segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Combate ao racismo na veia

Minha mãe entra no carro. Cumprimenta a mim e à Dalila e transmite um recado.
-Tua tia Pretinha te mandou um beijo.
-Ah, legal! Como ela está? - pergunto.

Mamãe não consegue responder. É imterrompida pela Dalila.
-Quem a senhora disse que mandou o beijo?
- A Pretinha.
- Vó! Porque a senhora chamou ela assim? O nome dela com certeza não é esse.
- Ah, é apelido. Todo mundo mundo chama ela assim.
- Mas é errado. Não importa se ela é pre-ti-nha.
- Mas é carinhoso, Dalila.
- Chamar uma pessoa pela cor não carinhoso, vó.
- Dalila, ela é minha irmã. Sempre chamamos ela assim.
- Seu eu chamar alguém de "pretinho" na rua meus responsáveis vão pra cadeia. Eu nunca vou chamar ela assim.

6 comentários:

Helena Saria disse...

muito bommmm! Adorei a tua filha politicamente correta, tb recebo lições de moral da minha filha sempre, quase da idade da tua... estamos fazendo alguma coisa certa mana! Vamo com fé que tá dando certo.

Beijos.

BlogdoJoy disse...

Historinha deliciosa da vida privada.
Fico contente por sua vida está retomando o curso de sempre e é muito especial o que vc consegue passar para esta menina.
Eu devia ter feito um book 'mais grosso"!!
O projeto ainda espera a pequena.
Abs.

Wellyn Nascimento disse...

Sou super fã da Dalila!

NTC disse...

Dá-lhe Dalila!

Chico Feitosa Jr. disse...

Essa menina precisa de uma surra isso sim.. kkkkkk..

Renata M. disse...

Oxi. Que essa nova geração cresça com consciência e motivação para lutar contra a corrupção, o ódio, o preconceito...
Parabéns, você está sabendo cumprir bem seu papel como mãe.