sexta-feira, 24 de julho de 2009

Tudo errado

Estamos na metade do ano e tenho impressão de que ele ainda nem começou.
Parece que congelei no tempo.
Olho para trás e me pergunto: o que eu produzi neste ano? O que eu construi?
Nunca tinha me dado um vazio tão grande essa reflexão.
Ainda mais quando as lembranças trazem tantas perdas.
Aff...
Que o segundo semestre venha com decisões mais acertadas.

3 comentários:

ocaraestranho disse...

"Olho para trás e me pergunto: o que eu produzi neste ano? O que eu construi?"

Até agora, você conduziu seu trabalho com competência e criatividade, tornando-se certeza em um mar de dúvidas. De você, dependem algumas dezenas de trabalhadores que tem famílias para sustentar e contas a pagar. Sem suas diretrizes, muitos deles estariam sem emprego.

Há de se destacar também seu empenho além dos limites a um governo que reconhece o seu valor. Isso não é pouca coisa.

Você também viveu paixões, renovou amizades e alegrou corações.

E mesmo com toda a falta de tempo, você ainda faz de uma menina a criança mais feliz do mundo, que tem um amor pela mãe que beira a veneração.

Sem falar no seu grande feito, que foi tirar um carioca da sua cidade e levá-lo a Belém, lugar do qual ele não quer mais sair.

Só falta uma única coisa a ser feita nesses primeiros 6 meses: é você abrir os olhos e perceber o quanto você é fundamental para as pessoas que a cercam.

Amo você.

Anônimo disse...

Pelo menos, enxugaste as lágrimas no espelho.

Anônimo disse...

Pelo menos vc se joga e resolve a parada, nem que seja na porrada.Orgulhe-se menina, vc com certeza não nem um pouco medrosa ou mediocre.