quarta-feira, 6 de junho de 2012

I'm sorry, anônimos!

Apesar detestar censuras, tive que bloquear comentários anônimos neste blog.
Por meio deles tem chegado ofensas escabrosas a mim e até as minhas filhas (creiam!). Alguns até aceitei. Outros não permiti por achar que os leitores que acompanham o blog não merecem ler tamanha baixaria.

Tenho sido vítima constante de uma moça que resolveu jogar em mim sua angústia solitária e a dor de uma relação imaginária descrita no facebook diariamente. Confesso que até me compadeço diante de tamanha insanidade, mas, como diz o velho ditado, quem tem pena do coitado fica no lugar dele.

Meu bem, saiba que oro frequentemente por você para que encontres teu caminho.
Hás de ser muito feliz quando tua vida for de verdade e puderes parar de viver o passado.

Agora, meus caros, só se identificando!

Beijos em todos!

4 comentários:

Prof. Alan disse...

Tá certíssima! Quem quiser se esconder atrás da covardia do anonimato que o faça em outro lugar!

Pedrox disse...

Estás mais do que certa. Aliás, devias ter feito isso há mais tempo.

Eu parto do princípio de que se a pessoa precisa de anonimato para escrever um comentário, certamente este comentário já tem vício de origem.

Olhando pelo lado jurídico, se um comentário anônimo é autorizado pelo blog, existe o pressuposto jurídico de que o autor do blog é responsável por tudo o que é nele publicado sem autoria pré-definida. Então você responde legalmente por qualquer comentário ofensivo dirigido a alguém se este for feito anonimamente em seu blog.

E antes que alguém venha falar em censura, é bom lembrar o que a Constituição Federal assegura a liberdade de expressão, sendo VEDADO O ANONIMATO.

Dulcivânia e Ricardo disse...

Eu apoio!

. disse...

Obrigada pelo apoio, meninos!