quinta-feira, 8 de março de 2012

Churrasco é coisa de homem

Todo dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, sempre tem um engraçadinho que me sai com a velha brincadeira: "Por que não tem Dia do Homem? Dia do Homem, não tem não?".

Não, cidadão, não tem. E sabe por quê? Por causa duma coisa chamada patriarcado. Desde que o Mundo é Mundo ele é dominado pelos homens. Até o Deus que criou o Mundo é tratado por "Ele", representado pelo velho de barbas brancas que você já viu em algum lugar. Pra mim Deus é uma mulher, ou pelo menos pensa como uma. A maior prova disso é orquídea. E ela deve ter senso de humor também, ou vai dizer que você nunca riu ao ver um ornitorrinco?

Existe tanta coisa que é dita como "coisa de homem", que só uma enciclopédia dava pra enumerar tudo. Dominamos numericamente o Mundo com as coisas que são "nossas", intrínsecas ao gene XY. Claro, tem muita coisa dita como "coisa de mulher", mas já reparou como até essas coisas são sempre algo que as mulheres fazem pra servir aos homens? Veja aí: passar, cozinhar, costurar, cuidar das crianças e limpar a casa, são coisas que muito marmanjo acha naturalmente "coisa de mulher", mas o maior beneficiário é ele!

Ao contrário, as ditas "coisas de homem" são em benefício sempre dele, e não da mulher. Ir ao campo ver futebol, beber cerveja no boteco com os amigos, fazer churrasco, curtir o carro, comprar eletrônicos, revista de mulher pelada, tudo é "coisa de homem" - e só beneficia ao próprio...

Isso, meu amigo, é um pequeno reflexo do que se chama de patriarcado. O domínio masculino da sociedade, das coisas e pessoas. É por isso que não tem "Dia do Homem". Aliás, é bom que não venha nunca a existir, senão vai ter muito machão deixando o ego escorrer pela boca aberta.

Pra nossa felicidade ser maior, seria bom que tivesse um Dia da Mulher toda semana, pra você dar flores, bombons e um jantar caprichado pra sua garota. Pra fazer uma massagem especial nos pés e nas costas dela. E pra lembrar que churrasco é sim, coisa de homem. Mas que ele sempre deve se lembrar de preparar uma carninha bem passada e com pouco sal, especial pra mulher...

Abraços & beijos a todas, pelo dia hoje.

Alan Souza, professor, advogado e blogueiro

7 comentários:

Anônimo disse...

Homens e mulheres são cientificamente diferentes. O erro das pessoas de mente pequena é justamente não entender isso e não conseguir aproveitar o melhor que cada um dos sexos tem para dar um ao outro enquanto ser humano. Eu como homem tenho uma visão detalhista medíocre, quase incapaz de descrever um quarto decorado visto meia hora antes, ao contrário da minha querida namorada. Contrapondo, num piscar de olhos sei se meu carro cabe ou não num determinado lugar. As exceções confirmam a regra.

. disse...

Bom, caro anônimo, só confirmas minha teoria de que sou cientificamente alterada.
Sou incapaz de entender detalhes de uma decoração, mas saco de longe o espaço para estacionar um carro e faço uma baliza melhor que muito homem.

Anônimo disse...

Fica minha lamentação ou meu parabéns. Escolha.

Prof. Alan disse...

Leiska, então eu acho que tenho uma certa alteração científica, também. Estaciono que é uma beleza, até dando cavalo-de-pau, mas lá em casa quem cozinha sou eu. E a mulher ainda diz: "hoje eu queria comer tal coisa!"...

Anônimo disse...

Gostaria de de compartilhar 1/3 de minha felicidade com todos.Meu 08 de março é diario, pena todas não teren o marido que tenho.
felicidade podia cotagiar....principalmente pessoas amargas, sozinhas....

felicidade em pessoa

. disse...

ô, gata, sério mesmo que atribues tua felicidade ao fato de teres um marido?
Não faça isso. Se valorize! Ele é que tem que estar feliz por ter você.
Lá em casa é o contrário!
Rolando tem que agredecer diariamente por ter uma mulher escândalo como eu! hehehehehe
Fica a dica!
Nós, mulheres, somos sempre mais!

. disse...

Ah, e outra, estar solteira não quer dizer que a mulher seja amarga. Tenho muitas amigas solteiras convictas e felizes! Mais felizes que muitas casadas cheias de frustrações.
Resumir a felicidade de uma mulher à companhia de um homem é muito machismo. Não se reduza!