não gostam. Dizem: ninguém gosta desse jeito."
O antropólogo Darcy Ribeiro (1922-1997) escreveu que há registros de homossexualidade entre índios desde ao menos o século 19. Em Mato Grosso, ele estudou os cadiuéus, que chamavam o homossexual de kudina --que decidiu ser mulher.
O cientista social e professor bilíngüe (português e ticuna) de história Raimundo Leopardo Ferreira afirma que, entre os ticunas, não havia registros anteriores da existência de homossexuais, como se vê hoje. Ele teme que, devido ao preconceito, aumentem os problemas sociais entre os jovens, como o uso de álcool e cocaína. "Isso [a homossexualidade] é uma coisa que meus avós falavam que não existia", afirmou.

segunda-feira, 21 de julho de 2008

E a teoria se confirma

Estou longe de ser uma beldade, mas é só sair de Belém, sinto-me a Nikole Kidman em noite de entrega do Oscar.
É a teoria da mulher amazônida se confirmando.

Adoro a regionalidade nessas horas!
=========================

PS: Não posso negar que também adoro o trânsito organizado, os homens bonitos, o clima que não permite meu pé escorregar no salto, nem a maquigem derreter, etc.

Só um desabafo!

domingo, 20 de julho de 2008

Bye, Sushi, digo, Dercy!


Ela foi personagem de um dos "textos" mais comentados deste blog.
Poxa, a mulher mais velha que o sushi no Brasil morreu.
Comemoremos, então, a imigração japonesa.

Pêsames aos dela!

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Meu Sanctis (suspiros...)


A minha mais nova paixão.

O juiz federal que prendeu Daniel Dantas duas vezes e complicou a situação do inimigo público.

Fausto de Sanctis. O Brasil precisa de mais heróis assim! Ai, ai...

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Saudade da mulher amazônida

Cor de pele diferente.
Cabelo diferente.
Sotaque diferente.
Repertório diferente.
Ousadia diferente.
Morar fora do Norte tem algumas vantagens.
Ultimamente, uma das que mais tenho sentido falta é a vantagem de ser exótica.
É isso mesmo!
Pelo menos meu telefone tocava, alguém me olhava e havia quem quisesse namorar comigo. Eu tinha um alto valor agregado.

Putz, em Belém tem meio milhão igual a mim. Sendo que existe uma galera que é bem melhor que eu.
Assim, não tem condições.
E no mais, a Amazônia está na moda! Ser mulher amazônida fora daqui é garantia de sucesso!
Ai, saudade...

sábado, 5 de julho de 2008

Bêbados, louvemos à Lei Seca!

Estou longe de ser o tipo certinha, mas procuro fazer as coisas dentro da lei. Muitas já foram as situações em que saí de casa sem carro, porque saí “mal-intencionada”. Outras vezes, escapei porque tinha um anjo sóbrio capaz de trazer o carro de volta pra casa.

Mas têm aqueles dias que a gente se acha.
“Eu tô biem. Pode deixá, rapá. Olha o meu oito!".
Se você bebe e dirige, não minta! Você um dia fez a merda de dirigir bêbado. É cl
aro que fez! É errado, mas não tinha uma punição severa.

Bom, eu gosto e aprovo o Governo Lula. Pra mim, a Lei seca é mais uma bola dentro. Como só funciono sob pressão, agradeço a prensa que estou recebendo. Afinal, se eu ousar esquecer meu amor próprio e fazer a caquinha de dirigir porre de novo, corro o risco de parar no xinlindró. E pior, aparecer na TV, soprando aquela maquininha palha! Nãaaaaao. É muito mico!

E no mais, tenho uma reputação a zelar. Me quebrar num acidente é horrível! Ser presa por dirigir porre e aparecer no Barra Pesada nessas condições é demais!!!

Bêbados, louvemos à Lei Seca!

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Cervejarias e afins, louvem à Lei Seca!

Se eu trabalhasse no Departamento de Vendas de qualquer empresa de bebida alcoólica, ia estar fazendo festa com a Lei Seca. A quantidade de assíduos apreciadores de álcool mortos por acidentes de trânsito vai diminuir, logo, quem bebe e bebe muito vai viver mais.

Ou tu achas que quem gosta de beber vai preferir voltar pra casa de carro?
Eu já aviso os amigos vou esperar o caronão!

Cervejarias e afins, louvem à Lei Seca!