sexta-feira, 31 de outubro de 2008

São as educativas

As minhas duas rádios preferidas andam me maltratando. Agora pela manhã não tenho opção. Ou escuto Clayton César ou Heloísa Run*.

Sendo assim, vou ter que recorrer ao meu vizinho Marquinho Pinheiro. Ele pelo menos não tenta desfarçar a breguice e fazer pinta de educativo.

*Nem sei se é assim que escreve.

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

É simples, mãe!

Sempre estressada, eu me arrumo às pressas para trabalhar. Ela está lá, só observando e sempre dando um palpite.

- Mãe, diz pro seu chefe que você tem uma filha pequena em casa e que precisa sair mais cedo, pra chegar, brincar e ficar com ela.

- Tá, minha filha, eu vou dizer.

Ela olha com cara de dúvidas.

- Escute, o chefe da mamãe não é malvado. A culpa, muitas vezes, da mamãe ficar até tarde não é dele. Ele também tem um filho pequeno em casa e também gostaria de sair mais cedo pra ficar com filho e nem por isso consegue. A culpa é do nosso trabalho, que é muito cansativo e cheio de coisas. Não culpe o chefe da mamãe.

Despois de um longo suspiro.

- Vocês não sabem nem escolher.

- Escolher o quê?

- Porque não escolheram ser médicos? Mãe, a minha avó [que já está quase se aposentando, ressalto] não chega tão tarde em casa, não fica nessa correria que tu vive e eu nunca vi ela reclamando de dinheiro igual tu vive reclamando que não tem. É simples, mãe, vai ser médica!



E eu ainda gasto dinheiro fazendo terapia... Pra quê?

sábado, 25 de outubro de 2008

Votar em Belém


Essa conversa, com certeza, aconteceu sob as sombras das mangueiras de Belém.
**Peguei no Blog do Juvêncio, que, por sua vez, pegou do blog Xinelão, do cartunista Franklin.

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Comédia da minha vida privada

Ando reflexiva como nunca estive.
Ouvi como estímulo de uma amiga:

"Sabe o que eu acho? Que apesar de todos os meus erros, sou uma pessoa inteligente e, por isso, gosto de piadas inteligentes, e a minha vida é uma das melhores. De vez em quando me faz dar boas gargalhadas!"

É... pois é, então! É isso aí!

Será que dá pra alguém colaborar e rir de mim?!
Obrigada!

===============================================
PS: Obrigada, S., por tudo! Inclusive - e sobretudo - pelas risadas!

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Tudo de novo outra vez!

Na escalada de um típico jornal inteligente:

Nayara, que levou um tiro no rosto, fica sabendo da morte da amiga e chora!

(Eles queriam que ela gargalhasse???)

Em seguida:

A cirurgia que retirou a bala de seu rosto foi feita com sucesso. O nariz vai ficar perfeito e ela vai respirar normalmente. E o melhor, vai manter seus encantos.

Não sei nem o que comentar... Mas uma coisa é fato, mais do que as tragédias em si, o que mais detesto nesses fatos como Nardoni e Eloá, é ter que aturar a imprensa, querendo se superar pra ver quem comete mais absurdos em abusos, falta de respeito, pieguices e até motivos de chacota.

*O jornal em questão foi o da Band, exibido nesta segunda, após o CQC.

domingo, 19 de outubro de 2008

Até!

Fui-me embora para a minha Pasárgada.

Volto quando a semana que sobra das minhas férias pingadas acabar.

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Lady of Nazareth

Um amigo mandou este link.
Cobertura fotográfica do Círio de Nazaré.
As imagens são da AFP (Maurício Lima) e Reuters (Paulo Santos).
Vale. E vale muito.

Clica e aqui e te delicia.


domingo, 12 de outubro de 2008

Padre Fábio de Melo na Chiquita 2009

Há quem fale mal, mas todos sabemos que a Festa da Chiquita é parte importante dos festejos do Círio de Nazaré.

Desde o ano passado, um convidado da Diretoria da Festa do Círio vem cheio de pompa para "abrilhantar" a nossa festa maior. Acho que no ano que vem, o Padre Fábio de Melo deveria ser homenageado com a pompa que merece.


Na foto, Padre Fábio de Melo e um amigo Padre, em missa na Catedral Nossa Senhora do Líbano, em São Paulo. Lindos, né?!

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Círio x Governo

Amo o serviço público. Adoro trabalhar no Governo.
Sou super fã da Nazaré. Amo o Círio.
Mas os dois juntos, não rola.
Acho que Círio e Governo é uma combinação insalubre.
Nada a ver.

É só um desafo!

=======================================

A combinação fica ainda mais insuportável quando os amigos radicados fora da cidade começam a chegar para o Círio e te ligam "ei, cheguei, bora beber!" e tu simplesmente não consegues porque Círio e Governo não combinam. Sacou?


*Post atualizado após um telefonema recebido quase à meia-noite quando eu ainda estava na Avenida Nazaré (ai, detesto pronunciar este nome), ainda trabalhando na Secom...

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Azulinos derrotados: uni-vos!

Semanas atrás, os torcedores do Remo convocavam toda a nação azulina para o Dia do Azul. Uma ação para tentar levantar o baqueado Leão. Brinquei com um amigo:
- É o Dia da Valéria?
- Deus me livre!
Levando em consideração que se tratam de dois azulinos derrotados, “foras de série” e com 4ª colocação em comum, poderiam fazer essa campanha juntos agora, né?

