sexta-feira, 16 de março de 2012

Cheiro de vergonha no ar

Acabo de ler no blog Uruatapera, de Franssinete Florenzano, a seguinte notícia:


Quentura nos bastidores
O vereador Alfredo Costa (PT) já está escolhendo seu terno para tomar posse na Alepa, na vaga de Chico da Pesca, que deverá ser declarada oficialmente na próxima terça-feira, pelo presidente da Casa, deputado Manoel Pioneiro (PSDB). Pelo Regimento Interno, ele tem mais 15 dias, prorrogáveis por igual período desde que justificado, para assumir o mandato. Tempo suficiente para as intensas conversas de bastidores, inclusive em relação à candidatura a prefeito de Belém, que pode não interessar mais, com três anos garantidos para trabalhar seu nome em todo o Pará. 



A pergunta é: desde quando ter um cargo parlamentar impede alguém de ser candidato a um cargo majoritário? Isso não seria um impulso para sua candidatura à Prefeito?


A notícia dada pela Franssinete hoje está é com cheiro de vergonha. A vergonha que o PT de Belém vai passar se o Alfredo Costa desistir da candidatura à Prefeitura de Belém.


Em janeiro, o Partido dos Trabalhadores fez um belo processo de eleição interna dando uma aula de democracia aos políticos paraenses. Alfredo Costa foi eleito pela maioria dos militantes como candidato oficial do partido para a disputa municipal deste ano e agora fala em declinar? Vai trair o voto de seus correligionários?


Na minha opinião, se ele o fizer, legitimará aquilo que pensei na época das prévias petistas: Jader Barbalho tem dedo nesse pleito.
Lembram quantas notícias negativas contra o Deputado Federal Cláudio Puty foram publicadas pelo Diário do Pará na época das prévias? Puty era o concorrente do Alfredo no 2º turno das prévias do PT e favorito à vitória. O Diário requentou, bateu, revirou, xingou. Fez de tudo para abalar a imagem de Puty, inclusive com manchete no dia da eleição detonando o deputado, que havia sido Chefe de Casa Civil na gesta de Ana Júlia Carepa no Governo do Estado.


Sinceramente, acho que se Alfredo Costa retirar essa candidatura com essa desculpa esfarrapada de "vou assumir na ALEPA", só vai confirmar que houve acordo com gente dentro do PT para derrotar o Puty - declaradamente antibarbalhista - para que o partido se rifasse depois para o PMDB.


A conferir.

5 comentários:

Anônimo disse...

Excelente sacada, é por isso que és a grande jornalista que respeitamos. Estas coberta de razão! Existe sim um claro movimento dos velhos dirigentes petistas no sentido de fechar com o pmdb na cabeça, mas creio que o Alfredo não pode ceder as pressões dos Barbalhistas.

. disse...

Obrigada pelo elogio, anônimo!

Anônimo disse...

Votei no Alfredo pq o pessoal ddo Paulo Rocha pediu, mas ele apoiar o Priante vai ser muita decepção pra militancia.

Anônimo disse...

Não tem a meno lógica sua análise, aliás, não passa de uma retórica eleitoreira.

Augusto Cezar Wankgheski disse...

Quem ganha com tudo isso é o ED... 50!