quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Meninas precoces desde a barriga

Tarsila está se mostrando agoniada como a irmã.
No quinto mês de gestação, Dalila (odeio essa rima no nome das duas!) resolveu encaixar e forçar a saída. Obrigou-me a fazer repouso absoluto, sob o risco de perdê-la. Que saco era passar o dia inteiro sem fazer nada. O que amenizava era contar com a companhia da minha querida Ana Amélia, em suas visitas diárias e cheias de alegria, e com o carinho devoto e incondicional do Saulo. Ele sempre dava um jeito de me fazer fugir da rotina, mesmo tendo que ficar trancada em casa. Promovia almoços, jantares, disputas de baralho, sessões de filme. Tudo valia para me fazer sorrir. Foi um grande parceiro.
Dessa vez, como não estou perdendo líquido, não é necessário o repouso absoluto. Apesar das cólicas frequentes, o médico pede apenas cuidados especiais. Justo eu: agitada, eufórica, ansiosa e cheia de coisas pra fazer!
Essas minha pequenas me aprontam!
Tarsila já está dando seu recado.

4 comentários:

Ao redor disse...

Não sei porque, ler da ana me deu uma vontade de chorar, mas não o faço! Inspirei-me em você e prometi a ela dar risadas, apenas, dos momentos maravilhosos que tive o prazer de contar com ela.
Quanto às suas meninas, chérie, com uma mãe dessas, querias que fossem quietas? beijos amiga e bom fim de gravidez! paciência, vai!

Ao redor disse...

Não sei porque, ler da ana me deu uma vontade de chorar, mas não o faço! Inspirei-me em você e prometi a ela dar risadas, apenas, dos momentos maravilhosos que tive o prazer de contar com ela.
Quanto às suas meninas, chérie, com uma mãe dessas, querias que fossem quietas? beijos amiga e bom fim de gravidez! paciência, vai!

Yúdice Andrade disse...

Minha querida, eu tive que rir e tenho que te perguntar: se não gostas da rima, por que escolheste esses nomes? Achei engraçado o teu protesto!
Saúde para vocês.

. disse...

Ê, Neyloca!!
Eu te entendo. Tenho sentido isso com muita frequencia na gravidez, afinal, Ana foi minha grande companheira na gestação da Dalila. Mas temos mesmo é que rir ao lembrar dela. Ela merece!

E Yúdice, até eu ri quando li teu comentário, Rsssss. Veja bem, eu escolhi o nome da Tarsila por achar um nome forte, simples e bonito, e (acredite!!) só me dei conta da rima quando começaram a comentar "legal! um nome bacana que combina com Dalila". Earrrrgh! Mas não foi por isso!
Juro!