sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Alô, povo brasileiro, aquele abraço!

Já entrei o ano dizendo que 2009 é o meu ano!
E é mesmo. Tanta coisa já vivi nesses 23 dias que meu Deus!
E ter passado 8 dias deste ano no hospital fez parte dessa grande vivência.
Aprendi um monte de coisas por lá.
Refleti um bocado. Percebi bastante. Escutei, ouvi sermão, palavras amigas. Aprendem-se muito com isso. Basta querer.

Mas tenho que confessar que aprendi muito mais com a atitude das pessoas.
Como a do meu amigo blogueiro, que mesmo sem me conhecer direito, numa noite triste, de choro, me mandou lindas rosas, que me abriu um sorriso que sou incapaz de descrever. Que gesto generoso...
Como a do meu companheiro de quase todo dia (falo quase porque teve um dia que ele não foi!). Sempre me fazendo rir, cuidando de mim, tentando resolver o que era possível. Que pessoa apaixonante descobri quando estava no hospital... Obrigada, Tuzinho! Mesmo cheio de coisas para fazer, ele conseguia arranjar um jeito de ir lá. Reafirmando o ditado popular: Tudo na vida é questão de prioridade!
Como a minha amiga que detesta hospital. Não gosta mesmo. Mas foi lá me ver. Trisha superou a frescura e foi lá só para me dar um beijo.
Como a minha fiel escudeira Waldilene. Provando-se mais uma vez ser muito mais que uma simples secretária do lar...
Como meus ex-alunos, que ratificaram o que eu já pensava: ex só existe pra o que a gente quer esquecer. Não é o nosso caso! Eles são meus eternos alunos (só que alguns, agora, também colegas de trabalho).
Como o Zé, que mesmo na correria louca da produtora, arranjava um jeito de tentar à distância resolver as questões com a Unimed e com Hospital, sem falhar, sem deixar de ligar nunca.
Como os meus grandes parceiros de trabalho, que mesmo no desespero do pré-Fórum Social Mundial, tentavam me poupar o máximo possível e carregavam pianos pesadíssimos. Grande equipe a minha. Tenho muito orgulho dela!
Como a minha mãe, que mesmo tensa com tudo, tentava passar pra mim a idéia de que nada estava acontecendo...

Teve gente que não pode ir me ver, mas me teve a preocupação de me ligar, mandar mensagens diárias e demonstrar a preocupação. Valeu, gente! Vocês ajudaram a superar o meu maior medo.

Por causa de vocês eu tenho certeza que meu 2009 será o meu ano. Se 2008, que foi tão turbulento, eu fui feliz. Imagina em 2009, que eu tô uma pilha... Jesus, Maria e José! Sai da frente!!!

E só pra lembrar, vaso ruim não quebra fácil... hehehehe

8 comentários:

Anônimo disse...

Rosas chamam rosas, minha flor. Que 2009 seja mesmo teu ano. Um beijo, com muito carinho.

Meg Barros disse...

Uahauahauha, adorei o final!
Mas pow Waleiska, se vc é vaso ruim, o que dirá de uns antiquários que eu conheço hahahahahah!
SAÙDE AMIGA! E, moderação...
Feliz 2009!

Anônimo disse...

É isso ai amiga, estamos correndo muito, faz parte. Obrigado pelos esforços para que tudo saia nos conformes e descupas se exigimos de mais de sua paciência, ok.
Bjs
Enderson

Juvencio de Arruda disse...

Que bom que vc está bem, vaso ruim...rs
Bjs

Alcilene Cavalcante disse...

Acho que nunca comentei aqui, mas esse blog é um dos meus preferidos. Vivo visitando. Sou blogueira no Amapá. Espero que estejas bem.

. disse...

Meu querido blogueiro, vc sempre muito gentil... me envaidece!


Meg, pois é, né, hehhehehehehehehheheheheh

Enderson, obrigada pela força. Estás sentindo o drama...

Juca, que visita ilustre!
Beijocas!!!

Alcilene, legal vires sempre aqui. Fico feliz. Tenho sangue de amapaense. Meu pai era daí.

Beijocas em todos!!

Marília Salles disse...

Olá!
Espero que você esteja bem... mesmo que virtualmente tenho um carinho todo especial por ti e pela super Dalila, aliás, ela está bem? Gosto muito do jeito que você retrata os acontecimentos em sua vida, seus pensamentos, percebo muita sinceridade em você, e isto é uma qualidade imensa...trata tudo com muita naturalidade. Só não concordo com uma coisa com você, e pelo que percebo não sou só eu... você vaso ruim? não combina com você... rs.
beijos

Sara disse...

puxa, leiska, não sabia que estiveste no hospital. Espero que não tenha sido nada grave e que agora estejas bem. Bjos! Ah, lembrei que acabei saindo daí sem nem ver o comercial da super Dalila. Não tem link no youtube, tem?