sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Lula, essa doeu!

Todo mundo que acompanha este blog bem sabe da minha admiração pelo Lula. Sim, eu admiro o Lula! Admiro e tenho orgulho disso.
Gostaria muito de, daqui a três encarnações, poder lembrar desta e dizer "eu trabalhei voluntariamente para que este cara que está aí nesse livro de história fosse eleito".
É claro que ele só pôde fazer um bom Governo porque pegou o país em condições financeiras bem menos desfavoráveis que os demais. Isso é uma fato incontestável. Mas ele foi além. E eu poderia passar horas aqui discorrendo sobre isso.

Bom, mas não foi para elogiar o Lula que resolvi escrever este post. Foi para desabafar mesmo.
Ai, gente, me sinto como se decobrisse que meu pai tem uma amante e que essa amante é minha tia. É esse o sentimento que tenho em relação ao Lula. Tô me sentindo traída por ele.

É claro que você não vai deixar de amar seu pai porque ele chifrou sua mãe com a sua tia, nem deixar de admirá-lo por toda a sua história com ele, mas, com certeza, você já não olhará mais pra ele com o mesmo brilho nos olhos.

Ai, dói tanto falar isso. Mas eu precisava externar. Lula, tu não não podias "me" trair com o Sarney!

9 comentários:

Ao redor disse...

Égua! Caralho!!!

Finalmente abres os olhos???

Ou minha ilusão de Panacéia é um fato isolado?

Ao redor disse...

E, amiga, de boa, admiração por um cara que se orgulha de nunca ter lido um livro????

Te orgulha da Ana que é melhor...

. disse...

Neyla, não se trata de "abrir os olhos". Continuo admirando o cara por toda a sua história e por tudo que ele fez ao país.
Tenho, sim, minha lamentações e minhas reclamações em relação a ele. Temos isso até pelas nossas mães, não é mesmo?

Só falei é que essa de agora foi a mais escrota de todas. Sinto-me traída, totalmente traída. Acho simplesmente inaceitável ele jogar a história dele e do partido dele na vala em nome da tal governabilidade por causa de "seu Sarney". Isso me dói! E dói mesmo!

Ao redor disse...

Verdade. Foi foda. O foda é que sem PMDB ele não faz nada.
O que me dói na política é que essa estrutura acaba obrigando as pessoas a terem atitudes como essa.
Por isso que eu defendo uma reforma estrutural, acima de defender qualquer partido.

Prof. Alan disse...

O pior é que isso é só o começo, dá uma olhada nessa aqui: http://bit.ly/8WKaP.

Raphael disse...

Já havia "desabafado" também no twitter. Disse que estava enojado com essas atitudes. Isso só prejudicará a nossa Dilma (ou qualquer outro candidato apoiado por Lula).

A Ana está indo no mesmo caminho Leiska, e isso me preocupa, muito.

Beijos

Dani e Clarice Franco disse...

Pois é, foi por isso que saí me sentindo mais vitaminada da palestra com a Marina. Lê a minha matéria no Blog do Altino no Terra:

http://blogdaamazonia.blog.terra.com.br/2009/08/22/marina-e-a-amazonia/

Ah! Lê o coment no meu blog tb:
http://danimaedaclaricefranco.blogspot.com

Diniz Sena disse...

Motivado por seu sentimento resolvi externar o meu tb. Passa lá no blog e dá uma olhada. O sentimento é praticamente o mesmo.

Anônimo disse...

fico imaginando a lama de um petista histórico com esse romance Lula Sarney. Principalmente os petistas do Maranhão, queream caçados como ratos pelo clã dos Sarney Pobre Dutra!!! Pobre romanticos de esquerda. Mas não lamentem tanto, nosso Lula tem que jogar o jogo. Sem a reforma política só se pode governar assim E o POMDB sabe jogar o jogo