terça-feira, 10 de setembro de 2013

"Animador de auditório" da TV Record do Pará pratica assédio moral com jornalistas da emissora e ainda quer ser deputado

No Pará, a TV Record não quer pagar o piso salarial, expõe seus jornalistas a situações de perigo e ainda permite que um "animador de auditório" - que não é jornalista, mas apresenta um programa jornalístico - cometa assédio moral a jornalistas diplomados na redação.

Lamentável!

Vejam abaixo a denúncia feita pela jornalista Franssinete Florenzano em seu blog Uruatapera


TV Record Belém: situação insustentável

O clima está lamentável na TV Record Belém. Dia desses, o apresentador do programa Balanço Geral, René Marcelo, que não é jornalista e está em Belém há três anos, entrou na redação e gritou para quem quisesse ouvir: “Sindicato é coisa de baderneiro,  só dá  maconheiro nisso; vocês já sabiam quanto iam ganhar quando vieram trabalhar aqui, não entendo por que agora querem fazer confusão e paralisação, isso não vai dar em nada,  jornalista é pobre mesmo”, em alusão aos salários aviltantes que, em muitos veículos, é de R$ 700 para repórteres, por exemplo, o que vem sendo denunciado pelo movimento “Jornalista vale mais”.

René foi surpreendido com a reação dos profissionais na redação: “É muito fácil falar, quando se ganha R$50 mil no dia 15 e mais R$50 mil  no dia 30 de cada mês! Você não sabe o que é colocar cinco jornais no ar; afinal, você chega e já está tudo pronto.” 

René Marcelo é de Limeira, interior de São Paulo, veio para o Pará apresentar o Balanço Geral e nos bastidores fala sem cerimônia pelos corredores, estacionamento e camarim que não suporta Belém, menospreza com piadinhas de mau gosto os times de futebol paraenses e diz que só está aqui para ganhar dinheiro. René também não recebe, nem fala com os telespectadores que vão até a porta da emissora cumprimentá-lo ou pedir uma foto. Recentemente, tratou com descaso a tentativa de homicídio do apresentador Raphael Polito, a quem se dirige como ‘amigo-irmão’ em todos os programas da casa: “por causa de medinho, vai agora ferrar a vida de todos?”, fazendo referência ao dia em que ele, René, precisou apresentar o "Cidade Alerta", contra sua vontade, já que Polito passou a tarde na delegacia prestando depoimento.

Mas René se diz cidadão paraense e vai se candidatar a deputado estadual ano que vem, confiante na influência da Igreja Universal e no alcance de sua imagem na TV.

Esperemos que a direção da TV Record Belém receba o Sinjor-PA e estabeleça piso salarial digno. A reivindicação é justa, legítima e legal.


ATUALIZAÇÃO: a diretoria da TV Record Belém está pressionando e ameaçando retaliar uma produtora que nem conheço, achando que ela é a minha fonte de informações. Como se o René Marcelo não tivesse gritado tudo aquilo numa redação lotada! Absurda a atitude da diretoria da TV Record!

Um comentário:

Assediados disse...

Conheça e faça parte do blog “Assediados”.
www.assediados.com
Um espaço onde vítimas de assédio ou dano moral podem relatar suas histórias, compartilhar experiências, e buscar caminhos para tornar o ambiente de trabalho um espaço seguro, onde seres humanos sejam tratados com o respeito e a dignidade que merecem. Um espaço onde você encontrará informações atualizadas sobre Assédio Moral no trabalho.
"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre"