segunda-feira, 20 de julho de 2009

Onde Sarney brinca de ser Deus

.
Leiam isso e acreditem: não se trata de uma piada [de mau gosto]
.

3 comentários:

Raphael disse...

Uma tristeza.

Alanis disse...

Muitíssimo pertinente a reportagem do blog ao qual tu me reportaste!

Passo as férias aqui em São Luis e cheguei à conclusão, já no 2º dia por aqui, de que os Sarney são donos de todo o Maranhão! Não somente das ruas, das pontes e do TJE local, mas também e principalmente de faculdades, supermecados, lojas de carro, hoteis!! Usam testas-de-ferro dos mais variados tipos, tamanhos, fama e poder aquisitivo.

Infelizmente, dentre outras coisas, foi o que mais me chamou atenção em SL. Que 'sorte' a deste povo.

Paulinha, vulgo Joanna.

Prof. Alan disse...

No vizinho Maranhão ocorre o seguinte (reportagem do Uol e da Folha de 24/07):

"Duas recentes decisões do Tribunal de Justiça do Maranhão determinaram a retirada dos nomes de políticos de logradouros públicos, com o argumento de desrespeito ao princípio constitucional da "impessoalidade".

Esta semana, a Justiça do Maranhão mandou retirar o nome do ex-governador e atual ministro de Minas e Energias, Edison Lobão, de uma avenida litorânea e de uma escola pública no centro de São Luís.

Também foi determinada a retirada do nome do vice-governador, João Alberto (PMDB), do Centro de Processamento de Dados do Estado.

Em abril, a Justiça já havia mandando retirar o nome de Roseana Sarney da Passarela do Samba, local em São Luís onde ocorrem os desfiles de carnaval.

A decisão acatou uma ação popular, impetrada pela deputada estadual petista Helena Heluy, em 2004, quando a avenida foi batizada com o nome da governadora, na época exercendo mandato no Senado.

Na década de 90, o prédio do Tribunal Regional do Trabalho da 16º Região em São Luís foi batizado com o nome do senador José Sarney.

Em 2006, acatando ação movida pelo Ministério Público Federal, a Justiça determinou a retirada do nome do local."


E no nosso Pará, será que vai aparecer alguém para pedir que seja retirado o nome do Almir Gabriel da Alça Viária?

Além de outros quetais, é claro...