terça-feira, 30 de junho de 2009

Padrão de quê?

Que coisa mais interiorana essa de ser eleita Mulher Padrão 2009.
Acho muito constrangedor, além de "queimação total de filme".
E as fotos em outdoor??? É uma disputa de quem consegue ser mais cafona.

Se um dia alguém do meu círculo ganhar esse título, será deletado imediatamente.
A menos que seja o de "Mulhar Padrão de Sacanagem". Bom, nesse caso, eu repenso a exclusão.

9 comentários:

Ana Léa Marçal disse...

Eu adoraria o segundo título, Waleiska!hehehe.Apoiada!

Ao redor disse...

Como assim mulher padrão? Existe isso? Que horror?

. disse...

Querido, pelo jeito não és de Belém... Se fosse já teri notado os cafonas outdoors espalhados pela cidade. Tosco! Eu te garanto!!!

Yúdice Andrade disse...

E o melhor de tudo: como se dá a eleição. Trabalhei com uma das laureadas, mas não me recordo se foi em 1998 ou 1999. Naquela época, a coisa funcionava assim (duvido que tenha mudado): o promoter telefona e diz que você, devido a seus méritos e patati-patatá, foi indicada ao título por um colegiado de notáveis (nunca sabemos quem são) e, para confirmar a premiação, basta pagar x mil reais por uma mesa com tantos lugares. Pronto: você é a mulher padrão! Viu como é difícil?

. disse...

Meu Deus, Yúdice!!
É pior do que eu pensava. Elas ainda pagam pra passarem por esse constrangimento??

Olha, é muita falta de senso do ridículo!!! Jisus!

Anônimo disse...

Xará, sou potrão e prefiro mulher patrão.

Carlos Barretto disse...

"uma das laureadas" é ótimo!

Anônimo disse...

Ano passada uma das lauredas foi a Joana Pessoa. Por aí pode se avaliar o padrão!

Anônimo disse...

O que está sendo discutido aqui é a cafonisse do "título", e não quem foi ou deixou de ser "homenageada".

Faz uma retrospectiva nos 12 anos de governo do PSDB (e DEMO), e vais ver as mulheres que foram "homenageadas". Isso sim é uma vergonha. (Entre elas, a nossa inesquecível "Barbie" - Valéria Pires Franco.)