domingo, 13 de setembro de 2009

Dez motivos para não ser jornalista

Quem fez a lista foi o jornalista Anderson Araújo, do blog Bêbado Gonzó.
Sensacional e a mais pura verdade!
Vê só.


Se você é daqueles que diz “aaai, eu A-DO-RO jornalismooô” ou tem orgulho de ser chicoteado na sua senzala moderna ralando de 12 a 18 horas por dia em prol da notícia, não leia este texto. Agora se já tomou a pílula vermelha e abriu os olhos da merda de escolha profissional que você fez, aproveite. Ainda assim você vai ficar puto pelo que está escrito.
Se NÃO é jornalista e quando vê o Zeca Camargo dando a volta ao mundo 783 vezes pra fazer reportagens inúteis e pensa “nossa, du garalhion, eu posso fazer isso com as duas mãos amarradas nas costas”, preste bem atenção nesta lista. E se está prestes a pagar mais de R$ 800 mensais por um curso de jornalismo e investir o tempo precioso de quatro anos por um diploma invalidado pelo STF, fique atento também, porque isto pode poupar muitas dores de cabeça.
Antes que me diga “seu frustrado, sai dessa porra, então”, me antecipo e respondo: esta profissão é como uma doença. Depois de contaminado, dificilmente, se escapa dela, mesmo querendo. E as razões são muitas, principalmente, quando não se tem uma boa retaguarda, como um papai que banque sua viagem para você encontrar seu próprio eu em Santiago de Compostela (esse nome me lembra compota de bostela).
Portanto, dou dez motivos para não ser jornalista. Pode reclamar a vontade nos comentários e incluir outros. Existem 2.981 itens, mas dez já são o suficiente.



Pra conhecer os dez motivos, clica aqui

12 comentários:

Ao redor disse...

Sobre o quesito "cabeça de nós todos" tem também os jornalistas que acham que sabe de tudo né? E são tantos...

Ao redor disse...

sòmais um comentário... amiga, não estás de férias? Vai curitr sampa, que eu tô morra de inveja! Não sei o que é isso há tréculos!

coisasteens disse...

Oi, gosto muito deste blog. Fiquei meio confusa com este post. Eu quero (queria) ser jornalista. Não posso ser professora (mamãe não deixa)não posso ser dentista (papai não deixa). Outro teste vocacional ou encaro??

Prof. Alan disse...

Égua, uma porrada à la Mike Tyson de sinceridade!

Denilson D'Almeida disse...

A mais pura verdade!!!

Anônimo disse...

Mas o bom é que a gente se diverte.

Marie disse...

Adorei e assino embaixo!

Anderson Araújo disse...

Ei, moça, valeu pelo link e pelas visitas lá no blog.

Tenho mais uns 2971 motivos. Quem sabe rola um post novo com + 10. heheheheh.

Beijão pra ti e descance bastante.

Céli disse...

Vi teu blog através de um blog de um amigo. Sacumé... fuçando como tatu, encontramos belas... minhocas... não que eu esteja lhe chamando de minhoca, rsrsrrs, mas é que o premio de um tatu... é minhoca. Deixando de lado os fins. Sabe... sou Admistradora de Empresas, e no meu caso, advogados "roubam" minha função, mesmo eles tento apenas 5% das matérias que eu tive em quatro anos, fora meus estagios! A razão de um imperador conceder titulo de DOUTOR á advogados e médicos (há milênios atrás), é suficiente para que nós todos fiquemos com cargos reduzidos! Agora com essa decisão do STF... é de se pensar... estamos fu*** mesmo!

Céli disse...

Vi teu blog através de um blog de um amigo. Sacumé... fuçando como tatu, encontramos belas... minhocas... não que eu esteja lhe chamando de minhoca, rsrsrrs, mas é que o premio de um tatu... é minhoca. Deixando de lado os fins. Sabe... sou Admistradora de Empresas, e no meu caso, advogados "roubam" minha função, mesmo eles tento apenas 5% das matérias que eu tive em quatro anos, fora meus estagios! A razão de um imperador conceder titulo de DOUTOR á advogados e médicos (há milênios atrás), é suficiente para que nós todos fiquemos com cargos reduzidos! Agora com essa decisão do STF... é de se pensar... estamos fu*** mesmo!

Anônimo disse...

Seria engraçado, se não fosse tão trágico. Embora não seja jornalista, lamento, há profissões onde existem tanto egos inflados quanto, p.ex. advogados, mas acho mesmo que vocês mereciam um destino melhor.

Brunno Rafael disse...

ser jornalista não é somente entrar na faculdade, pagar um curso caro e arruma 1 milhão de razões para abandonar a profissão. Ser jornalista é uma vocação, um propósito de vida, estar ligado aos interesses do bem comum e defendendo o bem da sociedade como um todo. é realmente uma profissão oprimida e de lucros baixissimos (sem falar dos orgãos que tentam nos oprimir (STF)). Hoje o nosso diploma está cassado, mas é porque eles sabem do nosso verdadeiro poder, o 4º poder que os assusta e os faz praticar essas medidas!! Mas nós continuaremos porque apesar de tudo seremos nós que mudaremos o mundo