Desculpem aí, amigos remistas, não podia perder a piada!

TSE, o Papai Noel não existe?

Eu não acredito em dinossauro. É, não acredito (e pense você o que quiser pensar).
Eu não acredito em outros avanços da ciência.
Mas na lisura do processo eletrônico eleitoral brasileiro sempre acreditei. Acho o máximo as maquininhas que nos permitem o voto seguro. ´
Sempre foi tão confortável para a minha mente, tão romântico pensar que as pessoas iam lá votar de forma segura. Digitavam o número de seus candidatos e lá estava a foto do sujeito e tudo certo.
Dava até um orgulho ver aquela bagunça nas apurações das eleições americanas se arrastando por dias, semanas, enquanto a nossa, em horas, permitiam os resultados lá, todos prontinhos. Coisas do Brasil que deu certo.

Eu sempre acreditei nisso até ontem.
Quase toda a minha família vota em Ananindeua e quase todo mundo voltou das urnas com o mesmo relato: a máquina estava quebrada.
Como assim quebrada?
Minha cunhada foi votar e não viu a foto do candidato!!! Meu Deus!!!
Como pode isso?
É como uma criança de 3 anos acordar na manhã de 25/12 e não ver o presentinho lá embaixo da cama, na janela ou em qualquer cantinho da casa, deixado pelo Papai Noel. Isso simplesmente não existe!
É muito cruel por parte do Tribunal Superior Eleitoral me fazer crer que o sistema de voto eletrônico não é seguro.
Estou em crise.
Tenho um primo que nem conseguiu votar. O mesário disse que ele devia procurar o cartório eleitoral porque a máquina estava quebrada. Ora, e as cédulas de papel? Porque não deram uma assim pra ele votar?
Preciso de um terapeuta.
Não estou podendo com essa decepção!
Claro que minha crise só não está maior do que a da Valéria (rá, bem feito pra ela!).

Ananindeua, onde TUDO pode!!

Passei o 05/10 em Ananindeua, segundo maior colégio eleitoral do Pará.
Acompanhei o processo por lá para ajudar na campanha do meu cunhado. Cada minuto que eu passava lá, meu castelo ruía mais.

Lá, a eleição acontece em desacordo a tudo aquilo que tu viste nos últimos meses nas propagandas da Justiça Eleitoral. Confira:

- Em Ananindeua pode distribuir brindes, sim. No dia da eleição, principalmente! Ontem a cidade estava totalmente forrada de gente com camisa verde, com o nome do partido. A maior concentração era na porta das escolas onde havia votação. Te dou R$ 1,00 se você me disser o nome disso!

- Em Ananindeua candidatos a vereador podem pedir votos dentro das escolas. Eu disse DENTRO das escolas..

- Em Ananindeua você também pode chegar e puxar aquela prosa bacana com o presidente da secção eleitoral. É! Onde eu fui justificar meu voto, por exemplo (ainda está em SP), enquanto eu preenchia os dados, um rapaz entrou na sala e estava num ótimo papo lá com os mesários e presidente da secção. O assunto: a polícia levou as muambas dele embora lá da feira do Maguari. Ele estava indignado. E os mesários também, é claro! Eu? Nãaaao... imagina.... eu estava achando suuuuper legal ficar vendo aquele absurdo!

- Em Ananindeua tinha mesário ainda mais legal. Além dos que ouviam seus problemas, tinham aqueles que compreendiam a necessidade de buscar votos e permitiam que santinhos fossem deixados dentro das salas de votação.

Mas se tu achas que tudo que eu descrevi até agora é absurdo, prepare-se!

Por volta das 16h, carros de candidatos começaram a passar recolhendo nada menos que os comprovantes de votação dos “fiscais”. É isso mesmo! Imaginas tu teres que entregar o teu comprovante de votação, que é um documento (!) pra um sujeito que nem conheces, para garantir os teus 20 ou 30 “real”. Se o papo de pegar o número do título não cola mais e a população já não se intimida e não se sente mais obrigada a votar em quem pagou pelo seu voto, a onda agora é dizer “vamos passar e recolher o comprovante de votação”, para ver se assim, os candidatos conseguem intimidar e garantir que o voto que cabresto se mantenha.
O crime evolui! E não é só nas favelas cariocas...

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Barbie para Prefeita?

video

Tu arriscas?

Como assim, prefeito?

Ao ser indagado sobre o fim do projeto Escola Circo, da Prefeitura de Belém, em debate no SBT, o nosso ilustre prefeito solta essa pérola:

- Que projeto? Que Escola? Aquilo só ensinava criança a comer fogo!

Muito bem!

Sem ingrediente, não rola!

Em um programa de TV, desses em que um renomado chef mostra como fazer um prato.
Depois de falar e falar, o bonito tenta começar a fazer a delícia. Tenta!

- Mas onde está? Bom, eu ia fazer o prato completo, mas comeram aqui parte do frango que eu usaria no prato. Não dá mais.

Eu sempre imaginei que a produção comesse mesmo as guloseimas que passam na TV, mas será que não dá para ser depois do prato feito no programa ao vivo?
Que mico, produção, ser cagüetado na televisão! [até rimou, rá!]
Ah, e respondendo a sua pergunta, sim, trata-se de um programa paraoara.