segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Ensinando a amar

No shopping, em dois momentos distintos, vimos duas crianças com aquele choro sofrido de doer o coração. Não parecia mimo e sim, algo sério.

Nos dois casos, com a anuência dos respectivos responsáveis, fui até as crianças, conversei, abracei e elas se acalmaram.

Após a segunda abordagem, a Tarsila me pergunta com ar desconfiado e tom decepcionado:

- Mãe, você é carinhosa com qualquer criança?
- Sim, amor, porque todas as crianças do mundo merecem carinho.

Ela ficou me olhando séria por alguns segundos. Imaginei que viria uma reação natural de ciúme infantil. Mas ela me abraçou forte e sorridente.

- Ai, mãe, eu te amo!

E, claro, eu chorei. ♡♡♡